[Informativo] Youtubers e Booktubers também fazem literatura?

24 julho 2016


Oi pessoas!! Tudo bem?

Passando pelas redes sociais, vi o quanto os Youtubers, Vlogueiros, Boooktubers, chamem como quiserem - porque na minha opinião é tudo a mesma coisa, pois  independente dos temas, gêneros, que eles falam em seu canal, a partir do momento que coloca vídeo no Youtube, é um Youtuber ou vlogueiros  e não esse trocentos nomes que inventam. Então vamos chamá-los de Youtubers, só para ficar mais bonito.

Voltando ao assunto, percebi a grande quantidade de Youtubers que estão lançando livros. Alguns são de ficção, outros biográficos. Então me acendeu a luz e decidi falar sobre isso. Pensando nisso tudo,  chamei algumas pessoas e pedi para elas opinarem também e que elas fossem sinceras em seus relatos. Bom, vamos às opiniões, começando com a minha – mas é claro, hahaha.

“Não lembro por quem, quando e porque começou essa febre de livros. Pela Kefera, talvez? Não lembro!! Nunca me incomodei, pois é uma forma de a editora vender e os Youtubers ganharem mais fama e visualizações, além do seu rico dinheirinho, mas também é a forma de chamar novos leitores. O problema é que ultimamente acabou tendo uma explosão de livros desse tipo. Pra todo canto que olho vejo um Youtuber lançando livro e isso começou a me incomodar um pouco. Os únicos que li foram dos “Booktubers” Danilo Leonardi, do Cabine Literária, e o do Bruno Miranda, do Minha Estante/Bubarim. Livros, esses, que são bons sim. O do Danilo, o livro Porque Indiana, João? É um exemplo de livro que fala sobre bullying e, na minha humilde opinião, deveria ser de leitura obrigatória na escola. Sei que tem mais outros Youtubers com talento por aí, infelizmente não são eles que são reconhecidos.  Os outros desculpe, não vejo o porque ter lançado livro. O que uma criança de 15 anos tem para me acrescentar. O que uma garota e um garoto que fazem vídeos sem noção vai me acrescentar? NADA!!! Mas infelizmente – ou felizmente, depende do ponto de vista – para as editoras tem muito a acrescentar. E assim pelo que vejo será o andamento da nossa literatura nacional, autores ótimos perdendo lugar para Youtubers que brincam de escrever.
Bruna – Colunista do blog

"Não sei ao certo quando começou a moda de livros de Youtubers (Booktubers? Vlogueiros? Qual seria a definição correta? rs) ou o que, de fato, impulsou esse mercado. Apenas sei, como autora, que é necessário ter um equilíbrio em todas as esferas da vida; infelizmente, não é o que eu vejo com essa nova “modinha”. Não cheguei a comprar as obras publicadas desses autores, pois não me interessa. Contudo, conheço alguns nomes, por terem publicado com editoras conceituadas e por estarem em todas as livrarias do país sendo expostos nas vitrines. Se me chateia? Sim, pois a maioria são biografias de jovens, pessoas que sequer chegaram aos quarenta anos ou possuem uma história de vida muito complexa ou sofrida, que possa ensinar algo para as pessoas (como o livro de uma criança e outro de um cara que diz para embebedar as garotas). É claro que há obras publicadas sobre outros temas, não apenas a vida deles, mas devo repetir que desconheço e pelo o que ouço falar é minoria. Como toda "modinha", lembrando da febre dos vampiros com Crepúsculo e do hot com 50 tons de cinza, os livros de Youtubers crescerem muito em um curto período de tempo. Por quê? Porque é venda garantida. Ainda hoje, as grandes editoras brasileiras não arriscam investir em autor nacional, independente de seu talento ou empenho, que não tenha um público massivo. E é isso que os Youtubers oferecem: vendas certas. As editoras buscam lucro, como qualquer outra empresa, e estão apostando naqueles que darão retorno financeiro imediato. Não é justo e sequer interessante para o mercado continuar dessa forma. Não tiro o mérito de quem escreve, seja vlogueiro ou não, mas o que essas biografias oferecem, de fato, para a literatura? É desrespeito com o autor e com o leitor. O que pode ser feito? Sinceramente, não sei. O jeito é esperar que a moda passe, como tantas outras passaram, e desejar que a próxima seja apostar na literatura brasileira contemporânea, com livros de todos os gêneros e com oportunidade para todos os autores, independente de serem famosos ou não. Se vai acontecer? Não sei, mas seria incrível, não seria?"
L. L. Alvez ( autora de Mudanças, Instituição para jovens Prodígios)

