[Resenha] Para sempre minha

05 janeiro 2017

Para sempre minha
Rosemary Beach #9
Autora: Abbi Glines
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 256
Onde comprá-lo: Amazon 
Sinopse: Alguns dos jovens de Rosemary Beach consideram Tripp Newark um herói. Há oito anos, ele abandonou uma vida meticulosamente planejada pelos pais para conquistar a independência. Pilotando sua Harley, Tripp desapareceu da cidade para viajar pelo mundo. E essa decisão o fez perder muito mais do que os milhões que herdaria. Bethy Lowry está vivendo o pior momento de sua vida. Há um ano e meio, Jace, seu namorado, morreu afogado ao salvá-la de uma forte correnteza. Sofrendo um período turbulento e ainda consumida pela culpa, ela vive sua rotina de maneira automática, com a certeza de que nunca mais voltará a amar. No entanto, sua vida está prestes a mudar. Quando tinha apenas 16 anos, Bethy teve um tórrido romance com Tripp, que é primo de Jace. Esse segredo continuaria enterrado para sempre se não fosse por um detalhe: Tripp Newark está de volta e determinado a reconquistá-la. Na série Perfeição, você conheceu o anjo da guarda de Della e sentiu a dor da perda de Bethy. Agora, Abbi Glines reúne esse surpreendente casal para mostrar que nunca é tarde demais para reviver uma paixão. 


Para sempre minha é o nono livro da série Rosemary Beach (e eu sinto falta disso sendo avisado nas capas deles :/ ) e vai trazer para os amantes da escrita de Abbi Glines a história de Bethy Lowry.

De longe ela é minha personagem favorita. Em todos os livros que aparece como personagem secundário, ela é a que mais fica invisível, ainda mais quando há o trágico acidente com Jace, seu namorado, que morre afogado na tentativa (realizada com sucesso) de salvá-la.


Talvez por ter esse tipo de enredo, a trama foi bem melhor construída, carregada de sentimentos inexplicáveis, e que podemos apenas aceitar e entender, mas que se não tivermos vivenciado, fica difícil saber o que se passaria se estivesse na pele dela.

Ao mesmo tempo, temos um aprofundamento maior de Tripp Newark, primo de Jace e que Bethy teve um “romance” quando tinha 16 anos. E não foi só isso que aconteceu naquela época. Aos poucos vamos descobrindo o porque disso tudo não ter sido levado adiante, além de outras coisinhas mais.

Agora, como o caminho livre e uma mulher extremamente fragilizada, é o momento perfeito para uma possível reaproximação. Mas será que Bethy vai finalmente se entregar a um novo amor?


E é assim que a história dos dois é contada. Entre idas e vindas entre passado e presente vamos entendendo aos poucos o porque de tais decisões terem sido tomadas e o porque do medo de Bethy de se envolver novamente com ele. Na realidade, não houve culpa de nenhuma das partes, mas sabe como é a vida né? Sempre nos passando uma rasteira. 

De longe este é o que mais gostei de toda a série. Pra mim Woods ainda é inesquecível, mas Grant também não fica pra trás. Foi como disse anteriormente, não sei se foi por causa da falta de empatia com a protagonista, mas mesmo com todo o drama depositado neste volume, não me cativou do jeito que esperava. 

Talvez o que me deixe mais feliz é que ele é um único volume, então não vou precisar encarra Bethy novamente tão cedo, rs. 

A editora seguiu o padrão de trazer figuras parecidas aos protagonistas em suas capas, além de deixar claro que há um grande teor de sensualidade e erotismo em sua narrativa. Além disso, a diagramação interna permaneceu a mesma dos demais livros da série: simples e com tamanho ótimo para a fonte utilizada. Os capítulos são alternados entre as perspectivas de Bethy e Tripp. E confesso que é na visão dele dos fatos que mais me encontro. Rola muito mimimi por parte das mulheres da série, hahaha. Então quando um homem fala, de forma mais decidida, sobre o que está acontecendo, me sinto mais segura em acreditar ou não. Não encontrei erros de revisão, o que é maravilhoso. 

E que venha a história de Mase <3. 

23 comentários

  1. Olá
    Eu também já fiz essa leitura e adorei poder conferir mais um enredo da autora, que eu adoro. Não foi o que eu mais gostei, mas de fato foi bem proveitosa sim. Adoro porque a editora mantém a edição junto dos volumes anteriores. Amo muito essa série!!!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. O Tripp nesse livro conseguiu roubar o lugar do Grant da minha vida, sou suspeita para falar dessa série, mas é um livro melhor que o outro e esse então nem se fala!
    ps: esse desenho no livro, acho que deixei passar no meu! ;-; Fiquei curiosa agora! KKK
    BJss

    ResponderExcluir
  3. A unica coisa que me deixa triste nesses livros é que eles são curtinhos demais e demoram tanto para serem lançados ): Amo essa série com todas as minhas forças e por mim seria interminável haha

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Não li a série, mas estou querendo fazer isso esse ano, ainda mais com a sua recomendação desse livro. Romance é um dos meus gêneros favoritos e é sempre bom ter mais um (ou, no caso, mais nove) na estante haha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Eu ainda não li nenhum dos livros dessa série, e nem tenho muita vontade de começar a mesma. A Abbi é muito aclamada aqui no Brasil e as capas aqui sofrem uma edição belíssima da Arqueiro. Os padrões entre os livros são bem visíveis e isso é muito belo. É uma pena que esse livro não foi um 5 estrelas mas que te agradou na medida do possível. Até mais ver
    Bjks

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Essa série me confunde pois são muitos livros mas de tanto ouvir falar em Abbi estou pensando em dar uma chance. Adoro livros que intercalam a narração entre os personagens, e as capas são lindas. Acho que lerdo futuramente. Ótima resenha, parabéns!

