[Resenha] Will & Will

01 janeiro 2014

Will & Will
Autores: John Green e David Levithan
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 348
duas_estrelas.png (145×27)

Sinopse: Amor adolescente, intriga, raiva, sofrimento e amizade. Tudo isso temperado com doses maciças de comédia. Prepare-se para o universo de Will & Will. E para pérolas de sabedoria que vão mudar sua vida... Ou pelo menos aumentar seu número de curtidas no Facebook. Em uma noite fria, em uma improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra... Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Um Will é amigo do mais expansivo gay de sua escola. O outro precisa explicar à sua própria mãe sua orientação sexual. Mas, mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em uma aventura de proporções épicas.

Um dos livros mais esperados de 2013, Will & Will – Um nome, um destino, nos apresenta a vida de dois homens cujo nome é o mesmo: Will Grayson. Mas é apenas o nome que há em comum, ao menos o fato de na vida dos dois existirem gays. No caso de Will Grayson, seu melhor amigo, Tiny Cooper. Já para will grayson, ele era a própria encarnação homossexual.

Sim, cada um dos Will’s é narrado por um dos autores. O Will Grayson que aparece com a narrativa correta, letras maiúsculas quando necessário, pontuações, etc, é escrito por John Green, e o will escrito totalmente incorreto é narrado por David Levithan.

Voltando à trama, cada personagem vive sua vida normal, pacata ou não. E em um determinado momento os dois são aproximados. Deixe-me explicar: will grayson conhece Isaac através de um site de relacionamentos da internet. Ele o vê apenas por fotos, até que resolvem se encontrar. Paralelamente, Will está com Tiny em um show de rock e, adivinhem, ele não consegue burlar a segurança – que permitia a entrada de maiores de 21 anos – e acaba indo parar em um sex shop. É lá que encontra o homem que tem o mesmo nome e sobrenome que o seu.

Não muito inteligente. Não muito bonito. Não muito legal. Não muito engraçado. Esse sou eu: não muito.

A partir desse ponto ambos viverão momentos loucos. O desfecho é mágico para o personagem secundário Isaac, e bem apagado para os demais. Creio que o linguajar utilizado poderia ter sido mais leve. A trama é boa, mas os personagens não conseguiram me convencer. É uma pena, pois por ter o nome do “João Verde” amado por mim em A Culpa é das Estrelas me fez ficar curiosa e com grandes expectativas. A leitura demorou mais do que o esperado e no final, para mim, foi uma das piores do final de 2013. Realmente uma pena. O único ponto positivo foram as cenas e passagens em que dei verdadeiras gargalhadas. Os personagens são irônicos ao extremo e me identifiquei muito com isso.

A capa é linda, com o cinza de fundo, levemente brilhante. A revisão está boa, mas a qualidade da folha em que foi impressa é uma verdadeira porcaria. Conseguiram superar o da Novo Conceito e o a Arqueiro utilizava nas primeiras publicações. Em vista de outros livros da editora que tenho, o desempenho deles neste quesito está cada dia mais diminuindo.

Uma das passagens que mais me agradou – e vocês vão entender o porque logo logo – foi a abaixo:


não tenho a menor ideia do motivo por que alguém iria querer ser professor. isto é, você tem de passar o dia com um grupo de garotos que ou o odeiam profundamente ou puxam seu saco pra conseguir uma nota boa. 

15 comentários

  1. Nossa, é ruim você esperar demais de um livro e no final acabar se decepcionando...
    Bom, não me chamou muito a atenção então passo esse livro!

    Já estou seguindo o seu blog viu *-*
    Te espero no meu...
    Beijinhos, http://lendocomaolly.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Pam,
    Li algumas resenhas bem positivas, poucas negativas como a sua, mas isso serve para os leitores não criarem tantas expectativas sobre um tal livro, quando ler não é nada daquilo que imaginamos, eu também adorei a capa.
    Esse é um livro que pretendo ler esse ano.
    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  3. Oi,

    Pena que você não gostou da leitura, nunca li nada de nenhum dos dois autores, acho que não irei ler esse livro, pois não faz muito o meu estilo, mas com certeza lerei algo dos autores.

    Mayla
    http://meulivromeutudo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu gostei do livro e principalmente do will do David Levithan. Mas tiveram algumas coisas que me incomodaram, o final é meio chatinho, mas as partes do will do David me fizeram gostar do livro.

    Abraços!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  5. É a primeira resenha mais para negativa que leio do livro. Ele não me atraiu desde o início, apesar dos muitos elogios que li por aí. Acho que gostaria mais mesmo é da ironia das personagens que você citou. Nunca tinha lido nada sobre a má qualidade das folhas, mas esse foi o toque final para enterrar qualquer interesse que eu tivesse... hehe...

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  6. Eu ainda tenho dúvidas em relação a leitura do livro...
    Já vi muitas resenhas positivas e outras nem tanto assim como a sua, ótima resenha...
    Pretendo ler para tirar minhas próprias conclusões ainda...

    http://ceciliabraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá como vai?
    Me surpreende alguém ter uma opinião negativa tão forte de um livro taõ famoso e de dois autores tão famosos, gostei dos pontos expostos, mas ainda prefiro ler o livro primeiro antes de tirar conclusões, afinal é o "João Verde" e o David dois autores aclamados. Me intriga o livro ter opiniões tão divergentes e isso me faz querer lê-lo cada vez mais :p Parabéns pela resenha.
    Beijos, Carlos.

    http://blogchuvadeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Pensei que já tinha comentado aqui, rs.
    Acho que essa é a opinião mais negativa que já dessa trama e gostei disso.
    Ultimamente tenho visto opiniões praticamente iguais de todos os lançamentos e isso chega a desanimar, afinal cada um tem uma percepção da mesma leitura.
    Bj!

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oie Pamela
    Eu tenho vontade de ler esse livro, por causa do John. Mesmo com suas ressalvas do livro eu pretendo ler, já pensou se eu gosto? Mas será uma leitura mais para frente e vamos ver o que acho.
    Parabéns pela sua resenha, ficou ótima.
    Beijos

    Jéssica
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Flor!
    Também tenho muita curiosidade por esse livro, sou fã do John por causa da Culpa é das estrelas e logo estarei lendo esse, apesar que sei que é bem diferente!
    Linda resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. OI Pamela,
    tudo bem?
    Que pena que não gostou do livro. Sabe, você não foi a primeira, já li alguns comentários semelhantes. Esse livro nunca chamou minha atenção, confesso. Gostei da tua resenha ser sincera.
    Beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Pamela, logo que esse livro foi lançado tive vontade de conhecer a história, mas conforme fui lendo resenhas me desanimei, acho que ela não prenderia minha atenção até o final.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  13. Olá Pamela!
    Só vi resenhas boas desse livro, mas é decepcionante como o enredo e o final não são bacanas!
    Se um dia for ler, não irei com muita expectativa!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  14. Poxa... que pena que não gostou tanto do livro! Assim como a Michelle, só venho vendo resenhas positivas dele, então imaginei que me renderia aos encantos do livro. AHSUAHSUA Adorei o último quote. kkk
    Beijo
    Gabriel - Blog Corações de Neve

    ResponderExcluir
  15. Oii Pam!
    Eu já vi muitas resenhas negativas deste livro. Talvez até mais do que positivas.
    Mas eu pretendo ler o livro primeiro para tirar minhas conclusões.
    Mas a resenha está ótima!
    Beijos.

    ResponderExcluir