“Eu acho ridículo. Nunca li nenhum livro de vlogueiro e talvez alguém pense que minha opinião não é válida, mas eu leio sobre o assunto, fico por dentro sobre o que se trata os livros e para mim é tudo uma palhaçada. Só as editoras para ter lucro em cima de alguém supostamente "famosinho". Poxa, tem vlogueiro entrando na adolescência e fazendo biografia, pelo amor de Deus! O que uma pessoa no alto dos seus 15,16,17 anos tem para ensinar? Só se for o próximo Buda, do contrário só tem merda pra falar. Ainda tira espaço de outros autores sérios e com boas histórias pra contar, porque a editora prefere vender horrores uma coisa ruim ao invés de investir numa boa. Tipo, qualquer um pode publicar agora, não importa o que vai ta escrito no livro, basta ter um canal com bastante inscritos no Youtube. É loucura isso.
Nathalia Simião (blogueira – Pobre Leitora)

“Eu já li livros de youtubers e apesar de não me incomodar no começo porque alguns realmente ‘tem o que escrever’, tem assunto para tal coisa e fazem um bom trabalho, essa onda de livros de vlogers me incomoda um pouco. A grande maioria das editoras não está focando na qualidade e sim nas vendas. Tiramos a oportunidade de lançar bons autores para lançar livros de formadores de opiniões que vão vender muito, mas que o conteúdo não vale tanto a pena. Nem sempre esses formadores de opiniões fazem um bom trabalho e muita das vezes os ensinamentos são completamente errados. Posso tirar pelo fato que lançaram um livro onde um vlogueiro dizia que ele tinha um plano de beijar uma garota pela primeira vez quando ela estivesse completamente fora de si porque ele iria embebedar ela. Então um adolescente lê isso e acha que é normal deixar uma jovem praticamente fora de si e se aproveitar dela seja beijando ou fazendo qualquer outra coisa que ele se ache no direito. Não estou dizendo que a maioria dos livros de vlogueiros fazem apologias a coisas erradas, mas se a pessoa tivesse visto isso primeiro e repensado, teria chamado o vlogueiro e conversado com ele que isso não iria ser publicado, que ele teria que repensar no que havia escrito. Ninguém ultimamente está se importando tanto com a literatura em si, afinal tem crianças de 15 anos (e até menos) lançando biografia, o que uma criança de 15 anos tem para contar ao mundo? Ela nem viveu direito, mas se você reclamar que um vlogueiro está lançando um livro as pessoas vem com pedras nas mãos dizendo que deveríamos ficar agradecidos porque os jovens estão se importando com literatura. É realmente um momento preocupante porque se o jovem se interessa por uma "literatura" que na maioria das vezes não acrescenta em nada é realmente algo que temos que pensar. No mais eu não me incomodo de lançarem 300 livros de vlogueiros todo mês, mas quero ter certeza que esses livros acrescentam em alguma coisa e não ficar pensando que as editoras estão tão decaídas que só pensam em ganhar dinheiro e lançam coisas que empobrecem ao invés de enriquecer o conhecimento.
Alice Aguiar (blogueira – Seguindo o coelho branco)

“Na minha humilde opinião não gastaria um centavo do meu bolso pra comprar livros desse gênero ou gastaria meu tempo lendo. É um tipo de livro que não me acrescenta muita coisa, não me instiga saber da vida de YouTubers não irão me ensinar nada de relevante. Pra quem é fã pode ser uma boa, mas pra mim não me interessa.
Bruna Ibiapina (leitora)

“A polêmica opinião de Youtubers escritores. O que vou escrever aqui poderá ser visto como falta de sinceridade ou puxa saco de editora que publicam tais livros, amiguinhos vamos respeitar opiniões alheias, obrigada e de nada. Como já mencionei em várias postagens no blog, na minha opinião qualquer livro é válido e tem seu público alvo. Lembro que quando era mais nova ouvia sempre sobre autores nacionais, que os bons eram só aqueles clássicos. E hoje em dia temos tantos autores novos, com ótimos livros e excelentes histórias. O mesmo digo desses Youtubers, meus caros. Eles têm seu público alvo e estão despertando o gosto pela leitura em muitos jovens pelo Brasil. Para os fãs de carteirinha dessas celebridades, ler uma autobiografia é o pontapé inicial para viajar nas páginas literárias. Um exemplo que pode sim ter bons escritores e boas histórias é John Green: ele é Youtuber e escritor, certamente parte do sucesso se deu pela quantidade de fãs que tinha. Ah Mari, esse tipo de livro não conta como leitura, não vou ler nada deles e pronto e acabou. Ok, sem problema algum, mas respeite o gosto alheio. Não estou aqui dizendo que teremos clássicos e ótimos livros desses novos escritores ou que é pra você ler, mas que acima de tudo RESPEITE.
Mari (blogueira – Stories and Advices)


