[Resenha] Dois garotos se beijando

22 maio 2015

Dois garotos se beijando
Autor: David Levithan
Números de Páginas: 222
Editora: Galera Record

Sinopse: Baseado em fatos reais e em parte narrado por uma geração que morreu em decorrência da Aids, o livro segue os passos de Harry e Craig, dois jovens de 17 anos que estão prestes a participar de um desafio: 32 horas se beijando para figurar no Livro dos Recordes. Enquanto tentam cumprir sua meta — e quebrar alguns tabus —, os dois chamam a atenção de outros jovens que também precisam lidar com questões universais como amor, identidade e a sensação de pertencer.
Sou suspeita ao falar dos livros do Levithan, sou apaixonada pela escrita dele. E ao ler esse livro, confesso, estava com um pé atrás devido o fiasco que foi ler Will & Will, mas foi tudo culpa do modinha John Green. Mas logo ao iniciar a leitura, já percebi o quão bom ia ser a leitura e me animei com isso. E estava certa. A leitura foi satisfatória.


O livro fala de dois garotos se beijando: Craig e Harry. Eles estão tentando quebrar o recorde mundial do beijo mais longo. Mas não é só isso, tem muito mais coisa em jogo.

O livro também apresenta outros garotos: Avery, que acaba de conhecer Ryan. Eles estão se conhecendo. Avery precisa decidir como revelar a Ryan que é transsexual e o medo da rejeição fala mais alto, pois não sabe se será aceito.

Cooper é outro garoto. Ele passa as noites no computador, vivendo sua vida falsa, seduzindo homens que nunca conhecerá, mas seus pais descobrem e a vida de Cooper desaba.

David Levithan consegue me deixar sem atitude, sem palavras, sem saber como saber lidar com a leitura. Cada um desses personagens tem uma situação diferente. Alguns contam com o apoio da família, outros sofrem bullying, outros tentam seguir a vida com o coração e alma despedaçada. Mas Levithan consegue deixar claro que, mesmo sendo histórias e vidas completamente diferentes, é o amor que liga tudo. É o amor pelo companheiro, o amor pela família, o amor pela vida, o amor próprio, que dá coragem, dá força para lutar e quebrar o grande tabu.

Dai vocês se perguntam: Você gostou tanto do livro e deu 4 estrelas, porque?
Simples, eu amei o livro, mas retirei uma estrela, pelo fato de erros  na hora da impressão, falhas e manchas, eu sou chata quanto a isso. Mas já avisei a editora. Enfim...

Levithan consegue trazer à tona uma questão da realidade, que achamos que está esquecida e que sabemos lidar. Mas não. O homossexualismo, por mais que digamos que aceitamos, é a mais pura mentira, sempre iremos olhar torto. E Levithan, com sua escrita simples, consegue nos fazer pensar e refletir.

Se eu recomendo? Lógico. É Levithan!!

26 comentários

  1. Oie brubs, amei a resenha mas senti falta de uma sequência melhor, deu a impressão de que as histórias eram jogadas ( desculpe se o livro for realmente assim), mas também acho que os livros do levithan seriam os únicos romances que eu leria justamente pela temática gay, acho de suma importância trazer esse assunto, valoriza os homossexuais e também acrescenta demais ao autor.

    http://mylittlegardenofideas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Brubs, tudo bem?
    Haha, pelo que li você assim como eu tem uma implicância com o John Green, tô certa? Eu não acho os livros dele nada demais e sempre sou crucificada pelos fãs...rsrs
    Li Dois Garotos Se Beijando recentemente e gente que livro maravilhoso! Foi o primeiro livro do autor que eu li, mas fiquei apaixonada pela narrativa, pela história, por tudo ♥.

    Beijo :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Bruna!
    Palmas para a maneira como vc fechou esta resenha "O homossexualismo, por mais que digamos que aceitamos, é a mais pura mentira, sempre iremos olhar torto."
    A gente tem certeza que aceita e está tudo bem quando é na casa dos outros que acontece, mas e qdo é na nossa família... Com certeza este livro deve ter questionamentos fantásticos!!!

