[Resenha Premiada] Colega de Quarto

13 outubro 2015

Colega de Quarto
Autor: Victor Bonini
Editora: Faro Editorial
Número de Páginas: 280

Sinopse: Eric Schatz, carioca que se mudou para São Paulo por conta do curso universitário, começa a perceber indícios de que há mais alguém frequentando o seu apartamento. Primeiro, um par de chinelos. Então, uma outra escova de dentes. Um micro-ondas que é ligado sozinho durante a noite, barulhos estranhos a qualquer hora e luzes que se apagam de modo misterioso. Até que, em determinada noite, Eric enxerga o vulto do colega de quarto entrar em seu apartamento pela porta da frente. Desesperado, o rapaz vai atrás de um detetive particular, mas parece ser tarde demais. Em menos de 24 horas, tudo acontece de modo acelerado e depois de uma ligação desesperada, cortada abruptamente, Eric despenca da janela do seu apartamento. Em seu livro de estreia, o autor nos apresenta uma história urbana de tirar o fôlego. Um mistério que se passa por uma relação familiar complicada, suspeitas por todos os lados, e camadas e camadas de culpados. Há alguém inocente?

E depois de ter lido o livro em setembro, estou aqui pra dizer que acho que essa resenha será uma das mais difíceis a ser elaborada em todos os quase quatro anos de blog. Sinceramente eu tive medo de me jogar de cabeça na leitura, devido uma série de traumas de outras obras do gênero que tenho em minha vida. O medo de me decepcionar era maior e comecei Colega de Quarto de forma relutante, sem trazer grandes expectativas. Mas não é que me surpreendi logo nas primeiras páginas? Com certeza este é mais um dos meus poucos queridinhos quando o assunto é romance policial e suspense.

Dividido em três partes, em Colega de Quarto podemos acompanhar a história de Eric Schatz, um jovem ruivo, de vinte e poucos anos e que é um verdadeiro filhinho de papai. Mesmo tendo tudo o que sempre quis, ele está obcecado com uma história: há alguém em seu apartamento. O único problema é que desde que ele se mudou do Rio de Janeiro para São Paulo, ele mora sozinho. Achando que querem deixá-lo louco, procura o doutor Conrado Bardelli, advogado e detetive particular, em busca de explicações para o que estava acontecendo. Mas em menos de 24 horas e sem conseguir ajuda, Eric cai de seu apartamento e encontra a morte de frente.

É claro que Conrado não acha isso mera coincidência e começa aí uma investigação paralela à da polícia. Ele não acredita que o jovem tenha simplesmente se jogado. O que mais o intrigava em tudo isso era a história do ser invisível que atormentava Eric. Ele nunca o havia visto, mas com os barulhos que haviam na casa, era certo de que havia alguém ali. E é a partir deste ponto de vista que conhecemos aos poucos a rede de intrigas criada por uma série de personagens que nunca imaginaríamos que estivesse ligado ao caso. Não diretamente.

Todos são suspeitos até que se prove o contrário e a cada novo capítulo, algo é desvendado e surgem novos mistérios são expostos. É claro que, junto com tudo isso, indícios de quem seja a verdadeira pessoa por trás de um plano meticulosamente articulado. Mas e quem disse que eu acertei? Cheguei ao final do livro e a cada página ficava mais boquiaberta. Eu suspeitei de todos, menos de quem era afinal, rs. Analisando psicologicamente todos os personagens e de maneira mais aprofundada, percebo que deixei passar todas as pistas e, retornando à leitura, vi o quão inocente havia sido. Mais uma vez comprovei que escolhi a profissão certa, porque não duraria um dia sequer como advogada, policial ou investigadora (particular ou não), rs.

Victor soube construir com maestria um grande enredo, o qual vejo facilmente nas telas do cinema. Há uma riqueza em detalhes que, em nenhum momento, foi excessiva. Eu já cansei de falar que quando há muito “detalhismo” nos livros, eu acabo pulando parágrafos – e até páginas. Mas isso foi impossível em Colega de Quarto. Tudo é de suma importância para a investigação do possível suicídio. Os personagens são muito bem elaborados e nos conquistam ou não logo de cara.

Não há palavras para agradecer à Faro Editorial por ter encontrado esta relíquia. É um dos poucos livros nacionais desta nova leva de autores que vale realmente a pena ser publicado. A construção da obra foi feita perfeitamente e há um toque de humor negro, misturado com um “quê” de ironia no personagem do detetive particular que me ganharam logo nas primeiras linhas.

A diagramação do livro é impecável desde a capa, simples, mas que demonstra – ou pelo menos foi o que eu enxerguei, rs – todo o desespero do personagem Eric. A citação de Raphael Montes também ajudou a criar uma expectativa de que o livro fosse bom, embora eu tenha dito no início da resenha que tentei ao máximo não pensar nisso e enfrentar o livro como algo normal. Internamente não há muitas novidades. Os capítulos seguem o padrão da editora e o diferencial está apenas nas folhas pretas na mudança de partes. Os 86 capítulos passam rápido demais, principalmente pelo fato de eles serem curtos. Isso demonstra que o autor soube expressar o quanto queria em apenas poucas páginas, sem encher linguiça dentro dos capítulos.