O que deu para perceber é que Livros de Youtubers serão sempre polêmicos. Existem os que não sabem escrever e brincam com isso e existem os que escrevem pra porra, mas que não são reconhecidos e até lançam livros, mas nosso mundo é fechado para apenas ver os que bombam nas redes e acabamos sempre na mesmice... Mas o que eu quero dizer com isso é que: todos nós leitores, iniciantes, experientes, críticos ou não, tem sua opinião própria e seu gosto próprio e é isso que faz a leitura tão legal e fodástica. E você qual sua opinião? 

26 comentários

  1. Oiee ^^
    Eu também não sei quando essa modinha pegou, para ser sincera, nunca tive curiosidade de conhecer nenhum desses Youtubers que fazem tanto sucesso por aí, nem mesmo os vídeos da Kéfera me chamam a atenção. O único canal que eu sigo é de um youtuber australiano que também é cantor (um dos meus favoritos ♥), mas, tirando isso, passo longe. Concordo com tudo o que a Luene disse, e também espero que essa febre de livros sem conteúdo significativo passe logo :/
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde Brubs, tudo bem?

    Gostei demais do seu texto e concordo com a Mari, tudo tem seu público e temos que respeitar, mas é uma pena ver tantos escritores ótimos não terem oportunidade, pois a maioria desses youtubers e booktubers só estão lançando livros pelo público que tem, porque se fosse pelas vias naturais com certeza não conseguiriam, mas está ótimo as vezes incentiva alguns a ler alguma coisa...está valendo.....bjs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. A minha opinião é a mais alterada, SOCORRO KKKKKKKKKKKKKKK
    E ainda a mantenho, não gosto, não leio, não concordo. Se for uma ficção e for boa ainda vai, mas biografia, história de como criou o canal, baboseiras infinitas, sem or, não, pelo amor de Deus, não!!!

    ResponderExcluir
  4. Bem, eu até aceito quando o livro publicado vem de youtubers que 'FALAM SOBRE LIVROS EM SEUS CANAIS', agora, por favor, os demais que se dedicam a falar besteira ou moda, maquiagem e sei lá mais o quê e que nunca pegaram um livro para ler, sinceramente não sei o que de relevante vão querer dizer para nós leitores!!!! Não compro mesmo! Acredita que eu nem conhecia a tal da Kefera antes da polêmica toda do livro dela?

    Bj, Van - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oiii Bruna, como vai?
    Os livros assim realmente são polemicos e acredito eu que sempre são para chamar atenção, além do mais a maioria traz a história de vida, como se tivessem feito uma grande mudança no mundo. Eu não gasto meu dinheiro e nem tempo com livros assim.
    Beijinhoss

    ResponderExcluir
  6. Olá linda,

    Se é Literatura ou não? A Resposta é Siim. Todo livro publicado faz parte da ciência chamada Literatura, mas se tem qualidade ou relevância no mundo? Só lendo para saber.
    Li alguns e posso dizer que valem a pena ser lidos, porque tem conteúdo relevante e temáticas importantes, todavia há aqueles que são apenas dinheiro jogado fora criado por adolescentes ou pessoas irresponsáveis com seus posicionamentos e opiniões com seus vídeos.

    Se leria mais algum? Definitivamente não.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Sendo bem sincera, não acompanho nenhum canal e a maioria nem sei que existe. Em compensação, acho que há espaço para todos no mundo literário, e se isso ajudar a fazer mais leitores, já é um ponto a favor.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. As biografias desse tipo não me interessam, mas acho que deve haver livros para todos os gostos no mercado, e algumas pessoas curtem esse tipo de literatura. Seria muito pretensioso da minha parte criticar as pessoas que leem esses livro só porque eu não gosto. Creio que a literatura, como todos os demais gêneros artísticos, tem uma seleção natural chamada tempo. Tudo aquilo que hoje vende apenas porque é modinha, passará. O que for literatura de qualidade permanecerá. Quantas porcarias foram escritas na época de Shakespeare, mas somente ele ficou.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  9. Oi, acho que existe livros e livros de Youtubers, há aqueles que percebemos que é só para ganhar dinheiro e mais fama e visualização e outros que realmente transmite alguma mensagem, que conta uma historia que merece ser lida e passada adiante, mas acho que nesse caso, não podemos generalizar, acho que há casos e casos, e sabemos quando é uma coisa e quando é outra, o que precisamos é saber diferenciar.
    bjus

