[Resenha] O meu melhor amigo é gay

23 julho 2017

O meu melhor amigo é gay
Autor: Dielson Vilela
Editora: Coerência
Número de Páginas: 256
Onde comprá-lo: Amazon


Sinopse: Carlos e Márcio são dois amigos de longa data. Um dia, um acontecimento leva Carlos a descobrir que o seu melhor amigo, Márcio, é gay. Ele se vê paralisado diante dessa revelação. E, agora? Em meio a essa surpresa, Carlos se torna testemunha de um crime covarde, e decide criar um blog para narrar às angustias que o sufocam. Nesse processo, ele se depara com a violência motivada pelo preconceito que traz como vítimas vários segmentos considerados minorias pela sociedade."O meu melhor amigo é gay" traz um repensar profundo sobre as dificuldades de diálogo e de convivência causados pelo preconceito e pela intolerância diante das diferenças, despertando-nos sobre como muitas vezes somos levados à empatia de histórias que ocorrem longe de nós, mas a ter uma atitude contrária quando estão próximas, em nosso convívio diário. Faz-nos enxergar que o valor da vida está acima das diferenças, através de um desenrolar de fatos marcantes, surpreendente e de tirar o fôlego do leitor!

Lembro que vi esse e-book nas divulgações grátis do blog Pobre Leitora e lógico que baixei na Amazon, li e achei bastante interessante a sinopse.


Quando decidi começar a ler o e-book, confesso que estava com um pé atrás, pois achava que seria uma leitura chata e cheia de erros ortográficos, além de não ter nexo nenhum. E não é que tomei um belo tapa na cara? Porque o livro é lindo, muito bem escrito e o melhor: com uma história emocionante e uma bela lição de vida.

Carlos e Márcio são melhores amigos, quase irmãos. Por causa desse maldito preconceito que nos ronda, o laço dessa amizade é rasgado. Carlos acaba vendo um crime e pensando: e se fosse Márcio no lugar daquela pessoa? E é a partir daí que a história começa: Carlos vê seu amigo ser expulso de casa e não faz nada. É aí que ele decide, então, ir atrás do amigo, mesmo contra a vontade de sua mãe, que acha que Márcio, por ser gay, não presta como companhia... E então, Carlos inicia um blog, onde ele relata tudo o que acontece ao buscar Marcio. E é assim que o livro é narrado, através de postagens de um blog.

Vou me apegar mais no que eu senti da escrita, não falar demais nesta resenha. A escrita do autor é muito boa, segura e não se perdeu na história em momento algum. O enredo me passou uma realidade tão grande que fico me perguntando se não é verídico. Dielson, se você ler essa resenha, me tira essa dúvida, por favor?


Tudo bem que se pararmos para pensar, acontece isso a cada segundo nesse mundão... Conheço e tenho amigos gays e imagino o quão é difícil se aceitar e ser aceito pelas pessoas ao redor, o mundo deveria os ver como iguais, porque eles realmente são!

O sentimento de amizade descrita no livro é perfeito. Aquele sentimento de irmandade mesmo, difícil de se ver, pois hoje o mundo é tão cheio de mimimis que é extramente difícil colher um sentimento assim. Outro detalhe que gostei do autor é o fato de o mesmo ser de Recife e usar o sotaque nas falas. Eu sou apaixonada por sotaques, então imagine se não gostei. Há o modo também como descrevia os lugares de Recife, o que só fez a vontade de conhecer o Estado aumentar cada vez mais.


Bom, vou parar por aqui. Espero que eu tenha conseguido passar um pouco do quanto gostei do livro. Ele é lindo e triste, pois ver tudo o que Márcio e Carlos passaram não é fácil e o pior é saber que existem vários Márcios e Carlos por aí, passando pelas mesmas coisas ou até por outras piores...


16 comentários

  1. Esse tema da questão gay na história é algo que sempre me dá um aperto no coração por imaginar as coisas ruins acontecendo. É tão cruel e estupido. O preconceito e a violência que ainda gera...
    São pessoas normais, gente como a gente e não entendo, não entra ma minha cabeça que o tratamento mude pra pessoas assim. Seja o que for. Não é certo o tratamento diferente e ruim.
    Achei interessante como é retratada a amizade deles no livro e pelo visto mostra muitos sentimentos e coisas pra se pensar. Pode ser uma ótima leitura por essas coisas. É uma boa dica.

    ResponderExcluir
  2. Sabe quando a gente gosta de algo? Mas gosta mesmo?
    Li esse livro e é maravilhoso. Um final surpreendente...
    É um livro pra ti fazer refletir, de uma história profunda e arrebatadora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótimo encontrar outra leitora aqui. Obrigado pelas palavras!!

      Excluir
  3. A premissa da obra é bem interessante.
    Essa questão do preconceito, violência e da aceitação de pessoas próximas, chama bastante a atenção.
    Não conheço a escrita do autor, mas parece ser bem envolvente.
    E a história parece estar muito bem construída também. Com um temão hein!
    Beijos
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  4. oie,
    Gostei bastante da sinopse e o livro parece trazer uma boa reflexão sobre o assunto do preconceito, homofobia e dar um tapa na cara de muita gente!
    Vou anotar a dica para ler posteriormente!!
    PS: adorei a ideia do autor de inserir o sotaque nas falas do livro!
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não esqueça de me marcar, pois ficarei esperando as tuas impressões. Abraço!!

      Excluir
  5. Olá !
    Meu melhor amigo é gay e ele é a melhor pessoa que conheço ♡ O.S.
    Por sermos amigos há muito tempo, lembro o quanto ele sofreu quando ' se revelou '.
    Gostei bastante do enredo do livro e é claro que vou dar uma conferida !
    Bjo

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Que livro fofo e super lindo. Gostei muito da história, é maravilhoso. A forma de como o autor escreveu, falando sobre amizade entre duas e ainda mais sendo gay isso é realmente maravilhoso e com certeza é difícil pessoas assim serem aceitos no mundo atual. Um livro muito fofo e espero conhece essa história incrível.

    ResponderExcluir
  7. Olá.
    Fiquei com bastante vontade de ler esse livro, ainda mais por ser um nacional e pela narrativa ser como se fosse um blog, acho bem dinâmico.
    O tema é algo bem atual e seria ótimo se as pessoas fossem mais tolerantes e deixassem de se meter nas vidas dos outros.
    Gostei do fato do autor ter colocado o sotaque! Acho um toque bem pessoal.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário. Abraços!!

      Excluir
  8. Resenha maravilhosa!!! Fico muito feliz com a sua mudança de opinião ao longo da leitura. Muito obrigado pela leitura e por fazer essa resenha maravilhosa. É muito difícil ser autor nacional, e mais ainda autor de literatura LGBT, mas quando meu livro tocar alguém assim, sinto que a minha missão foi cumprida. Abraços!!

    ResponderExcluir
  9. Eu não conhecia este livro, mas após ler sua resenha acabei adicionando ele em minha lista de leituras, é um tema bem interessante, e infelizmente ainda existe preconceito por parte de algumas pessoas, acho que será uma boa leitura, pretendo ler este livro em breve.

    ResponderExcluir