[Resenha] O Sangue do Cordeiro

13 maio 2015


O sangue do cordeiro
Autor: Sam Cabot
Editora: Arqueiro
Número de Páginas:  367

ESTA SINOPSE CONTÉM SPOILER DO CONTEÚDO RETRATADO NO LIVRO. A ÚLTIMA FRASE FOI CORTADA, POIS ENTREGAVA A MAGIA DA OBRA.

“Este documento, querida amiga, vai abalar a Igreja.” Ao ler essas palavras em uma carta encontrada em um arquivo empoeirado, Thomas Kelly fica cético. O documento citado na correspondência está desaparecido, mas Thomas, padre da ordem dos jesuítas, duvida que exista algo com tal poder – até ser convocado ao Vaticano para iniciar uma busca desesperada por ele. Enquanto isso, diante de um conselho formado por seus superiores, Livia Pietro recebe instruções claras: encontrar um padre jesuíta recém-chegado a Roma e juntar-se a ele na procura da Concordata, um tratado que contém um segredo tão chocante que poderá destruir para sempre todo o povo de Livia. Enquanto pistas cifradas do passado lançam os dois em um universo traiçoeiro repleto de obras de arte, maquinações religiosas e conspirações, eles são caçados por pessoas capazes de tudo para achar o documento primeiro. Thomas e Livia, então, precisam correr para montar o quebra-cabeça capaz de redefinir os rumos da história e evitar o caos e a destruição que a revelação da Concordata poderá causar.

Ainda não conhecia a escrita do talentoso Dan Brown. Logo que li a sinopse e vi que teria certa semelhança, não pensei duas vezes em ler essa obra. Sorte a minha, pois é um livro incrível.

No início nos deparamos com uma carta escrita no ano de 1849, por Mario Damiani  e enviada a sua amiga, Margaret , já mencionando que o conteúdo do documento que estava em anexo abalaria a igreja, praticamente implorando que ela não abrisse em hipótese alguma para ler esse tal documento tão misterioso. Ele somente deixou claro que devia ser guardado com muito cuidado.

Séculos depois essa mesma carta é encontrada por um historiador e padre jesuíta, Thomas Kelly, porém sem o anexo mencionado, deixando-o muito intrigado com tudo que leu, sem ao menos acreditar que existe algo com tanto poder como mencionado.

Depois de um tempo ele é convocado às pressas pelo Vaticano, para iniciar uma busca à procura de Concordata, que se trata de um tratado feito séculos atrás e que esconde um enorme segredo que poderá, sim, abalar a igreja. Quem se junta a ele nessa busca é Livia Preto.

O que me conquistou foi a escrita do autor. De verdade! Ele reinventou o tema sobrenatural para mim, de tanta criatividade que ele teve. Não vou mencionar aqui, pois sempre gosto de deixar aquele gostinho de mistério no ar, só lendo pra descobrirem. Se você gosta desse mistério, não leia a sinopse!

Claro que essa busca que os dois fazem não é nada fácil e possui certa aventura, sem contar os grandes mistérios que prendem o leitor do início ao fim da leitura.

Minha primeira experiência com um livro assim foi tão boa, me envolveu de uma forma diferente. Esse suspense deixa você, a todo o momento, com aquela vontade de desvendá-lo de imediato. Ficamos muitas vezes com as mesmas dúvidas e incertezas dos personagens durante a leitura.

Um livro que, com toda certeza, entrou pra lista de favoritos. Uma escrita inteligente e envolvente. O trabalho da editora é caprichado, com folhas amarelas e diagramação ótima para leitura. Indico a todos que querem algo novo e que já conhecem a escrita de Dan Brown.

12 comentários

  1. Dan Brown é enigmático em sua escrita. O jeito que ele descreve a estória é tão perspicaz e inteligente que você fica querendo ler logo para chegar ao final e ver a resolução do suspense criando hehehehe
    Adorei a sua resenha, eu ainda não sabia da existência desse livro e com certeza estarei adicionando para futuras aquisições o/
    Parabéns.
    Beijos Pão de Queijo!

    ResponderExcluir
  2. Também não li nada do Dan Brown, mas acho o assunto que ele aborda super interessante e complexo. Ainda não tinha escutado falar desse livro, mas achei bem interessante o tema, adoro esses livros que nos prendem até as últimas páginas em busca da resolução do mistério. Adorei a resenha!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oi, ainda não li este livro, mas estou com ele na minha lista de leitura. gosto do jeito irônico do autor e da forma como ele pega assuntos diferentes e transforma numa teoria de conspiração bem interessante...
    http://www.poesianaalma.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oii, tudo bem?
    Eu adore a sua resenha! O livro está na minha lista de desejados desde que lançou e a sua resenha só atiçou a minha vontade de ler o livro. Espero poder me envolver na leitura o tanto que você se envolveu.

    ResponderExcluir
  5. Olá.

    Tudo bom?

    Nossa com tanto mistério, fiquei super curiosa pra conhecer a história e a escrita do autor.
    Quero saber o conteúdo dessa carta para ontem.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Pam!

    Não li nada do autor, mas confesso que sempre estive curiosa a respeito.
    Depois dessa sua resenha fiquei ainda mais ansiosa por ler. E também vi alguns colegas comentando a respeito

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Eu me interessei por esse livro depois de saber que abordava a temática vampiros! (rs) Adorei a perspectiva de que o autor inovou o que vemos por aí sobre esses seres sobrenaturais. Aliás, Drácula – o primeiro conto vampiresco que se tornou mundialmente famoso – tem forte alusão à religião católica e seus símbolos. Por isso, me interessei muito! Se é uma narrativa semelhante a de Dan Brown, não importa para mim. Quero conhecer a escrita desse autor.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Ola Mari, meu Deus!Necessito desse livro, adoro essa coisa de teorias e mistérios amo Dan Brown e pelo jeito esse livro é bem parecido, com certeza vou ler, obrigada pela dica.
    beijos
    http://sonhosdeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Mari, tudo bem?

    Apesar de Dan Brown ser ovacionado aqui e ali, não consigo sentir interesse pelo trabalho dele, então, se Sam Cabot traz certa semelhança com o estilo de Brown, infelizmente passarei um pouco longe de O Sangue do Cordeiro nas livrarias. Mas fico feliz que sua experiência tenha dado resultados positivos.
    Um ponto positivo, em contrapartida, é que gostei dessa capa. Bem bonita!

    Beijo,
    João Victor - Amigo do Livro
    http://amigodolivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Ola! Tudo bem?
    Tenho vontade de ler esse livro. Parece un livro interesante.
    Gostei muito da sua resenha.
    Boas leituras! :-)
    http://abracalibro.blogspot.com.es

    ResponderExcluir
  11. Pelo que entendi da sinopse, o livro lembra muito Dan Brown e Anne Rice, deuses da escrita de suspense. O Diário do Cordeiro já está na minha lista de compras!
    Beijos
    https://blackisthenewhappy.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  12. Olá, não curto muito Dan Brown, então não fiquei tão curiosa pela história. Mas o enredo é bem interessante, quem sabe um dia eu dê uma chance à obra. Gostei de saber da criatividade do autor, que ele reinventou o sobrenatural. O tema está tão saturado que é ótimo quando inovam ;) Beijos!

    ResponderExcluir