Resenha número 27

06 janeiro 2012

Questões Do Coração
Autora: Emily Giffin
Editor: Novo Conceito
Nota:

Sinopse: Emily Giffin, autora de “Ame o que é Seu”, novamente aborda o tema da infidelidade em seu romance contado em capítulos alternados pela esposa injustiçada e a outra mulher. Tessa Russo está comemorando seu aniversário de casamento, com seu belo marido, Nick, um cirurgião plástico pediátrico, quando seu pager toca. No hospital, ele conhece seu novo paciente, Charlie de 6 anos, que foi gravemente queimado enquanto brincava na casa do amigo. A mãe de Charlie, Valerie, uma advogada bem-sucedida, que criou Charlie sozinha, se sente culpada. Como Charlie passa por diversos enxertos e cirurgias para reparar os danos causados em seu rosto e mãos, Nick se aproxima de Valerie. Tessa, uma dona de casa que tem dúvidas sobre deixar sua profissão, reconhece o crescente distanciamento entre ela e Nick, mas não está certo sobre a quem atribuí-lo ou o que fazer sobre isso. O talento de Giffin reside em tornar seus personagens possíveis e referenciais, e os leitores irão se encantar por ambos.


Esse é definitivamente o tipo de livro que te deixa pensando nele mesmo após seu término. Comecei a lê-lo sem nenhuma expectativa, nem sabia exatamente do que se tratava, apenas que era um bom livro. Na verdade o que me levou a comprá-lo foi mesmo a frase de sua capa, que me marcou profundamente. ''As pessoas que você mais ama, são as mais difíceis de manter por perto. '' Não seria apenas essa a reflexão que eu teria durante a leitura. Foram várias, guiadas com maestria pela autora, Emily Giffin, que nos deixa refletindo sobre a história e trazendo isto para nossa própria vida. Os personagens são comuns, humanos e como todos os humanos, errantes. O livro gira em torno de uma única situação, que eu nem mesmo sabia qual era antes de iniciar a leitura, o que foi ótimo, pois pude desfrutar do suspense deixado pela autora. Essa situação é bastante comum, e com certeza, se você já não tiver passado por ela, conhece alguém que passou. E se não conhece, vai conhecer ao desfrutar desse livro, impecavelmente sincero e coerente. É impossível não sentir algo diferente a cada fim de capítulo. Raiva, pena, felicidade, angústia... Sentimos tudo que os personagens sentem, e fica difícil escolher um preferido, ou um vilão. Porque não existe. A história não é uma fantasia, é a mais pura reprodução da realidade, e talvez por isso seja tão difícil se posicionar. Pelo menos para mim foi. Pode ser uma leitura tensa, até difícil ou triste, para quem esteja passando por problemas emocionais ou de relacionamento. Não é o tipo de livro que indicaria para qualquer pessoa. Mas com certeza vai marcar cada um, e fazer rever as questões do próprio coração.


Sobre o Autor: Autora de livros chick lit, escreve especificamente sobre relacionamentos e as emoções que estes proporcionam. Se formou em direito, mas abandonou a carreira para se dedica totalmente à escrita. Teve seu primeiro manuscrito rejeitado, mas não desistiu e em 2004 lançou "Something Borrowed" (O noivo da minha melhor amiga).




Clique na aba "Promoções" e fique por dentro da promoção que está rolando agora!!!

Um comentário

  1. Faz muito tempo que estou de olho nesse livro, já li muitas coisas sobre ele, e a cada nova resenha tenho mais vontade de ir numa livraria e adquiri-lo. Sua resenha ficou ótima, muito bom saber a sua opinião e outras informações sobre este que parece ser um excelente livro.

    Abraços
    Caíque Fortunato - Entre páginas de livros / Twitter

    ResponderExcluir