[RESENHA] Ecos da Morte

02 junho 2013

Ecos da Morte
Autora: Kimberly Derting
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 268

Sinopse: Violet Ambrose tem dois problemas: o dom mórbido e secreto que carrega desde a infância e Jay Heaton, seu melhor amigo, por quem está apaixonada. Aos dezesseis anos e confusa com os novos sentidos em relação a Jay, ela está cada vez mais desconfortável com sua estranha habilidade. Violet encontra cadáveres. Desde muito pequena, percebe os ecos que os mortos deixam neste mundo. Ruídos, cores, cheiros. Mas não todos: apenas os das vítimas de assassinato. Para ela, isso nunca foi um grande talento. Na maioria das vezes, tudo o que encontrava eram pássaros mortos, deixados para trás pelo gato da família. Mas quando um serial killer começa a aterrorizar a pequena cidade onde mora e os ecos das garotas mortas a perseguem dia e noite, Violet se dá conta de que talvez seja a única pessoa capaz de detê-lo. Em pouco tempo, ela estará no rastro do assassino. E ele, no dela.

“ Um verdadeiro thriller, que fará o leitor andar olhando para trás e se recusar a sair por aí sozinho.” – Booklist


                Um livro maravilhoso. Uma leitura que flui com rapidez. Uma história que te consome pelas beiradas e quando vê, está preso numa cadeia de ideias lógicas (outras nem tanto) que te levam a um final inesperado. A narrativa é amarrada. Todos os acontecimentos tem uma conclusão e o acontecimento logo do início tem seu fim desvendando nas últimas páginas do livro.
                Violet Ambrose é uma menina ainda quando encontra um corpo. Ecos a levaram até lá. E desde então isso acontecia com certa frequência. Na maior parte das vezes eram pequenos animais que ela mesma enterrava com a ajuda de Jay Heaton, seu melhor amigo de infância, em um espaço próprio que ela criara no quintal de sua casa. Jay havia crescido um pouco e encorpado nos últimos tempos. Talvez ele estivesse irresistivelmente atraente para ficar ao lado dela.

Metade dos meninos da turma cresceu repentinamente e tornou-se homem. Os outros permaneceram como meninos. As garotas já esperavam que eles as alcançassem havia uns dois anos, e os que tinham chegado lá eram considerados alvos legítimos. Era como uma temporada de caça na White River.


                O início do livro é bem maçante e só melhorou após Violet encontrar o segundo corpo humano. Sei que o foco era para ser com relação ao suspense de quem seria aquele (ou aqueles) que estaria assassinando essas jovens, mas o romance que se desenvolve entre Violet e Jay é tão, mas tão lindo. Os acontecimentos do final do livro nos trazem muita ação e a expectativa para que se tenha um final feliz é esperado. Não vou dar mais detalhes pois soltaria spoiler (MUAHAHAHAHA). Mal vejo a hora de ler Desejo dos Mortos *-*.

4 comentários

  1. Adorei a capa do livro e a resenha!
    Adoro os livros publicados pela intrinseca.
    Ia amar ler mais este, sou doida por livros.
    Adorei o post!

    ResponderExcluir
  2. Eu não gostei muito dessa capa, mas se tratando de thriller eu já me interesso automaticamente, principalmente quando é da Intrínseca, que não costuma lançar livros ruins. Adorei a resenha, o livro parece ser muito bom, mesmo, já quero muito ler. =D

    ResponderExcluir
  3. Gostei da capa e da resenha!
    Nunca tinha visto esse livros, mas parece ser ótimo.
    Beijos.

    CAPRICORNIZANDO

    ResponderExcluir
  4. Quero, preciso, necessito, ler esse livro!
    Adorei a resenha!

    ResponderExcluir