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Ainda não pude ler este livro, porém já conheço a autora. Pude acompanhar uma trilogia. Gostei de como a escrita dela flui, porém não achei grandes coisas no enredo...
    Espero poder ler mais alguns para mudar essa visão.

    http://feliciity-unjourdepluie.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Parei com a Abbi Glines lá na trilogia Limites e não pretendo ler mais nada dela. Mas reconheço que ela tem muitos fãs e as pessoas seguem acompnhando suas histórias, mas definitivamente, não é pra mim.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi,

    Gostei da sua resenha, mas não tenho investido meu tempo em séries e esta tem nove livros, sinal que a autora é muito criativa e versátil. O livro, pela sua resenha, é cheio de sensualidade e erotismo e a história parece ser mui caliente.

    Beijus
    jusemfrescura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Não conheço essa série ainda nem tenho muita vontade conhecê-la, por isso, a resenha não me atraiu, mas sei que ela tem vários admiradores e amante dos seus livros, é que o gênero não é muito a minha cara, mas adorei a resenha, muito bem escrita. Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Li toda a série Sem Limites e estou bem curiosa para ler os demais livros. Acho que peguei um spoiler no começo de sua postagem, mas deveria esperar.
    Me pergunto o que acontece no livro e como Bethy reage a tudo.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  12. Oiee ^^
    Gente, nove livros já kkkk' pra quê tanto? Não me leve a mal, eu adoro quando xs autorxs escrevem a história dos amigos dos personagens principais, mas tantos livros assim me parece exagero. Eu só cheguei a ler os três primeiros da série, mas, ainda assim, quero ler os outros.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Quando eu li as primeiras resenhas desse livro eu não fazia ideia de que fazia parte de uma série, exatamente porque não é avisado nas capas, acho esse tipo de coisa importante demais para não ter, mas enfim. A história parece ser bem interessante, cheia de dramas, e o erotismo se mostra ser um ponto até positivo.

    Um abraço!
    Parágrafos & Travessões

    ResponderExcluir
  14. Acredita que nunca li nenhum livro da Abbi Glines? Não é muito meu estilo de leitura, estou me aventurando em romances de época agora e outros romances ainda nem me aventurei. E acredito que se aproveitar de uma mulher fragilizada para finalmente ter sua chance não é a melhor coisa...

    Não tenho muita vontade de ler essa série de livros não, apesar de sua resenha positiva!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Eu adoro romances e vi muitas pessoas falando super bem dessa série, porém, não gosto quando há muitas cenas hot/eróticas, é algo que realmente não me agrada se tiver em excesso na literatura. Esse livro me parece ótimo, já que a protagonista da história sofreu uma perda terrível e vai aprender a lidar com isso ao mesmo tempo que se envolve em outro relacionamento. Para os fãs do gênero, com certeza deve ser uma boa leitura.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  16. Eu já li alguns muitos livros dessa serie da Abbi, e apesar de gostar bastante da escrita dela e dos personagens, acabei enjoando um pouco e acho que demorará até eu pegar um de seus livros para ler novamente. Mas até que tenho curiosidade sobre a história da Bethy e do Tripp, a autora deixa um mistério envolvendo os dois... Gostei de saber tua opinião sobre ele!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem? Li a muito tempo os primeiros dessa série e gostei, mas não continuei por algum motivo. Já tentei voltar, mas já não sou mais tão ligada na narrativa da autora, mas sua resenha me animou muito, já que foi uma boa leitura e que tem uma história mais bem construída. Veremos se volto a ler, beijos.

    ResponderExcluir
  18. Olá, apesar de ter amado a a diagramação desse livro, não é o tipo de leitura que gosto de fazer. Mas gostei de como a história se desenvolve, e de como tudo caminha para um bom desfecho da série, fico feliz que tenha gostado.

    ResponderExcluir
  19. Oi Pamela, como está?
    DEZ livros passados em um mesmo local? Gente, ok que é legal fazer umas imaginações de vez em quando, mas a Abbi Ginnes foi além. Se bem que isso tá se tornando cada vez mais comum, já que eu tenho visto resenhas de obras com esse tipo de foco, o que é interessante, já que eu vejo muita crítica ao fato de que alguns personagens secundários não são tão desenvolvidos como poderiam. O que gerou esse tipo de literatura, coisa que eu até acho interessante embora não faça muito meu tipo.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Olá,
    Acredita que ainda não li nada da Abbi?
    Pois é, em meio a tantos elogios sempre que vejo alguma de suas obras sendo alvo de discussão cá fico eu quase pirando para fazer as leituras e ainda não consegui.
    Adorei saber suas impressões sobre a obra e estou intrigada para acompanhar essa reaproximação de Tripp e conferir se Bethy vai se entregar a esse amor.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oie,
    Eu gostei bastante desse volume e ao contrario de você, me senti cativada pela história, sempre quis conhecer um pouco mais sobre a Bethy. Apesar do Tripp ser um fofo ele não conseguiu roubar o lugar do Grant do meu core também kkk

    Beijos
    Bru, Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  22. Meu ranço com a cara do livro já começa pela capa, odeio quando tem pessoas, parece capa de filme. Não gosto muito de romances, o bg da história tem que ser muito supimpa pra me chamar atenção, o que não parece ser muito o caso .-. Abraço!

    ResponderExcluir
  23. Oieee
    Eu adoro a escrita dá autora, mas por ser uma série muito grande, acabei desistindo de continuar lendo.
    Nossa como essa menina deve ter sofrido com a morte do.namorado.
    Quero saber mais detalhes desse relacionamento dela com o primo do falecido.
    Beijos

    ResponderExcluir