O Diário do Leitor Entrevista #4

02 dezembro 2012


Bom dia leitores, tudo bem com vocês? Trago hoje uma entrevista pra lá de especial, com o autor de Sombras e Sonhos, Álvaro Domingues. Vamos conferir?



1.       Em que momento de sua vida surgiu o lado escritor de Álvaro Domingues? 

Quando eu tinha por volta de 14 anos descobri Sherlock Holmes, Tarzan, Julio Verne e Isaac Asimov. Decidi escrever e comecei com o que hoje seria Fanfic de Sherlock Holmes e sonha escrever romances policiais. Na realidade eu fazia paródia, pois minhas histórias eram carregadas de humor.
Mas a decisão de escrever mesmo veio ao ler Avalovara de Osman Lins. Eu pensei comigo: "eu quero fazer algo assim"!

2.       Conte-nos um pouco sobre como foi o processo de escrita do livro “Sombras e Sonhos” e do conto “Modelo do Ano”. 

Sombras e sonhos vem de vários momentos de minha vida, e quase todos os contos tiveram uma maturação lenta. Eu normalmente ficava com um tema na cabeça e tentava escrever, procurando encaixar uma história àquilo que eu estava vivenciando. Então, cada um deles tem sua própria história. Os mini-contos começaram a ser feitos quando eu frequentava as reuniões do Clube dos leitores de ficção científica, a partir de um desafio. Gostei de fazer e fiz vários. Já Modelo do Ano vem de um paixão que tinha pelas histórias de viagem no tempo e como surgiu esta proposta eu resolvi fazer o conto. Os personagens são inspirados em comportamentos que vi em alguns colegas de faculdade (eu fiz engenharia).

3.       Você tem algum novo projeto em andamento? Pode nos adiantar algo?

Sim estou fazendo um romance, no gênero Steam Punk, que se passa no Brasil , no segundo reinado, durante a Guerra do Paraguai. Não é sobre a guerra em si, mas ela compõe o pano de fundo. Tem um spin off que é um conto e será publicado na coletâneas Erótica Steampunk, da Editora Ornitorrinco.

4.       Há espaço para os novos escritores no cenário atual do Brasil?

No momento, sim. Há várias editoras novas que abrem para participação em antologias. Só é necessário cuidado, pois há algumas que cobram por isso. Não sou contra as edições pagas, sou contra as que não têm critérios de seleção e publicam qualquer trabalho, por pior que seja. A presença do Editor é fundamental, para selecionar e orientar os novos autores. A presença do revisor também. 

5.       Quando surgiu o interesse pela ficção científica? 

Eu acho que desde sempre. Mas intensificou-se na adolescência. Vivi durante a Corrida Espacial e o havia o sonho de romper os limites da Terra. Asimov e Clark foram traduzidos no Brasil e iam de mão em entre meus colegas. O amor pelos livros de FC cresceu muito então.

6.       Defina seu livro “Sombras e Sonhos” em uma frase. 

Fecho os olhos e sonho com um mundo novo, às vezes belo, outras, assustador, mas sempre fantástico! (este é o lema de meu blog,  http://sombrasesonhos.blogspot.com.br/ )


Muitíssimo obrigada pelo tempo, paciência e oportunidade de ter em minha pequena biblioteca particular dois livros tão interessantes e os quais foram um dos melhores que li este ano!
Espero vocês na próxima!!!!

2 comentários

  1. Oi Pam,
    Conheci os dois livros do autor graças a suas resenhas, fiquei bastante curiosa pela leitura, mas nesse ano não consigo compra mais nenhum quem sabe ano que vem mato essa curiosidade.
    Beijo
    http://marifriend.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pela entrevista, Pâmela. E Mari, fico feliz pelo seu interesse.

    ResponderExcluir