[Resenha] Eu, meu pai e meus outros amores

25 abril 2013


Eu, meu pai e meus outros amores
Autora: Lilian Reis
Editora: Novo Século – Novos Talentos da Literatura Brasileira
Número de Páginas: 318

Sinopse: Ao término de um lindo dia dominical, eu, carioca cheia de vida e de sonhos, sofri um terrível acidente. Ao despertar do longo coma no qual fui acometida, descobri que esse desastre levou minha mãe e meu querido padrasto. Acho que um montão de surpresas me espera. A começar pelo meu novo lar: a cidade de Estrela do Campo. Na boa, já detesto esse lugar! E pra ajudar, vou ter de suportar meu pai ausente – que agora tenta recuperar o tempo perdido me enchendo de presentinhos, até que dessa parte eu gosto – e sua família perfeita. Inclusive o arrogante e bonitão do Fred, um dos filhos da minha angelical madrasta Isolda. Espero que você divida comigo todas as descobertas entre eu, meu pai e meus outros amores... E serão muitas!

Meu pesadelo começou quando perdi minha mãe.


Essa é a frase de abertura do livro e logo na sinopse nos deparamos com Jade, uma adolescente que acaba de perder a maior joia preciosa de sua vida: sua mãe. Além dela, seu padrasto a quem tinha uma afeição tão importante quanto a que todos têm pelo pai.
Acolhida pelo poder da fé, Jade acredita ter sido resgatada da morte certa por um anjo, que lhe cobriu e a manteve viva. Após o coma, ela tem que lidar com a realidade. Órfã de mãe, só lhe resta a vida que seu pode lhe dar. No início, a relação dos dois é conturbada, pois não entende como seu pai foi capaz de “abandonar” a família, se mudar para uma cidade pacata, uma fazenda, e se casar com outra mulher, com dois filhos de presente.

- Um detalhe: não pude ficar com você e é por isso que não somos próximos, mas te amo, filha! Sempre a amei e agora espero que sejamos amigos. Espero que me ame tanto quanto te amo.

Jade tem más recordações das épocas em que passava na fazenda. O episódio com a cobra não saía de sua cabeça. Mas o rosto daquele menino que a salvou se sobressaltava em suas memórias. Se não fosse a coragem e a determinação dele, ela não estaria viva. Como será que ele estaria depois de tantos anos?
Du e Fred são seus irmãos postiços. Com Du, sua relação é de extrema fidelidade, amizade, carinho e confiança. Já com Fred, seu coração talvez bata mais rápido, mais intenso, mais apaixonado. Ambos não dão o braço a torcer e eu sentia uma baita de uma raiva em algumas atitudes por parte dela. Ele tímido, tentando demonstrar seus sentimentos e ela lá, relutando, fugindo.
Apesar de toda a emoção pelas perdas na vida de Jade, temos muitas partes em que ela e seus “irmãos” se metem em enrascadas.

- Aí não vale! Quer os dentões do Damon ou os do Fred?
- Não viaja, Du. Não quero dentões de ninguém, cruz credo! – falei como a boa mineirinha que estava me tornando. – Agora, beijos...

Jade é a narradora e protagonista desta história de amor, morte, fé e sobretudo de como a família é importante, nas horas boas e ruins da vida da gente. Recomendadíssimo e é um dos meus favoritos já! O único ponto em que a editora pecou foi com relação à revisão, mas nada que numa próxima edição não seja concertada.

4 comentários

  1. Esse livro parece muito bom, tenho vontade de ler :D

    http://iasmincruz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Quando um livro é bom supera qualquer coisa, inclusive erros de revisão :D

    Eu gostei da resenha que você fez, um dia talvez eu leia, pena que estou sem grana para comprar novos livros

    ResponderExcluir
  3. Pâmela, obrigada pelo carinho... adorei sua resenha. Beijos, Lilian.

    ResponderExcluir
  4. Não paro de ouvir/ler sobre esse livro. Parece ser realmente muito bom e estou ansioso para ler. :D

    Te indiquei para uma tag no meu blog:
    http://a-song-of-fire.blogspot.com.br/2013/05/tag-alfabeto-literario.html

    ResponderExcluir