[Resenha] Depois dos quinze

02 setembro 2016


Depois dos quinze
Autora: Bruna Vieira
Editora: Gutenberg
Número de Páginas: 200
Onde comprá-lo: Amazon | Submarino


Sinopse: Bruna Vieira tem 18 anos, é colunista da Revista Capricho e dona de um blog chamado Depois dos Quinze. Começou a escrever porque descobriu que o amor da sua vida era na verdade o amor de uma das centenas de fases que ela já viveu. Desde então, com a ordem das palavras escritas e compartilhadas nas redes sociais, Bruna superou a timidez, viajou para a Europa, fez duas tatuagens, mudou de vez para São Paulo e tornou-se uma das adolescentes brasileiras mais influentes da internet com milhares de fãs, leitoras, amigas seguidoras. Nesse livro você encontra uma mistura de histórias, desabafos e segredos de uma garota que nasceu no interior, ama animais, usa boinas coloridas e ainda acredita no amor simples e verdadeiro.

Eu estou amando ler esses livros de vlogueiros que lançam livros. Pelo simples fato que já li 3 e só gostei de um.

Bom vamos falar sobre Depois dos Quinze, o livro da querida Bruna Vieira. Confesso que amo as fotos dela, acho bem estilosinha, mas infelizmente não posso dizer o mesmo do livro.

Antes que alguém me jogue pedras, a escrita da Bruna é bonita e fofa. O livro é fofo, mas é voltado totalmente para o público infanto-juvenil, para meninas de 12, 14, 15 anos que sofrem como nunca por causa de rapazes. O livro é todo em contos e crônicas, os mesmo que já foram postados em seu blog pessoal.

Escrever com o coração vai muito além de colocar ordem nas palavras. É preciso coragem. Coragem para fechar os olhos e sentir o que acontece ou aconteceu por dentro. Enfrentar, organizar e entender. Pouca gente sabe, ma essa atitude é rara. É difícil. E, como a gente vive mudando, é eterna.

Eu, ao ler, ficava pensando que era uma alien, pois eu nunca pensei, agi e fiquei sofrendo como ela por causa de menino algum. Na verdade eu tava mais preocupada em dançar axé e brincar...

Mas repito: por ser voltado a esse público das novinhas, alguns contos e crônicas me deixaram incomodada, pois vários são conselhos e algumas cabecinhas fracas podem seguir e acabar dando com a cara na parede. Acho legal a Bruna escrever e compartilhar as histórias, mas devia vir com aviso para não fazerem em casa...

Bom gente... é isso. Não tenho muito o que falar. É um livro fofinho, mas eu - com quase 30 anos nas costas – achei apenas regular. E ponto. Não teve nada a acrescentar em minha vida. Mas com toda certeza que as meninas de 12 até 15 anos vão amar e favoritar, até porque são vários quotes super pensantes.. Tenho outro livro da Bruna e quem sabe eu leia e traga pra vocês o que achei.

(...)percebi uma coisa: as barreiras que mais nos limitam são aquelas que nós mesmos criamos. A distância não é nada perto do que a gente tem dentro do peito. Seja amizade, seja amor ou só carinho.


Nenhum comentário

Postar um comentário