[Resenha] A Lenda do Lago Dourado

29 outubro 2013

A Lenda do Lago Dourado
Autor: Edson Vanzella Pereira
Editora: Dracaena
Número de Páginas: 379
4_estrelas.png (145×27)

Sinopse: Os Baltimore são uma típica família de uma pequena e pacata cidade norte-americana. Tudo muda para eles quando o filho mais velho, David, com 15 anos de idade, passa em primeiro lugar no Concurso nacional de Superinteligentes do Governo Americano. Reconhecido como o novo grande gênio da nação, ele é contratado pelo governo para uma carreira de cientista. Mas, em sua primeira missão, envolve-se em um misterioso acidente que o deixa entre a vida e a morte. Srta. Marshall, agente do governo, responsável pela missão, sente-se culpada pela tragédia. Max, o irmão mais novo de David, com a ajuda da Srta. Marshall, começa a investigar secretamente, as circunstâncias daquele trágico e enigmático acontecimento. Na procura por respostas, eles se envolvem em aventuras perigosas, eletrizantes, e acabam descobrindo que, por trás de fatos aparentemente sem ligação, há uma trama cruel em curso. Como pano de fundo, ainda temos uma misteriosa lenda envolvendo um lago conhecido como Lago Dourado, que vai eleger nada menos do que o próprio Max para uma missão vital, ao lhe transmitir o Poder da Luz: localizar e destruir o Agente Negro, que é o mentor intelectual desse complô maligno que está pronto para eclodir.


Confesso que preferi não me inteirar muito sobre o que seria o livro, para que as revelações viessem com o decorrer da leitura. O livro nos traz a história de um casal e seus três filhos, que moram em uma pacata cidade dos Estados Unidos. Os meninos são dois adolescentes. Max, de 14 anos e David, de 15. Logo no início do mesmo, vemos que David foi aprovado no Concurso Anual de Superdotados do Governo Federal Americano. E é a partir de então que a história toma forma, e o autor junta vários pontos distintos em um só contexto, como a tecnologia e a lenda do Lago Dourado, que é contado para irmã mais nova pelo pai.

Com uma narrativa repleta de ação e aventura, a trama através da história de cada um dos irmãos é contada. Até que ponto uma história inventada e passada de geração para geração pode influenciar no futuro da humanidade?

O livro tem uma “pegada” infanto-juvenil, mas peca durante algumas partes dos diálogos, que se mostram muito “formais” para simples adolescentes.


A capa e diagramação são simples. E o de sempre, alguns erros de revisão, mas nada que atrapalhe ou influencie o entendimento da narrativa. E você pode concorrer a um exemplar também. Basta ficar de olho que até sexta-feira estará no ar a promoção, valendo um exemplar e marcadores!  

4 comentários

  1. Oi Pam,
    Li esse livro na semana passada gostei da trama, assim como você.
    Não vou participar da promoção, pois já tenho ele.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Não é muito meu estilo, mas eu me interessei, parec bem legal.

    www.iasmincruz.com

    ResponderExcluir
  3. me interessei muito por esse livro.

    ResponderExcluir
  4. Parece ser uma história bem interessante e emocionante. Adoro temas assim, que contenham investigação, perseguições e adrenalina. Muito bom.

    ResponderExcluir