E como a Editora é realmente uma grande parceira, recebemos mais um exemplar dele. E vocês leram certinho lá em cima. A resenha é premiada \o/. Então basta preencher o formulário do Rafflecopter corretamente que você já está garantindo uma vaguinha no sorteio dele! Não é demais? Você tem do dia 13 de outubro a 13 de novembro para preenchê-lo. Chame os amigos, vizinhos, parentes, todo mundo! Participe!



Lembrando as regrinhas:
1. Preencher com atenção o formulário;
2. Ter endereço de entrega no Brasil;
3. O envio do livro será de responsabilidade do blog, sendo enviado o código de rastreamento por e-mail;
4. Caso haja extravio por parte dos correios, não será possível a reposição do livro;
5. O prazo para o envio é de 30 a 90 dias.


a Rafflecopter giveaway


Boa sorte e obrigada por lerem a resenha!

10 comentários

  1. Amo livro de suspense e ao ler sua resenha me deu muita vontade de começar e não parar mais. Vai para lista de desejados.

    ResponderExcluir
  2. Oi Pam!

    Olha eu aqui, pois preciso muito ganhar esse livro - hahahahaha
    Bom, sua resenha está super-completa e claro fiquei ainda mais curiosa do que já estava. Não li muitos livros do gênero, porém, estou abrindo meu leque de leituras e Colega de Quarto se tornou um dos meus desejados.

    Beijos
    Amor Literário

    ResponderExcluir
  3. Oi Pamela!

    Eu não sou muito de ler livros policiais justamente por causa que eu sempre descubro quem é o assassino no final, aí eu sempre me decepciono (vejo TANTO Criminal Minds que acho que meu raciocínio é até rápido). Mas enfim, é assim mesmo, a gente desconfia até do gato da vizinha se bobear e a melhor sensação do mundo é quando a gente não descobre (sério). Ultimamente tenho lido muitos livros nacionais MUITO bons, é ótimo saber que o Victor não é só mais um, que acertou em cheio na história.

    Beijo!
    roendolivros.com

    ResponderExcluir
  4. Quero tanto esse livro... venho lendo algumas resenhas desse livro à alguns dias e essas foi sem duvida a melhor, me mostrou que não vou me decepcionar, e apesar de a capa me parecer mais terror do que realmente é, tem suspense policial e isso realmente me prende numa leitura, gosto do mistério e das descobertas loucas e inesperadas que você jamais imaginaria... , já queria esse livro mas agora preciso minha curiosidade foi desesperadamente aumentada agora.
    bjocas

    ResponderExcluir
  5. O livro parece conter uma estória que instiga demais a curiosidade dos leitores!! Será que Eric Schatz cometeu suicídio ou foi assassinado? Gosto de suspense e este parece ser um dos bons!! Participando e torcendo!! Bom demais!!
    Zilda Rosa dos Santos
    zildarosadossantos1@hotmail.com

    ResponderExcluir
  6. Adoro suspense e este instiga nós leitores a quererem saber o que realmente de fato aconteceu com Eric Schatz!! Pelo que li na resenha a trama envolve intrigas familiares, mentiras, mistérios. O detetive que Eric havia procurado vai ter muito trabalho pela frente, descobrir se seu cliente tirou a própria vida, ou se foi assassinado!! Participando e torcendo muito para ser a ganhadora!!
    Marie dos Santtos
    mariedossanttos@hotmail.com

    ResponderExcluir
  7. Esse tipo de leitura são meus preferidos e estou gostando muito de ver os nacionais mandando ver sem deixar nada a desejar aos lá de fora, a resenha me deixou bem curiosa, eu nunca descubro o que aconteceu ou quem cometeu alguma coisa kkkkkkk sou muito ruim, mas estou sempre tentando né, vamos a mais um pra lista de desejados e legal ser um livro rápido sem enrolação que dá vontade de ler tudo sem pular paginas.

    ResponderExcluir
  8. O livro parece conter um suspense bom!! Eu fico com a opinião de que o amigo, ou melhor, inimigo invisível realmente existe!! Acredito que Eric não se jogou da janela do seu apartamento!! Mas talvez não seja isto que aconteceu!! Gosto demais de suspense!!

    ResponderExcluir
  9. Hello!!!
    Não conhecia o livro Colega de Quarto e confesso que fique mtooo interessada só de ler a sinopse. Fiquei ate receosa na verdade, ja to me vendo lendo o livro e depois indo checar meu apto, hahaah.
    Estou mto curiosa para conhecer a escrita do Victor Bonini, vi que ele surpreendeu demais e fez uma história que junta suspense, com toque de terror e muito mistério.
    Também sou igual a você, não duraria nem um segundo sendo advogada, policial ou investigador, eu choro fácil e ia sair correndo, haha.
    Beijos.

    ♥ Blog Livros e Sushi ♥
    https://livrosesushi.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  10. Olá! Livros do gênero precisam ser descritivos, mas concordo que páginas e páginas sem nenhuma ação, são extremamente cansativas, fico feliz em saber que o autor sobe bem como dosar isso. Eu estou surpresa com a quantidade de elogios que o livro tem recebido e por ser fã do gênero, preciso conferir esta história.

    Bjos!!!
    Cida

    ResponderExcluir