[Resenha] As freiras que só ouvem rock

28 outubro 2013

As freiras que só ouvem rock
Autor: Manoel Santos
Editora: Dracaena
Número de Páginas: 248 páginas
4_estrelas.png (145×27)

Sinopse: Em primeiro lugar, o título advém de três jovens moças que participam de um concurso de bandas e adotam o nome de “As freiras que só ouvem rock” para o grupo. Este concurso é celebrado numa festa à fantasia, onde elas vestem-se de freiras e depois participam do evento dançando e cantando músicas de rock. Mas tudo deixa de ser alegria quando na noite da festa os seus respectivos namorados sugerem que todos eles roubem um bar. O livro, na forma de romance, conta a história de seis jovens de classe média que se adentram no mundo dos roubos. Eles tiveram boa educação, cursavam uma boa faculdade: motivos de sobra para serem pessoas sensatas; no entanto, subitamente, decidem cometer alguns crimes por puro divertimento. Mas não saíram impunes dos atos cometidos; a partir do momento em que escolheram cometer tais delitos, passaram a ser perseguidos pela polícia e por todos aqueles que se sentiram lesados. A vida deles se tornou em uma assombrosa corrida contra a prisão, sofrendo as maiores humilhações, as quais a maioria das pessoas não enfrentaria durante uma vida inteira.


Três jovens meninas sonham em um dia montar uma banda de rock. Ambas tem a vida que quiseram: namoram, estudam e tem o amor dos pais. Sonham em conquistar a fama dos palcos, tocando o que mais amam: o rock. Ambos são de uma classe abastada e tem um futuro brilhante pela frente, não fossem os percalços que a vida dá. Os jovens se envolvem em roubos a bares. Da primeira vez, foi algo muito emocionante. Sorte de inexperiente. Já na segunda, alguém os observou. Foram parar nas tv’s, jornais e em toda a mídia.

A fuga era a única oportunidade de todos se safarem. Mas um dos garotos resolve dar ouvidos ao novo estilista da cidade, que promete ajudá-lo a se safar de toda a culpa, entregando os demais à polícia. É claro que o rapaz decide aceitar a ajuda, mesmo que por trás de tudo ele ajudasse os outros.

Muitas revelações e reviravoltas são apresentadas através das ações dos personagens. Todos os seis tem papel fundamental na construção da narrativa.

Um dos pontos mais bacanas foi o nome dado à banda e a maneira com a qual elas se vestiam para as apresentações. Ambas usavam o hábito das freiras. Foi algo bem bolado e que tinha tudo a ver com a trama do livro.

Creio que a narrativa poderia ter se desenvolvido mais no final do livro, antes de todos os desfechos. Esse foi o ponto que me fez dar apenas quatro estrelinhas. Minha percepção foi de que os acontecimentos finais foram postos de maneira rápida, sem entrar em muitos detalhes. Mas me surpreendi e muito com cada passagem do fim. Foram muitas descobertas com relação a tudo o que ocorreu desde o início da obra.

O que mais chama a atenção no livro sem sombra de dúvidas é a capa, escolhida de maneira que passasse todas as informações possíveis logo de primeira, e conquistasse a todos. O título, com base na banda formada dentro do mesmo, também é um fator que contribui para que as pessoas leiam, principalmente se forem fãs de rock.

Um ponto negativo com relação ao produto final. Os erros de revisão. Não foram muitos, mas ainda assim estavam lá. Creio que, como dito em várias resenhas dos livros da editora, eles deveriam ter um cuidado maior com o que estão lidando e manuseando.


Com certeza indicado a quem goste de ação e aventura, sem se esquecer do drama, vivido pelos personagens. Parabéns ao autor e à editora pela incrível diagramação; simples, mas que transmite tudo o que a obra abordará. 

5 comentários

  1. Oi Pam!

    Achei a capa bem estranha e gostei ao saber que tem uma pegada musical no livro hahaha' banda de rock \O/ O livro parece bem interessante, mas fiquei triste ao saber dos erros na edição =(

    Beijos, Lucas Bispo
    ESCONDIDOS NO LIVRO!

    ResponderExcluir
  2. Oi Pam,
    Gostei bastante da sua resenha, espero que goste da leitura, já fiquei interessada quando vi a capa pela primeira, em breve vou me aventurar nessa leitura.

    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  3. Essa capa é bem esquisitinha e a premissa é diferente, mas não fiquei curiosa.

    Bjo!

    Te espero lá no meu cantinho, =D

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/



    ResponderExcluir
  4. Ameeei a resenha Pam, quero ler logo
    Brubs

    ResponderExcluir
  5. Obrigado, Pam, pela resenha, palavras verdadeiras e de quem realmente sabe o que está analisando. A cada resenha publicada, nós autores, aprendemos coisas novas.

    ResponderExcluir