[Resenha] Rush sem limites

23 julho 2015

Rush sem limites
Autora: Abbi Glines
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 192
Sinopse: Rush merece sua reputação de bad boy. Com seus carros de luxo e sua mansão de três andares à beira-mar, o filho de um famoso astro do rock tem uma fila de garotas a seus pés. No entanto ele precisa apenas de duas pessoas para ser feliz: seu irmão postiço e melhor amigo Grant e sua meia-irmã Nan. Até que Blaire Wynn chega à cidade em sua velha caminhonete. A beleza angelical da garota do Alabama logo chama a atenção de Rush. Mas, por causa de um segredo de família, ele decide manter distância de Blaire. Mesmo que ela precise de sua ajuda. E mesmo que ela lhe desperte sentimentos desconhecidos. Órfã de mãe e abandonada pelo pai, Blaire está sozinha no mundo – porém Rush entende que se aproximar dela pode destruir a vida da irmã, a quem protegeu desde que eram crianças. A relação secreta entre as duas e o ódio que Nan nutre por Blaire são mais do que bons motivos para Rush manter-se afastado. Só que ele não consegue. O desejo fala mais alto. Depois do sucesso da trilogia Sem Limites, Abbi Glines leva os leitores de volta ao início dessa história de amor. Em Rush sem limites, você entrará na mente do bad boy que já conquistou milhões de fãs mundo afora.

E finalmente depois de conhecer a trilogia Sem limites pela perspectiva de Blaire, vamos ver se realmente Rush deve ser odiado pelas atitudes dele.

Dizem que você colhe o que planta. Porque eu deveria estar queimando no inferno pelos meus pecados. Não deveria poder acordar todos os dias com essa mulher linda que me ama incondicionalmente. Não deveria poder pegar meu filho no colo e desfrutar tanta alegria.


Considerado o quarto livro da trilogia Sem Limites, Rush Finlay nos conta sua versão da história de amor entre ele e a jovem de 19 anos que cruzou sua vida pela segunda vez. Ok que ela não desconfiava deste pequeno detalhe, mas para quem já acompanhou o que Blaire Wynn disse durante os outros 3 livros, o negócio não sai como o imaginado.

Só Rush sabe como foi difícil se manter afastado daquele pedaço de mal caminho, loiro e de apenas 19 anos. Mas Blaire sabia que não conseguiria não proporcionar ao jovem pelo menos uma noite de amor caliente, do jeito que ela precisava.

Perdida no mundo, em busca da própria identidade, Finlay aproveita o momento para finalmente entregar seu coração. Largar a vida de boemia e pegação parece o certo a se fazer. Mas será que é realmente o que ele deve seguir? Passar por cima do amor e da proteção da irmã para ir em busca do amor verdadeiro são mais difíceis do que ele imaginava.

- Você acha mesmo que eu teria tocado Blaire se não soubesse de tudo isso? Acha que eu teria ameaçado a minha irmã por uma vagabunda qualquer? Não. Blaire não é mais  uma garota para mim. Ela é a garota para mim. Ela. É. A garota.

Será Rush forte o suficiente para enfrentar os percalços que a vida nos põe pela frente?

Ok. Posso confessar uma coisa? Blaire havia sido tão insuportável nos 3 livros que fez com que eu prestasse pouca atenção no bad boy do Rush. Tanto que em sua outra duologia, onde é contada a história de amor de Woods, eu havia me encantado bem mais.

E não é que o jogo virou? Porque raios não publicaram esse antes? HAHAHAHA.

Entender o porque dele ser daquele jeito, durão e machão, ver toda sua sensualidade e amor pela irmã e por Blaire... foi tudo tão perfeitamente encaixado.

Diversos pontos e cenas que não vimos anteriormente complementam a história do casal. Extremamente empolgante conhecer o poder de sedução de Rush Finaly mais a fundo!


A capa é sexy, assim como a de todos os livros da autora publicados no Brasil pela Arqueiro. Diagramação interna seguiu o padrão da editora. Para quem ama a escrita rápida e tocante de Abbi Glines, esta é mais uma deliciosa pedida!



3 comentários

  1. Bom apesar de diversos comentários positivos sobre este livro eu não consegui me interessar por sua história, não curti o livro ser do tipo bad boy, não me chamou nem um pouco a atenção, e não pretendo ler, mas sua resenha esta muito boa, que bom que você gostou do livro.

    ResponderExcluir
  2. Cara o Rush é apaixonante, mas o Woods conquistou muito mais o meu coração. Na época que comecei a ler a serie, lia um atras do outro, hoje tive que abandonar, mas quem sabe volto em breve. Acho muito interessante ver o ponto de vista dos dois na historia, não dos da uma versão parcial dos fatos. Beijos.

    http://www.primeiras-impressoes.com/

    ResponderExcluir
  3. Abbi Glines é uma otima autora, amo os livros dela e a escrita, ainda não li todos mas pretendo ler, sem limites é um deles, e com certeza essa foi uma otima dica de leitura

    ResponderExcluir