O Diário do Leitor Entrevista #1

10 outubro 2012

Bom dia pessoal. Hoje trago a mais nova coluna do blog, sobre entrevistas com autores, blogueiros. Para estreá-la, trago a entrevista realizada com Simone O. Marques, nova parceira do blog e autora dos livros Agridoce, Paganus e Os Deuses do Mar. Vamos conferir?


DDL: Quando e como ocorreu o "despertar" para você começar a escrever?
Simone: Meu despertar aconteceu em fevereiro de 2007, depois de um sonho que tive. Quando acordei me senti motivada a tentar descrever o sonho em seus detalhes. Escrevi umas vinte páginas e, quando as li, vi ali uma história que poderia ser muito mais. Resolvi desenvolvê-la e, em oito meses, tinha uma saga com cinco livros e três contos escritos. 

DDL: Quais são seus projetos atuais?
Simone: Hoje, além de alguns contos para antologias para as quais fui convidada e da criação de argumento para uma HQ, estou trabalhando para tentar a publicação diferenciada da minha série Crônicas do Reino do Portal. 

DDL: Fale-nos sobre seus livros publicados e os que ainda serão lançados. 
Simone: De 2007 até hoje tenho sete livros que foram publicados. Atualmente são 3 livros que estão no mercado: Paganus (é a reedição do livro Gênese Pagã de 2008, com editora, capa e diagramações novas, além de um prólogo e cerca de 100 páginas extras); Agridoce (é a reedição pela Modo do livro que foi lançado em 2010 por outra editora, capa e diagramação novas também) e Marina e os tesouros da Tribo de Dana - Os Deuses do Mar (livro de fantasia juvenil, o primeiro de uma série).
Para o ano que vem, teremos: Beltane (sequência de Paganus), Cítrico (sequência de Agridoce) e Marina e os tesouros da tribo de Dana - Fadas e Druidas, além das Crônicas do Reino do Portal - O enigma da adormecida. 

DDL: De acordo com o que você vivenciou na procura de uma editora para a publicação de seus livros, há espaço para novos escritores no Brasil? Como isso se dá, de maneira simples ou a luta é árdua e constante?
Simone: Nossa... é uma luta árdua e constante. Não é fácil não para novos escritores brasileiros que têm que concorrer com as obras estrangeiras em muitos sentidos. Um dos entraves é superar a valorização que as grandes editoras dão às obras estrangeiras, que representam ganhos garantidos, e o desdém com que tratam obras de novos autores nacionais. Outro entrave é convencer os leitores que preferem obras estrangeiras, por piores que elas sejam, a experimentarem livros de autores nacionais.
Há hoje espaço para novas publicações em pequenas editoras e sob demanda,neste meio há livros terríveis, sem dúvida, mas também há coisas muito boas que precisam ser descobertas pelos leitores, mas seu alcance está longe de ser satisfatório.
Uma frase recorrente de editoras médias e grandes: Não aceitamos originais não solicitados.
Eu me pergunto: como irão solicitar seu original se não te dão a chance de mostrá-los? 
Enfim... é um caminho de pedras, sem dúvida.

DDL: Qual é o papel do blogueiro nesta jornada?
Simone: Os blogues têm ajudado muito num aspecto essencial para que o público conheça novas obras: divulgação. 
Divulgar é a grande dificuldade dos novos autores, pois é uma busca por um público que olha enviesado para suas obras. Os blogues têm cooperado com essa divulgação, com suas resenhas e análises, dando a chance dos autores se apresentarem e a oportunidade dos leitores os conhecerem. 

DDL: Deixe um recado aos novos escritores que estão no início desta caminhada e aos leitores, que admiram a literatura nacional contemporânea. 
Simone: Para os novos escritores: Faça um trabalho de qualidade, preocupe-se em apresentar um material que o promova e que motive os leitores a quererem mais, mostrando quão boa pode ser a nova literatura nacional. Há obstáculos, mas não desista, pois a luta faz parte do caminho do autor. Para os leitores que admiram a literatura nacional contemporânea: Muito, muito obrigada. =)

4 comentários

  1. Olá, que coluna legal :)
    Adorei a entrevista e a autora merece os parabéns não só pela maneira interessante de ter surgido a história, ou seja, através de sonhos, mas também por ter conseguido publicar apesar de toda desvalorização da literatura nacional.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Amei a entrevista. Parabéns a autora, não apenas pelo livro, mas por vencer diante de todas as dificuldades que o mercado editorial impõem sobre os novos autores.

    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da entrevista.
    Já que eu sou uma pessoa MUITO desinformada, conheço praticamente nada sobre autores, me fecho no mundo dos livros e esqueço de saber mais sobre quem os escreveu.

    ResponderExcluir
  4. Oi flor,
    Que legal essa nova coluna hein ^^
    Adorei e sempre que possível vou conferir.
    Ah que autora simpática hein, fiquei com mais vontade de ler os livros dela :D
    Principalmente Agridoce...que aguardo sua resenha :)
    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir