[Resenha] A Escola do Bem e do Mal

19 outubro 2014

A Escola do Bem e do Mal
Autor: Soman Chainani
Editora: Gutenberg
Número de Páginas: 346
5_estrelas.png (145 × 27)

Sinopse: No povoado de Gavaldon, a cada quatro anos, na décima primeira noite do décimo primeiro mês, dois adolescentes somem misteriosamente há mais de dois séculos. Na temida ocasião, os pais trancam e protegem seus filhos, apavorados com o possível sequestro, que acontece segundo uma antiga lenda: os jovens desaparecidos são levados para a Escola do Bem e do Mal, onde estudam para se tornar os heróis e vilões das histórias. A linda e meiga Sophie torce para ser uma das escolhidas e admitida na Escola do Bem. Com seu vestido cor-de-rosa, sapatos de cristal e devoção às boas ações, ela sonha em se tornar uma princesa. Sua melhor amiga, Agatha, porém, não se conforma: como uma cidade inteira pode acreditar em tanta baboseira? Com suas roupas pretas desengonçadas, seu pesado coturno e um mau-humor permanente, ela é o oposto da amiga, que, mesmo assim, é a única que a entende. O destino, no entanto, prega uma peça nas duas, que iniciam uma aventura que dará pistas sobre quem elas realmente são. Este best-seller é o primeiro livro de uma trilogia que mostra uma jornada épica em um mundo novo e deslumbrante, no qual a única saída para fugir das lendas sobre contos de fadas e histórias encantadas é viver intensamente uma delas.


Sophie é a verdadeira princesa que encontramos na maior parte dos contos de fada: loira, cabelos cacheados, vestidos rosa e bufantes. Seu sonho era que uma lenda se tornasse realidade.

De tempos em tempos, dois adolescentes eram raptados para viver seu próprio conto de fada. Foi assim com Branca de Neve, Cinderela, João e Maria. Coincidentemente todos pareciam ter saído do mesmo vilarejo, que, com o passar dos tempos, sofria pequenas modificações.

E assim, Sophie esperou e esperou até o dia em que o diretor da Escola do Bem e do Mal chegaria lá. Agatha, sua melhor amiga e o oposto (principalmente pelo fato de morar no cemitério com a mãe), tentava a todo custo mostrar à amiga que aquilo não existia, que era melhor ela permanecer ao lado de sua família.

E não é que o belo dia chegou e as duas foram parar na bendita terra da Escola? Só que no meio do caminho, uma “confusão” aconteceu e as meninas foram “trocadas”. Sophie foi parar na Escola do Mal e Agatha na Escola do Bem. Era notória a diferença que cada uma causava em seu respectivo local de estudo. Onde já se viu, uma loira linda aprendendo como se Enfeiar? E uma gótica no meio de tantos príncipes e princesas? Algo certamente estava errado. Mas como concertar?

Aos poucos, Sophie nos mostra o porque ter ido parar na Escola do Mal, enquanto Agatha se dá maravilhosamente bem na Escola do Bem. Até que chega A Prova dos Contos. A briga fica feia entre as duas amigas e é quando descobrimos quem é o(a) Nêmesis da outra. Ah, Nêmesis é o oposto de cada indivíduo. Tipo alma gêmea (só que não).

E eu nem falei ainda no príncipe que deixa Agatha enojada e Sophie apaixonada.

E o final me deixou assim:



Pra quem sabe, eu não sou de ler sinopses e a maioria me deixa fula da vida porque fala mais do que devia. E só depois que terminei que fui atrás e percebi que este livro é o primeiro de uma trilogia. Sim, eu sei que sou louca de ir atrás de livros que nem sei do que se tratam, mas quase sempre tenho ótimas surpresas, e com este não foi diferente. É claro que o autor Soman Chainani não soube aproveitar melhor as quase 400 páginas de A Escola do Bem e do Mal, pois tem muitos momentos repetitivos ao longo da narrativa, mas espero que nos próximos dois isso não se repita com tanta frequência. O ponto alto do livro é a escola mesmo. Tive sensações parecidas de quando li Harry Potter. Um lugar onde aprendemos coisas como Sobrevivendo a contos de fadas? Só no mundo da imaginação mesmo? Pude notar alguns elementos que me remeteram à série mencionada, mas nada de mais, como alguns elementos mágicos.

A editora caprichou na edição do livro. O papel não é dos melhores (sim, eu sou fresca com esse negócio, já era pra vocês terem se acostumado u.u ), mas a diagramação interna é magnífica. A capa manteve o padrão da original, só foram retirados alguns elementos totalmente sem noção (vejam aqui do lado o bagaço que eram essas meninas). Revisão impecável (aprendam editoras!) e letra e espaçamento ótimos para leitura.

O livro tem seus pontos baixos, mas para mim foram insignificantes. Portanto, nota máxima pra ele!


E você? É capaz de escrever seu próprio conto de fadas?
E qual é o seu TOP DEZ
[Esse post faz parte do #Especial Halloween. Comente, preencha o formulário que há clicando no ícone da mão cadavérica e concorra a um super kit. Regras aqui!]

20 comentários

  1. Boa tarde,
    Como vai?
    Pra ser sincero,nunca tinha ouvido falar deste livro :(
    Mas eu gostei da resenha,espero ler a obra e sua continuação *-*

    Sério,você não ler sinopse de livros? eu não aguento kkkk
    Beijos e se cuida

    www.rimasdopreto.com

    ResponderExcluir
  2. PAAAAAAAAAAAAAAAAAAM!
    Não conhecia esse livro, o que me deixa bem fula, pois eu curti a história. Parece ser o tipo de livro que curto ler quando preciso descansar a mente do mundo sério e apenas viajar. Achei bacaninha! Gostei muito mais da capa americana, mas é questão de gosto mesmo. Um dia, quando o dinheiro estiver sobrando, lembrarei desse livro <3

    Ótima resenha!
    Parabéns!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    http://www.msbarbaraherdy.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia a história, mas parece ser ótima! Parabéns pela resenha, viu? Adorei
    estantedorefugio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi.
    Também não sou fã de sinopses. De cara a capa me conquistou e quando li a sinopse, fuén! MÃS a sua resenha me fez ficar com muita vontade de ler o livro. De cara achei que o livro "quebra" um certo preconceito de que pessoas diferentes não podem ser boas, etc... O cliche todo, mas que nem sempre tive a oportunidade de ver na literatura.

    Livro devidamente anotado.

    Blog:
    Cantar Em Verso . Fbook Cantar em Verso
    Pessoal:
    Fbook . silvianecasemiro@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. Parece ser um livro bem legalzinho de ler, apesar de não ser muito meu estilo!
    Adorei a resenha e os gifs!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  6. Só pra começar o livro me ganhou pela capa mesmo. Outro dia estava ajeitando minhas estantes no skoob e esse livro está entre meus desejados. Mas a história, nunca li nada parecido e como a sua resenha é a primeira que leio estou bem curiosa. Acho essas releituras dos contos de fadas antigos bem interessantes e sou bem fan.
    Assim que possível vou ler, é claro.
    Bela resenha, obrigada pela dica de leitura
    Beijos
    Viviane
    Razão e Resenhas
    http://vivianeblood.blogspot.com.br/2014/10/resenha-outlander-viajante-do-tempo.html

    ResponderExcluir
  7. Oi Pam! Tudo certo?
    Bem sobre sua perguntar sobre se eu seria capaz de escrever meu próprio conto de fadas eu acho que não,seria terrível eu escrevendo sobre minha vida,deixo para outra pessoa fazer hehehehe
    Pam que resenha mais fofa! Adorei a capa,mas desanimei com as 400 páginas do livro.Ultimamente quero livros de leitura curta,nada de lenga lenga.
    Ótima resenha! Parabéns
    Beijosss

    ResponderExcluir
  8. Oi pam
    Nossa, mesmo tendo gostado da sua história através da resenha, eu estou fugindo de trilogia, hoje em dia os autores não sabem mais fazer livros únicos.
    E sou igual a você, não leio sinopse mais, pois já peguei cada spoiler.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Ola Pam adorei a premissa do livro essa troca entre as duas, como se sairão, uma pena que há muitas partes repetitivas . Vou começar a ler essa série. beijos lindona

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  10. Que legal! Não sabia nada sobre este livro. Apesar da sinopse soar interessante, quando soube do seu lançamento, ele não me atraiu. É a primeira resenha que leio, portanto, e curti bastante a história! Parece diferente. O tipo de livro que procuramos para sair da rotina, sabe? Foge dos clichês. Espero ter a chance de ler.
    Beijos!

    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi, Pam! Já vi este livro várias vezes e tenho vontade de ler.
    Dever ser muito legal, pois ainda não nenhuma releitura de contos
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi tudo bom?
    acho que e a primeira vez que comento por aqui..Gostei demais de sua resenha,eu também não gosto de ler sinopse...costumo perder a curiosidade rsrsrrss
    Mais entao sua resenha ficou muito boa, claro que desperta a vontade de ler..vc abordou pontos bem legais do livro..arrasou bjsss
    www.zilandramakes.com.br

    ResponderExcluir
  13. Macaca
    Eu necessitava de uma resenha desse livro e mano vc aumentou minha curiosidade querer ler o livro, tenho certeza que vou gostar e ainda mais que vc sentiu algo parecido ao que sentiu qdo leu HP , já me ganhou
    Brubs
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Pamela, tudo bem ?
    Eu ganhei esse livro a algum tempo da ED. Gutemberg e ainda não li e ao terminar sua resenha terminei como esse GIF. que você escolhe: de boca aberta.
    A resenha está muito boa, você eplica muito bem o enredo e deixa sua opinião bem exposta e isso só me deixou com mais curiosidade de lê-lo. Quando eu estiver mais vago lerei por ser um livro meio grandinho.
    Grande abraço.

    Italo T.
    http://www.ler-e-ser-feliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Pam,

    Estou passando trilogias, e estou em uma fase tão romancezinho, que dificilmente um livro de fantasia(estou correta?) vai me chamar a atenção.
    rs
    Só confesso que amei essa capa, pode ter certeza que em um próximo surto de compras, talvez ele venha parar na minha estante e aí vou comprovar se esse final vai me deixar de queixo caído! Haha

    Beijos
    Silêncio Que Eu To Lendo

    ResponderExcluir
  16. Não conhecia o livro e como sofro do mesmo mal que você, nem sempre leio a sinopse dos queridinhos.
    Tchê, ainda bem que eu li tua resenha e vi que é uma trilogia, senão eu seria totalmente pega de surpresa. Gostei da capa, da resenha, enfim, de tudo. Vou anotar com certeza o título, para quando eu sair da minha fase "distância de séries" eu poder me deliciar com a obra :D

    bjs
    www.confraria-cultural.com

    ResponderExcluir
  17. Oi Pam,
    Esse livro me parece bem interessante. e o mais interessante é vc ler um livro sem atacar a sinopse hehehe. isso sim é uma grande aventura. tirando a brincadeira, vamos ver se consigo ler essa trilogia (tudo é trilogia hoje em dia).
    bjs.

    www.navioerrante.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Pammmmmm
    Quanto amor! Me deu vontade de ler, não sabia que era tão bom! Adoro o estilo, já anotei a dica! E parabénsssssssssss pela resenha! Beijão

    ResponderExcluir
  19. Ahh, desde que saiu a divulgação desse livro que quis ler. E vi que ele tem sido muito bem aceito pelos blogueiros. Eu adquiri ele, mas ainda não li. Estou pretendo lê-lo nas ferias, se caso der. Mas ansioso, porque achei a capa linda, e a premissa ainda melhor.

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
  20. Pam, esse livro me encantou pela capa, e depois de algumas resenhas decidi que preciso ler, só não dei início porque trata-se de uma trilogia, vou esperar os demais livros.
    E assim como você, eu não leio sinopses, cortei elas da minha vida quando uma bendita estragou a surpresa da minha leitura.
    Só lamento que o autor tenha deixado a narrativa se tornar um pouco repetitiva.
    Fico tão feliz quando uma editora se preocupa não apenas com a parte gráfica, mas principalmente em trazer um livro bem revisado.

    Beijos



    ResponderExcluir