Resenha número 34 .

23 janeiro 2012

Ponto de Impacto .
Autor: Dan Brown .
Editora: Sextante .

Nota: 


Sinopse: Com o objetivo de verificar a autenticidade da descoberta, a Casa Branca envia a analista de inteligência Rachel Sexton para a desolada geleira Milne. Acompanhada por uma equipe deespecialistas, incluindo o carismático pesquisador Michael Tolland, Rachel se depara com indícios de uma fraude científica que ameaça abalar o planeta.
Antes que Rachel possa falar com o presidente dos Estados Unidos sobre suas suspeitas, ela e Michael são perseguidos por assassinos profissionais controlados por uma pessoa que é capaz de tudo para encobrir a verdade. Em uma fuga desesperada para salvar suas vidas, a única chance de sobrevivência para Rachel e Michael é desvendar a identidade de quem se esconde por trás de uma conspiração sem precedentes. Com fascinantes informações sobre a NASA, a comunidade de inteligência e os bastidores da política americana, sem falar na polêmica discussão sobre a possibilidade de vida extraterrestre.


Mais um livro emocionante onde a ficção se mistura com a realidade de uma forma que não conseguimos distinguir o que existe do que não existe, rico em detalhes científicos e em adrenalina.
Em meio a disputa pela presidência dos Estados Unidos entre o atual presidente: Zack Heyner e o seu adversário: senador Sedgewick Sexton, acontece uma trama elaborada por um dos principais orgãos responsáveis pela segurança nacional o NRO (National Reconnaissance Office).
O candidato Sexton, tem como principal tema de campanha, a desmoralização da NASA, a divulgação das vultuosas quantias que são gastas com suas experiências e o baixo índice de sucesso que ela obtêm.
O atual presidente Zack Herney, acredita na NASA e no poder que ela confere ao país com suas pesquisas, além de controlar tudo que se refere ao espaço, mais do que isso quer protegê-la dos investidores que gostariam de poder dividir o espaço em pedaços e vendê-los como lotes, inclusive espaços para mídia como outdoor nos lotes e merchandising em foguetes. 
Quando tudo indica que o senador vai ganhar esta eleição pois a população passou a ver a NASA com outros olhos, a descoberta de um meteorito na plataforma de gelo milne no hemisfério norte, de aproximadamente 190 milhões de anos que comprova a existência de vida no espaço, faz com que o jogo vire.  Para dar credibilidade a descoberta sem margens de refutação, o presidente convoca cinco civis para estudarem o meteorito e comprovarem sua legitimidade: três cientistas, altamente credenciados cada um na sua especialidade, Mike Tolland, um oceanógrafo apresentador de programa científico, documentário semanal de alto índice de audiência e Raquel Sexton, uma depuradora do NRO (responsável por elaborar relatórios para a Casa Branca de todos os assuntos que qualificar como importantes)que estrategicamente foi chamada por ser filha do senador Sexton, rival do presidente.  Depois de todos darem seu aval e concordarem que é a descoberta do século, o presidente vai a público em cadeia nacional e emociona todos os americanos.  O problema é que surgiu uma dúvida entre os civis e quando eles vão á fundo para tentar desvendá-la, começam á ser caçados e assassinados, passam por maus lençóis mas três deles conseguem sobreviver, dentre os quais está a filha do senador. Conseguem reunir provas de que o meteorito é falso, mas não conseguem imaginar que quem está por traz da armação é o diretor do NRO, chefe da depuradora e que nem o presidente dos Estados Unidos e nem a Nasa tem conhecimento do fato.



Sobre o autor: Dan Brown é um escritor norte-americano. Seu primeiro livro, Fortaleza digital, foi publicado em 1998 nos Estados Unidos. A este seguiram-sePonto de impacto e Anjos e demônios, a primeira aventura protagonizada pelo simbologista de Harvard Robert Langdon. Seu maior sucesso foi o polêmico best-seller O Código da Vinci, mas seus outros três livros também tiveram uma grande tiragem. 
Entre seus grandes feitos, está o de conseguir colocar seus quatro primeiros livros . É o mais velho de três filhos. Sua mãe Constance (Connie) foi uma musicista profissional, tocando órgão na igreja. Considerado pela Revista Time uma das 100 pessoas mais influentes do mundo, Dan Brown teve seus livros publicados em mais de 50 idiomas .



Um comentário

  1. Sou super fã de Dan Brown. O bom da sua escrita e livros é que não há ninguém como ele. O autor tem um estilo completamente diferente dos demais que ao mesmo tempo o caracteriza e o torna único. Li "O código da Vinci" e viciei. Os jogos e enigmas que ele constroí são maravihosos.
    Amei demais hahaha
    Volte sempre, grandes beijos =D

    ResponderExcluir