    ResponderExcluir
  10. Oi Bruna, tudo bem?
    A temática youtubers que lançam livros continua sendo uma polêmica, concordo com muitas opiniões que li na postagem. Também penso que a biografia de youtubers não tem nada a acrescentar na minha vida e não faço parte do público alvo que os livros pretendem atingir. Porém, acho interessante quando o livro desse gênero abre as portas para os novos leitores e a partir desses livros começam a ler mais. Infelizmente o mercado editorial no Brasil não é lá uma potência econômica e muitas vezes as editoras precisam desses livros que irão vender muito para não fechar as portas, levando em consideração esse ponto espero que vendam muito e assim lucros são investidos em livros mais interessantes do meu ponto de vista. Logo, super apoio quem tem interesse nesses livros se de alguma forma irá introduzir no mundo da leitura ou mesmo contribuir na publicação de outros títulos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi, Bruna. Tudo bem?
    Esse assunto é bem polêmico mesmo, sabe? Youtuber são pessoas como todas as outras, alguns escrevem bem, outros não. O problema é que sempre tem um que mesmo não escrevendo bem quer publicar só pra ganhar mais dinheiro, já teve caso até de um youtuber que usou escritor fantasma, aí é sacanagem.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  12. Olá tudo bem???
    Adorei seu post, eu também sinceramente não sei quando começou essa modinha de youtuber lançar livros, que para mim é um desperdício de tempo ler essas coisas, para mim eles não tem conteúdo nenhum e sinceramente só querem ganhar dinheiro e nada mais, é uma pena que as editoras brasileiras estão dando tanta atenção para eles em vez de dar atenção para autores realmente bons.
    Beijus
    www.bibliotecaempoeirada.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Bruna, realmente esse é um tema bem delicado, visto que há quem se utiliza do youtube para divulgar um trabalho de escritor que já existe e aqueles que se aproveitam da "fama" para se lançar como escritor sem saber nem sobre o que está escrevendo, o que é um risco, tanto para a editora quanto para o leitor que espera algo de valor, o que as vezes acaba não acontecendo. mas é isso, todos buscam uma forma de dizer o que pensa, de aparecer, de fazer uma mudança para ele ou alguém, etc... Nunca lí nenhum livro de youtubers, mesmo porque conheço e/ou acompanho pouquíssimos. Prefiro o tradicional escritor de profissão, e tem tantos ótimos nacionais, inclusive, que me falta tempo para esses. Bjs

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Olha, eu fiquei assutada com a quantidade de livros lançados desde o ano passado, não de por quem começou e acho que isso não é relevante, mas o que me deixa mais triste é que tem tantos autores bons querendo seu espaço e vem esses adolescentes que nem passaram dos 15 anos direito e já estão com livros na lista de mais vendidos. Claro que eles tem o público alvo, e claro que as editoras iram sem dúvida investirem neles. Mas, eu tenho curiosidade de ler livros de alguns booktuber/youtubers seja o nome correto, alguns tem algo de bom a nos contar. Mas essa modinha é assustadora.

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
  15. Eu não tenho interesse em ler a maioria dos livros de youtubers que sai. Mas prefiro não generalizar porque vejo que tem alguns que realmente lançam histórias bacanas, então não vou ser injusta. Eu não acho que estão roubando espaço de autores realmente bons, a culpa é das editoras que pensam só em dinheiro. Acho que os escritos têm que continuar batalhando para fazer sucesso, porque eu sinceramente nunca vou parar de ler os livros nacionais deles, eu adoro a nossa literatura e conheci histórias incríveis mesmo não sendo tão conhecidas.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  16. Olha esse tema é bastante polêmico, como pude ver no seu post existem muitas opiniões sobre essa onda e a minha é, eu não leria 90% desses lançamentos porque realmente não me interessam, porém, vejo que tem youtubers que escrevem bem e que tem algo a dizer, esses sim daria uma chance de leitura, agora esses pré-adolescentes fazendo biografias e livros com fotos de selfies? Não obrigada.
    Parabéns pelo post!
    Beijos

    Compulsão Literária

    ResponderExcluir
  17. Oi. Bruna! É interessante conhecer outras opiniões sobre o autor. O post ficou excelente e bem variado. Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Oláaa!
    Confesso que acho isso tudo ridículo!
    Ta mais que claro que as editoras que fazem isso só pensam em uma coisa, $$$$$$$. Concordo com o comentário da Nath, acho que eles estão tirando o espaço de bons autores.
    Tantos autores por ai com obras maravilhosas trabalhando duro para poder publicar um livro, ai vem um enxame de livros publicados por youtubers simplesmente pelo fato de serem famosos.
    Não leio, não tenho interesse, mas aquele ditado né, "vamo fazê o que". Espero que eles percebam que tá feio.