    Bjo
    escritaseleituras.weebly.com

    ResponderExcluir
  4. Olá, gostei muito da sua resenha, ainda mais por você dizer que o livro retrata a vida de diversos personagens, alguns que tem apoio da família, outros que não tem.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Querida, muito legal sua resenha, mas reveja o termo: Homossexualismo significa doença, certo? Eu não sou doente ;)
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?

    Li o primeiro capítulo no site da editora e amei demais, lendo a sua resenha já sei que não perderei mesmo tempo adquirindo o livro para uma leitura completa.Gosto de livros assim, com assuntos polêmicos e que nos façam parar e pensar no que realmente está acontecendo e no que estamos sentindo sobre aquilo, naquele exato momento.

    Gostei muito da sua resenha.

    bjs

    ResponderExcluir
  7. Olha eu tenho visto muita gente falando bem desses livros do Levithan, mas sinceramente eu não tive interesse de ler esses livros sabia? Tudo que fica na modinha eu passo =x Até porque eu acabo lendo várias resenhas dos livros e desisto de fazer a leitura. Mas mesmo assim espero poder um dia ler. Mesmo que seja só por ler mesmo.
    Mas gostei da maneira como você desenvolveu sua resenha, porque ficou show. Gostei do seu ponto de vista principalmente. PARABÉNS!

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/05/resenha-estudo-independente.html

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Uma coisa que me chamou bastante atenção no livro foi a capa, achei bastante legal usar palavras para criar o rosto na capa. Desde que vi esse livro, fiquei querendo ler, mas eu achei que seria meio cansativo... Você expoe pontos bem legais no livro que me fizeram abri minha mente para essa leitura. Acho um tema muito atual e polêmico, gosto quando os autores trazem temas assim de maneira sútil e você se joga na leitura sem medo.
    Beijos.
    http://teoremasdamimosa.blogspot.com.br/2015/05/entre-nos-entrevista-com-barbara-negrao.html

    ResponderExcluir
  9. Esses dias vi um senhor de idade olhando com uma cara estranha para um casal gay, na hora até achei engraçada porque dava para ver que ele estava tentando entender. E quando entendeu que realmente eram gays, saiu de perto, acredita? Triste que hoje em dia ainda tem esse tipo de preconceito. :/
    O livro merece ser lido, é lindo demais!
    No meu não tinha esses erros. :o
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  10. Cara, gostei da sua resenha e do fato do David trata da "homossexualidade", achei legal da parte do dele, mas a leitura não está fluindo para mim(sim, estou lendo), mas acho que seja o fato de ele contar várias história ao mesmo tempo, e isso está me incomodando. Sua resenha está muito bem escrita e desenvolvida, parabéns!!!

    Abraços e até!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi, como vai?
    Eu também gosto muito do Levithan, e por incrível que pareça eu adorei Will & Will hahahahaha
    Dois Garotos se Beijando é um livro que eu tenho muita vontade de ler, claro, além do autor, por tratar um tema muito importante que deve sim ser dito e discutido!
    Fiquei bem feliz em saber que a leitura realmente vale a pena e olha, ainda não conhecia essa capa, amei!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Eu tenho visto muita gente falando muito bem desse livro, eu conheci a escrita do autor através de Will e Will que ele fez em parceria com o Green, e para falar a verdade foi o único livro do John que eu gostei. Eu tenho grandes expectativas em relação a esse livro, espero ter a oportunidade de o ler em breve.

    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Brubs, tudo bem?
    Nunca li nada do autor, mas tenho curiosidade sobre esse livro por causa da mensagem que ele passa, é muito bonita.
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  14. Oi Bruna, tudo bem ?
    bom eu não conheço a escrita do autor, mas o tema não me chama a atenção. Já tenho alguns livros do autor em minha lista, mas esse realmente não conseguiu me ganhar ainda.
    Quem sabe mais para frente né ? Gostei da resenha e que chata essa coisa da edição :(
    beijos <3

    ResponderExcluir
  15. Esse foi o livro que mais me emocionou nos últimos tempos. Eu não esperava gostar tanto dele como eu gostei, mas foi uma leitura tão intensa e perfeita, a narrativa é tão única que não teve como eu não me apaixonar.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi Brubs, sua linda, tudo bem?
    Todas as resenhas que eu leio sobre esse livro, são só elogios. Quando ele foi lançado, confesso que ele não chamou minha atenção, pensei que ele seria apenas mais um. Mas depois de descobrir as lindas mensagens, a verdadeira lição de vida que o autor dá em suas páginas, me rendi. Não vejo a hora de ler.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bem?
    Você vai me matar se eu disser que nunca li nada do autor? Pois é. Claro que morro de vontade de ler todos, até Will e Will, mas sempre acabo passando outros na frente. Mas, juro que ainda leio algo dele. Quanto ao livro, não havia me chamado atenção pois achei que fosse girar apenas em torno dos personagens principais lá se beijando por todo esse tempo, aí que graça teria? Mas que bom que li sua resenha! O livro parece ser realmente bom.
    Super beijos.
    http://livros-cores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi, flor! Achei sua resenha sincera e de qualidade. :) Eu estou muito interessada em ler esse livro, justamente pelo que você mencionou: o modo como o autor aborda a homossexualidade. Eu acho que a literatura e o cinema precisam, cada vez mais, favorecer a tolerância. Que pena que sua edição veio manchada e tudo mais…

    Ah, flor, só para colaborar: não usamos o termo "homossexualismo" e sim "homossexualidade". O sufixo "ismo" refere-se a doença. Por isso, há alguns anos, quando era considerado uma disfunção sexual, utilizava-se "homossexualismo". Hoje usamos "homossexualidade". ;)

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Oi
    Me abraça, também amo Levithan e estou para ler esse livro há tempos!
    Evitei a todo custo Will & Will por não me simpatizar com o João Verde (e olha que eu tentei ler os livros dele) mas quando se trata de somente Levithan dou todos os créditos possíveis.
    Bjs, Beank

    ResponderExcluir
  20. Oi Brubs,
    Infelizmente não tenho muita vontade de ler os livros do Levithan, já li resenha de vários livros dele e nenhum me atraiu. Acho que todos tem uma pegada muito dramática e isso me desanima um pouco. Espero que o livro caia em minhas mãos pq assim acabo leio rs. Meio que criei uma cisma com ele e o Jonh Green, coisa de gente doida kkk, mas daqui a pouco passa... eu espero!

    Coração Leitor

    ResponderExcluir
  21. Acho o tema do livro muito atual, e mesmo tendo lido boas resenhas dele, a sua inclusive, não é um livro que eu pretenda ler no momento.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  22. Oi Brubs!!!
    Não conheço a escrita do Levithan, mas sua resenha que esta ótima, chamou a minha atenção, não só pela forma que o autor nos apresenta a história, mas o tema em si. Realmente você tem razão quando diz que não sabemos lidar com a homossexualidade, a muita hipocrisia ainda por ai.
    Parabéns pela belíssima resenha!
    Bjus
    Juh - Surtos da Juleka

    ResponderExcluir
  23. Oii!

    Recebi esse livro, mas não li ainda :/
    O livro parece ser bem interessante pois traz a tona um assunto que discutem muito hoje em dia.
    Adorei a resenha ^^

    Beijos, Kamila
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  24. Oi Brubs, tudo bem?
    Dois Garotos se Beijando é um leitura que veio para impactar, o tema proposto é bem interessante e o autor aborda diversas histórias. Não posso afirmar com certeza que leria, do mesmo jeito que posso afirmar que não leria. Quem sabe, futuramente, eu me decida.

    ResponderExcluir
  25. Oie, tudo bom?
    Já li um livro desse autor, mas não tinha essa temática. Eu quero ler um livro do Levithan com a narrativa sobre o homossexualismo porque acredito que o autor consegue conquistar diversos leitores. Nesse livro, acredito que os diferentes personagens são importantes para mostrar várias realidades, deixando a narrativa mais rica.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Adorei a sua resenha! Eu acompanhei os burburinhos do lançamento desse livro e assim como você também fiquei com o pé atras, devido a modinha que muitas vezes consegue estragar a historia. Essa é a primeira resenha que leio desse livro e pude ver que realmente a historia faz uma critica a realidade e deixa uma mensagem boa. Vou querer ler o livro com certeza.


    Bjuuus!

    ResponderExcluir