Resenha número 73.

09 abril 2012


O Menino Narigudo
Autor: Walcyr Carrasco
Editora: Moderna
Nota: 

Sinopse: Dono de um nariz imenso, Cirano sofre terrivelmente. Seu nariz vive se metendo onde não é chamado: nas portas, na comida, na sobremesas, na cabeça do colega da frente. Quem poderia se apaixonar por um adolescente com um nariz assim? Cirano ama Roxane, que ama Cristiano, o melhor amigo de Cirano. Roxane ama também a poesia que Cristiano não sabe fazer. E quem melhor do que Cirano para ajudar Cristiano com lindos poemas de amor?


Eu estava a procura de um livro, quando surgiu a Ana me perguntando se eu havia lido "O Menino Narigudo". De início eu pensei duas coisas opostas: a primeira foi que achei o título adequado para uma história infantil, daquelas que até os animais falam, e a segunda totalmente contrária foi que esse é um título bem intrigante, quer dizer, eu fiquei com uma vontade imensa de saber a respeito do livro. A conclusão foi que achei a história interessantíssima! Longe passa da chatice.
O autor chamou atenção ao fato de que na maioria das vezes não vemos as pessoas pelo coração, mas pela aparência, pelos "defeitos" que não são bem vindos aos nossos olhos.
Cirano gosta tanto de Roxane, mas desiste de contar isso à ela, achando que a menina vai rir de seu nariz imenso. Então ele fica acanhado, pensando que mal poderia falar com ela, que deveria evitá-la todo o tempo, até que se descobre algo em comum entre eles: o amor pela poesia. É aí que surge uma grande amizade. Porém, o amigo de Cirano se apaixona também por Roxane... E o final eu não vou contar!



Sobre o autor: A carreira teve início quando ele trabalhou como jornalista nos principais veículos da imprensa. A estréia como autor se deu no teatro, com peças como Batom (que consagrou a atriz Ana Paula Arósio) e Êxtase. Walcyr também é autor de livros infantis, como Vida de droga e O Menino Narigudo, usados como livros paradidáticos nas escolas brasileiras.

Nenhum comentário

Postar um comentário