    Beijoos!
    http://estantemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Olá, eu acho que é complicado falar de um livro que ainda não se leu, dizer se ele é bom ou ruim.
    Editoras são empresas e precisam de lucro para se manterem e vão lançar o que lhes der esse lucro no momento, os youtubers certamente fizeram por merecer para chegar onde chegaram, e os livros deles tem um público-alvo (seus fãs) e quem não faz parte desse público-alvo não é obrigado a ler os livros que eles escreveram, mas também tem que tomar cuidado na hora de julgar outros leitores pelo que estão lendo.
    Tem espaço para todo mundo.

    ResponderExcluir
  20. Oi, Bruna!
    Esse é realmente um debate polêmico e tem muita opinião divergente nessa história, e a minha, basicamente, reflete um pouco do que foi dito por cada uma das convidadas do post: é um pontapé para muitos darem uma chance à literatura, mas eu torço sinceramente para que o conteúdo, como foi dito pela Alice, seja melhor avaliado e trabalhado para servir de uma forma ainda mais positiva para seu público alvo. Ainda assim, torço mais ainda para que, após essa modinha, assim como a L. L. Alves propôs, venha uma modinha de valorização dos autores nacionais e que eles tenham, enfim, seu momento de brilharem na literatura e com verdadeiras chances por parte das editoras.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional ♥

    ResponderExcluir
  21. Bruna, eu nunca li livro de Youtuber (ou seja lá o nome que preferirem), mas tenho sim vontade.
    Uma professora da faculdade sempre dizia que você tem que ter lido pra poder falar e eu concordo demais com ela. Se você só escuta as outras pessoas falando não é sua opinião, é só algo que você acredita ser.
    Não creio que todos dão uma porcaria e nem uma maravilha, mas dever haver aqueles que dá pra escapar algo.
    O mais importante é a gente respeitar tanto quem gosta como quem não gosta. :)

    ResponderExcluir
  22. Olá,
    Achei muito interessante você ter explorado o tema por diversos ângulos e não somente através da sua opinião. É um tema meio polêmico e cada um acredita em tal coisa.
    Concordo com a Nathalia em relação a biografias e histórias de como se criou o canal.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Olá!
    É assustador, como tem livros de youtubers saindo todo dia rs' mas acredito que alguns tem algo a acrescentarem e outros nem tanto, as editoras querem um retorno então porque não publicar um livro que vai vir dinheiro fácil? Mas é triste pois tem tantos autores com ótimas histórias para serem publicadas e estão sendo esquecidos devido essa febre, mas vamos ver ainda há esperança.

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
  24. Oi Bruna!
    Eu concordo com a Mari. Não são livros que eu pretendo comprar/ler, mas acho que eles tem seu público alvo e respeito. Editoras querem vender e eles sabem que os livros que essa galera, supostamente, escreve tem venda certa. Já vi gente que foi pra fila de manhã pra pegar autógrafo de youtuber. E os autógrafos só começariam as 17h. Eles tem público e quanto mais a editora vender, melhor para eles.
    Claro que alguns são super nada a ver, mas procuro respeitar quem gosta e tento ver isso como uma forma de incentivo a leitura dos mais jovens. Trabalho em escola e a garotada não quer saber de leitura, é uma verdadeira guerra. Contudo, a maioria se interessa pelos livros dos youtubers, seja pq acompanham o canal ou pq querem criar um e se sentem inspirados.
    Como o Marcos falou ali em cima: se incentiva alguns a ler, já está valendo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Olha, li livros de youtubers e sei bem de qual estão falando quando citam esse que disse que ia embebedar uma garota - infelizmente foi um dos que li, e de longe o pior. Lamentável esse livro existir. Mas li outros que gostei, e sim, estão despertando algumas pessoas para a leitura, mas autobiografia de adolescente é dureza mesmo. Como em todos os outros tipos de livro, há coisas boas e ruins.

    ResponderExcluir
  26. O assunto me incomoda, mas eu acho que vários livros de youtubers são válidos. O do PC siqueira é muito legal por ex. Eu só acho extremamente chato quando a pessoa t 20 anos e faz um livro da biografia dela. Não faz tanto sentido pra mim
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir