[Resenha] Entre o amor e o silêncio

19 julho 2015

Entre o amor e o silêncio
Autora: Babi A. Sette
Editora: Novo Século - Selo novos talentos
Número de Páginas: 527
Francesca Wiggs sofreu uma grande decepção amorosa e, desde então, está decidida a não se relacionar mais. Além de se dedicar a escrever o seu livro, ela resolve preencher os dias com um trabalho voluntário – a leitura para pacientes em coma proporcionaria para ela a distância para problemas com o coração. No entanto, um grande imprevisto ocorre quando ela passa a se sentir atraída pelo paciente. Mitchell, descrito como um poderoso magnata, seria a antítese de tudo o que ela busca em um homem... se não estivesse em coma. Precisar de alguém inconsciente seria um absurdo, não seria? Amar uma pessoa que nunca responde parece loucura! Francesca já havia entendido e sentia-se quase segura diante disso. Mas, e se Mitchell acordasse? A aproximação desses personagens tão diferentes revela um romance encantador e divertido, repleto de reviravoltas. Entre a vida e a morte, a ilusão e a realidade, o amor pode ser realmente o milagre que faz tudo mudar?

Já tinha encontrado várias resenhas do livro e ficava imaginando aquela história comum, chegando à beira do clichê mesmo, mas de certa forma fui surpreendida, mesmo que nem tanto, como já aconteceu com tantas outras histórias.
Conhecemos a história de Francesca. Ela é revisora de textos, faz um curso de teatro (que é mais um hobby do que algo mais profissional) e, nos tempos livres, escreve seu livro. Ela é uma mulher forte, que já passou por momentos complicados, ainda mais agora depois do término de seu relacionamento, pois descobriu uma traição com uma colega de palco.

Francesca não quer voltar atrás e perdoar seu ex, mesmo ele voltando praticamente implorando por seu perdão. Ela permanece forte em sua decisão e prefere seguir em frente com vida. Mesmo que ele ainda esteja presente em seu coração, a dor dessa ilusão é forte.

Depois de tudo, ela decide trabalhar voluntariamente. O caminho que escolhe é aquilo que ela sempre gostou: ler. Ela vai ser voluntária em um hospital, ler para pacientes em coma. Decide, então, ler partes de seu livro, mesmo não tendo o retorno dos seus possíveis ouvintes.

Outra história que conhecemos é de Mitchell, um poderoso empresário que vive para o trabalho e é fã de carros luxuosos. Ele é um homem bem frio com sua família. Com sua namorada ele é um pouco menos, mas seu jeito grosseirão  permanece a todo instante.

Como nosso poderoso chefão é fã de carros velozes, depois de sua última aquisição acaba sofrendo um terrível acidente que  o deixa em coma. Como já era de se esperar, depois de alguns dias repletos de repórteres na porta do hospital, as únicas visitas que teve foram de sua família, sua namorada e colegas do trabalho, mas nenhuma ficou sendo recorrente. Não teve uma única visita de amigos verdadeiros.

É assim que Francesca conhece o magnata. Completamente longe de ser aquele homem arrogante, agora ele está ligado aos aparelhos sem ao menos saber como será seu próximo minuto, desacordado por dias afim.

Uma história rica em detalhes. A autora conseguiu criar personagens, em até certo ponto, bem reais. O ponto que me cativou, de fato, foi sobre o livro de Francesca. Várias vezes me deparava querendo sabe mais e mais detalhes.

A capa do livro é linda, a diagramação tem algumas falhas de impressão, o que me fez demorar um pouco mais a leitura. Mas acredito que na nova edição, que saiu há pouco tempo pelo selo principal da Editora Novo Século, esse problema tenha sido consertado.


7 comentários

  1. Olaaa
    Adorei sua resenha e espero ter oportunidade de ler em breve pois ja vi muitos elogios sobre a história, a capa é linda mesmo haha

    Beijos.
    Reality of Books

    ResponderExcluir
  2. Tambem já li varias resenhas sobre o livro, mas a cada mais vontade tenho de ler e saber mais sobre os detalhes. Adorei a resenha e essa capa é muito linda e tem como cor predominante a minha cor preferida.

    ResponderExcluir
  3. Olá... a capa do livro é uma beleza a parte... quando a vi pela primeira vez, achei que se trata-se de um romance sobrenatural rs...somente depois que li a resenha é que percebi que não tinha nenhum tipo de sobrenatural, mas um romance cativante... eu adoro histórias assim, com personagens bem construídos e com um desenvolvimento de enredo bom... eu curti muito a história e gostei bastante da escrita de Babi, tanto que já tenho o segundo livro dela... Xero!

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?

    Eu também li várias resenhas positivas sobre este livro e por isso resolvi comprar, mas ainda não o li :( Estou sem tempo para ler e acabo lendo só os livros de parceria, mas espero pode ler em breve.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie, tudo bom?
    Essa é a segunda resenha que leio desse livro e achei a premissa da história interessante. Fiquei curiosa com o coma do personagem e como isso se desenvolve na trama.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi! Vou começar a ler os livros da autora por A promessa da rosa, se eu curtir invisto neste.Li resenhas positivas e negativas sobre ele, então preciso formar minha opinião.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  7. A parte do livro dela foi a que mais me cativou também. Talvez porque eu tenha achado a linguagem rebuscada demais para uma história contemporânea, e no livro dentro do livro isso não me incomodou.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir