[Resenha] Ninfeias Negras

12 abril 2017

Ninfeias Negras
Autor: Michel Bussi
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 352
Onde comprá-lo: Amazon

Sinopse: Giverny é uma cidadezinha mundialmente conhecida, que atrai multidões de turistas todos os anos. Afinal, Claude Monet, um dos maiores nomes do Impressionismo, a imortalizou em seus quadros, com seus jardins, a ponte japonesa e as ninfeias no laguinho. É nesse cenário que um respeitado médico é encontrado morto, e os investigadores encarregados do crime se veem enredados numa trama em que nada é o que parece à primeira vista. Como numa tela impressionista, as pinceladas da narrativa se confundem para, enfim, darem forma a uma história envolvente de morte e mistério em que cada personagem é um enigma à parte – principalmente as protagonistas. Três mulheres intensas, ligadas pelo mistério. Uma menina prodígio de 11 anos que sonha ser uma grande pintora. A professora da única escola local, que deseja uma paixão verdadeira e vida nova, mas está presa num casamento sem amor. E, no centro de tudo, uma senhora idosa que observa o mundo do alto de sua janela.

Confesso que estava totalmente sem expectativas quando solicitei Ninfeias Negras. Tanto que esperei passar o lançamento, nem fui atrás de críticas de blogueiros e outros meios de comunicação pois não queria ter nenhum tipo de influência em cima da leitura. E não é que Michel Bussi me surpreendeu de uma forma extraordinária?

Até entrar de cabeça no enredo demorou bem mais que uma semana (minha ressaca literária tava brava, mas acho que agora foi curada \o/), mas também, ontem li bem mais da metade em pouquíssimas horas.




Giverny é uma cidade com pouquíssimos habitantes e muitos turistas. Afinal, é onde a maior parte dos pintores Impressionistas passou para deixar suas impressões nas telas mundialmente conhecidas. Talvez o mais famoso tenha sido Claude Monet, cujo corpo fora enterrado no cemitério dali e tenha deixado o local mundialmente famoso.

Os jardins rodeados pelos lagos pintados por ele eram os pontos mais procurados pelos forasteiros. E foi em um destes cenários que um corpo foi encontrado, em maio de 2010. Um dos médicos mais conceituados e respeitados de Giverny fora brutalmente assassinado. Com poucas pistas lógicas, o inspetor Laurenç Sérénac e seu ajudante, Sylvio Bénavides, tentam encontrar algo em tudo o que observam do local. O cadáver pertence a Jérôme Morval. Casado. Sem descendentes. Ao menos é tudo o que aparenta, em um primeiro momento.

Paralelamente, observamos a vida de três mulheres distintas,  que estão sempre em busca de algo. A "mais velha" - é assim que ela se rotula - tem aproximadamente 80 anos e era viúva, além de morar no alto de um moinho e observar a vida dos outros da janela. A do meio era a única professora da cidade. Stéphanie Dupain era casada, mas que não recebia amor há tantos anos que nem se lembrava de como ainda fazia questão de permanecer em um relacionamento rodeado de ciúmes. Tinha cerca de 36 anos e desejava ardentemente ter um filho, desejo que nunca foi realizado. A mais jovem era Fanette Morelle. Ela morava com a mãe, tinha 11 anos e grandes habilidades para a pintura.

Como disse anteriormente, cada uma busca algo distinto: um pai, amor verdadeiro e arrebatador, mas todas desejavam, em seu íntimo, algo único: sair da cidade de Giverny. Entre os dias 13 de maio e 25 de maio de 2010, elas tem essa chance. Mas só uma terá êxito. As demais devem morrer. 

A investigação acerca da morte de Jérôme Morval apontam para diversas direções, mas nem tudo é o que aparenta ser. O principal suspeito é o marido ciumento de Stéphanie Dupain, principalmente porque ela foi um dos casos secretos do falecido. Outras mulheres fizeram parte da vida dele, mas a mais impactante é, sem sombra de dúvidas, ela. O fato de ele talvez ter tido um filho fora do relacionamento também é algo a se levar em consideração. Além disso, fotografias dele com as amantes, com anotações numéricas em seus versos, fazem com que Laurenç quebre a cabeça tentando entender e fazer as conexões corretas. 

Enquanto isso, a narrativa continua, dando lugar à voz das três mulheres, intercaladas entre si. Por isso os capítulos não são únicos. As três dão tom à narrativa e, além disso, um narrador observador nos ajuda nas demais situações. 

Nunca as ninfeias de Claude Monet tiveram tanta importância quanto nesta investigação policial. Principalmente as Ninfeias Negras, único quadro em que o pintor impressionista usa a cor negra, demonstrando o luto que a cidade e os apaixonados por sua arte enfrentariam com sua morte iminente. 

Quem será o(a) grande assassino(a) do médico? Será que haveriam outras mortes ligadas a esta? Porque isso tudo estaria acontecendo na pequena e pacata cidade de Giverny? Qual a ligação dessas mulheres com a trama criada por Bussi? Qual a ligação entre elas próprias?

Logo de cara o autor já nos situa dentro da narrativa. Sabemos que tudo foi inventado por ele, com exceção das descrições de Giverny e da vida de Claude Monet, assim como os roubos das obras de artes. Mas tudo ali descrito parece tão real que quando chegamos ao final da trama, não conseguimos acreditar naquele desfecho. Realmente o autor consegue fazer um jogo de ideias que não nos leva de cara aos acontecimentos, mas apenas os permeia. Então quando chegamos finalmente ao final de tudo... ficamos com aquela cara de:


Em suma, foi um livro que me surpreendeu muito positivamente e um dos melhores romances policiais que tive contato até hoje. A capa é belíssima e tem tudo a ver com o enredo descrito aqui. A diagramação interna é simples, no padrão dos demais livros da editora. 


16 comentários

  1. Oláa, tudo bem?
    Tenho bastante interesse e curiosidade de realizar a leitura desse livro,principalmente por possuir todo um mistério e envolvimento com os personagens, gosto muito de capa preta e sei que seria uma ótima pedida.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Oi, Pamela!
    Esse livro é demais heim??!! SURPRESA!
    Eu consegui adivinhas alguns a detalhes, mas ter descoberto não me incomodou, só me deixou mais curiosa para descobrir o desfecho final. :/
    Já leu o outro livro do autor lançado pela Editora Arqueiro? Eu quero muito ler!!!
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  3. Oie, tudo bem?!?! Esse livro realmente foi uma grata surpresa em vários sentidos.
    O primeiro livro do autor, o vôo da libélula, não achei grande coisa, foi bom, mas eu criei muita expectativa.
    Agora esse eu já fui de pé atrás e foi só alegria.
    Adorei sua resenha.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. OOi!
    Confesso que minha vontade de ler esse livro se da mais pelos elogios que tenho visto do que a própria sinopse. haha A premissa é interessante e misterioso, mas o que mais me atrai é o fato de todos dizerem que se surpreenderam muito. Espero ter a oportunidade de lê-lo.
    Beijoos!

    ResponderExcluir
  5. Ao contrário de ti, eu fui atrás antes de pensar em me aventurar, pq depois das raivas que passei com livros do Harlan Coben to tomando muito cuidado para encarar leituras desse gênero. Bem, ainda não li Ninféias Negras, mas a cada resenha positiva que encontro sei que vou amar também... mal vejo a hora ♥

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    Eu sempre quis ler algo do autor, mas a oportunidade nunca surgia. Li comentários bons e ruins sobre esse novo livro dele, e ao invés de isso me deixar com receio só serviu para me deixar mais curiosa sobre a história e o que acontecerá nela. Realmente, essa capa está maravilhosa *----*

    ResponderExcluir
  7. Olá, Pamela!

    Eu tenho esse livro no formato digital e estou bem ansiosa para ler. Eu acompanhei muitas resenhas falando que o livro é maravilhoso e isso cria uma expectativa boa para iniciar a leitura! Obrigada pela dica! Abraços,
    Drica.

    ResponderExcluir
  8. Olá! Ouvi falar do lançamento, mas como estava com dúvidas se era um livro de que gostaria, não fui atrás ainda. Fiquei esperando os comentários de outras pessoas. Até agora, as experiências que li foram extremamente positivas. E adorei o gif, porque quando um livro nos deixa assim, ele vale muito a pena. Obrigada pela dica! Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Já li outro livro do autor e, confesso, não achei tãão maravilhoso assim, mas foi porque achei previsível. Gostei de conhecer suas impressões sobre essa obra e fiquei muito contente por você afirmar que é um dos melhores romances policiais que você já leu na vida.
    Vou ler para saber quem matou quem e se esses crimes estão interligados porque preciso rs.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  10. Oii, tudo bem?
    Esse livro está na minha lista a um bom tempo e tenho bastante curiosidade em ler, parece ter bastante suspense e a premissa e tua resenha me fizerem ter mais vontade ainda de ler.
    Estou muitoo curiosa em relação aos personagens, que parecem ser daqueles que nos fazem questionar tudo.
    Obg pela dica.

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Eu morro de curiosidade de ler esse livro. Fico feliz que tenha gostado tanto, vejo que inúmeras pessoas estão elogiando muito esse livro. Eu amo o gênero e ver uma resenha tão positiva me deixa ainda mais curiosa.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  12. Heiii, tudo bem?
    Amo um suspense e nao conhecia o livro Ninfeias Negras até a galera começar a soltar resenhas dele, que por sinal so vi resenhas positivas.
    Achei a premissa bem interessante e com certeza vou ler.
    A capa está um arraso tb, gosto qdo nao usam pessoas na capa.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  13. Olá,

    Tenho lido comentários excelentes sobre esse livro e a curiosidade só aumenta. Gostei muito de conferir sua resenha, pois me deixou ainda mais intrigada pela história.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  14. Oiee Pamela ^^
    Antes eu não tinha muita vontade de ler esse livro, mas agora estou tentando fugir dos romances que andei lendo nos últimos anos (os YAs, NAs da vida) e querendo ler coisas diferentes. "Ninfeias negras" parece ser muito bom, vi muita gente falando super bem dele. Espero gostar também, e que me surpreenda assim como surpreendeu a você :)
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Não sei o que aconteceu, acho que sou a única pessoa que não curtiu essa leitura. O final é mesmo surpreendente, mas acho que ainda não me convenceu completamente, quem sabe daqui a alguns ano releio e mudo de opinião... Que bom que gostou tanto assim!

    ResponderExcluir
  16. Oi Pam, sua linda, tudo bem?
    Já vi muitas resenhas elogiando o livro, estou curiosa para descobrir a relação dessas três mulheres entre si e com relação ao crime também. Dica mais do que anotada. Gostei da sua resenha!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir