[Resenha] Escola 2: O Rebelde está de volta!

25 setembro 2013

Escola 2 – O Rebelde está de volta!
Autor: James Patterson e Chris Tebbetts
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 263
5_estrelas.png (145×27)

Sinopse: Parabéns! Parece que você sobreviveu ao sexto ano? (Sei que foi difícil.) Mas adivinhe só! Um novo ano está se aproximando. Fique tranquilo – eu lhe dou cobertura. 1º passo: Leia minha história. 2º passo: Não faça o que eu fiz. Bem-vindo ao segundo pior ano da minha vida!


Segundo volume da série Escola, em O Rebelde está de volta conhecemos um novo (?) Rafa Khatchadorian, indo para seu sétimo ano na escola. Depois dos acontecimentos do ano anterior, Rafa decide não se meter mais em confusões, para não decepcionar mais sua mãe. No final do sexto ano, além de uma expulsão, conseguiu uma vaga em uma escola de arte renomada de sua cidade. Infelizmente, por obra do destino ou não, o restaurante em que a mãe trabalha é acometido por um incêndio. Com isso, o aluguel da casa era impossível de ser pago. Depois do despejo, a única alternativa foi a de se mudarem para a casa de sua avó, na cidade grande. E lá, teve uma segunda oportunidade de revolucionar sua vida: um lugar na Escola de Arte Catedral. E não é que nosso pequeno protagonista/ narrador foi aceito com louvor, graças a seus desenhos mirabolantes que contam cada trecho de sua vida?

Só que seu “amigo” Leonardo Caladão resolve das as caras novamente e inventa um novo projeto a ser cumprido por Rafa. A missão da vez é a de fazer tudo o que nunca havia realizado antes. Operação Viver a Vida. E é claro que se meter em confusão não estava nos planos do menino, mas ele tem uma atração perigosa por algazarras, não é mesmo?

Neste segundo livro, podemos ver um Rafa mais responsável, na medida do possível e que sua idade lhe permite. Sua relação com mãe e irmã se torna mais estreita a partir do momento em que abandonam sua cidade para irem morar com a avó. Ele não quer mais magoar sua família com suspensões, chamadas de atenção, notas baixas e pequenos atos revolucionários que acabavam machucando os demais que estavam ao seu redor. Mesmo assim, há sempre alguém pronto para colocar o plano por água abaixo, e ele não pode se deixar ferir por algo simples e que seja fácil de ser resolvido. E é nesses momentos que tudo fracassa.

Com certeza estou tomando gosto (pela primeira vez na minha breve vida literária) pelos livros escritos por James Patterson. Identifiquei-me totalmente com a maneira que ele leva os temas cotidianos de pré-adolescentes dentro da narrativa. Além disso, todo o drama escolar é narrado com perfeição pelo personagem mais louquinho que já tive contato. O livro é lindo em todos os âmbitos. Os desenhos que compõem a obra são belos e com traços inacreditáveis (digo isso porque nem bonecos de palito eu sei fazer, rs). A diagramação é incrível, assim como as cores vivas da capa! Novamente, parabéns à Editora Arqueiro pelo trabalho magnífico com essa série. Mal vejo a hora de ter o terceiro volume em mãos. Enquanto ele não chega por aqui, deixo a capa e a sinopse, esta última foi traduzida pela blogueira Alba Milena:

Georgia Khatchadorian planeja se dar bem em todas as áreas que seu irmão criador de caso falhou no Hills Village Middle School. Ela até mesmo apostou que iria rapidamente se tornar uma das garotas mais populares na escola. Mas Rafa deixou seu legado na HVMS e ninguém dará uma chance à Georgia! Pior: Rafa, sem aviso, inscreveu a banda dela para tocar no baile da escola e agora ela está apavorada por passar vergonha na frente das “princesas” esnobes que mandam na escola e no carinha que chama sua atenção. Ela conseguirá superar seus medos e ganhas a aposta que fez com Rafa? Descubra a verdade sobre a irmã de Rafa Khatchadorian na primeira história do ensino fundamental sob o ponto de vista hilário de Georgia: uma garota que está pronta para dizer tudo aquilo que pensa!
 


6 comentários

  1. Oie!!
    Arrasou na resenha! Gente não conhecia esse lado do James! (suuuper íntima) tenho que confessar que não sou muito fã dele... Gostei da estória e fiquei louca pra ver as ilustrações! Sou apaixonada por ilustração boa, comprei aquele livro: Em busca de WonLa só por causa disso!
    Bjos!!!

    ResponderExcluir
  2. Parece ser fofo, na real depois de ler Bruxos e Bruxas tô com um pezinho atrás com o James Patterson, os livros dele me parecem tãoooooooo superficiais. Mas veremos, uma hora tento dar uma olhadinha pra saber o que acho :)
    Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  3. Oi Pamela!
    Gostei muito da resenha! E o livro parece ser legal, mesmo não sendo muito meu gênero de literatura :)
    E, é do James! Deve ser muito bom mesmo.

    Parabéns o blog ta incrível!
    Beijos,
    Natálie

    http://nossosmundosnm.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Pamela!
    Gostei muito da resenha! E o livro parece ser legal, mesmo não sendo muito meu gênero de literatura :)
    E, é do James! Deve ser muito bom mesmo.

    Parabéns o blog ta incrível!
    Beijos,
    Natálie

    http://nossosmundosnm.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oii Pamela!
    Muito boa a resenha. Eu também não conhecia este lado de escrita do James, então fiquei feliz por saber :)
    O livro não é muito meu gênero, mas a sinopse é muiito boa!
    E o blog, está lindo. Parabéns!

    Beijos,
    Natálie
    http://nossosmundosnm.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Pamela, Como está?
    Nunca li nada do Patterson. Uma menina muito querida e linda que é dona desse blog me deu 4 de Julho de presente, mas ainda não li.
    Depois dessa incrível resenha me deu uma enorme vontade de ler algo do autor.
    O blog continua lindo.

    Beijos

    ResponderExcluir