[Resenha] A Transformação de Raven

26 abril 2015


A Transformação de Raven
Autor(a): Sylvain Reynard
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 448

Sinopse: Florença, o berço do Renascimento. Um lugar culturalmente fervilhante, perfeito para quem quer esconder segredos ou está em busca de uma segunda chance. Como a doce Raven, que se muda para a cidade na tentativa de esquecer os traumas do passado e se dedicar à sua maior paixão: a restauração de pinturas renascentistas. Um dia, voltando para casa do trabalho na Galleria degli Uffizi, sua vida muda para sempre. Ao tentar evitar o espancamento de um sem-teto, Raven é atacada. Sua morte parece iminente, mas seus agressores são impedidos e brutalmente assassinados. Assustada e prestes a perder os sentidos, ela só consegue vislumbrar uma figura sombria que sussurra: Cassita vulneratus. Ao despertar, Raven faz duas descobertas perturbadoras: uma semana se passou desde o ocorrido e ela se transformou por completo. Quando volta ao trabalho, mais uma surpresa: alguém conseguiu burlar o sofisticado sistema de segurança da galeria e roubar a inestimável coleção de ilustrações de Botticelli sobre A divina comédia. Em busca da verdade, Raven cairá diretamente nos braços do Príncipe de Florença – tão belo quanto poderoso, tão sedutor quanto maligno –, que lhe apresentará um submundo de seres perigosos e vingativos, cujas leis ela precisa aprender depressa se quiser se manter viva e salvar os que a cercam. 

E antes que ficássemos com saudades da escrita deliciosa e envolvente de Sylvain Reynard, ele – ou ela – resolveu atender aos pedidos de milhares de fãs espalhados pelo mundo e deu início a mais uma série de sucesso.



Primeiro fomos apresentados ao lugar onde ainda é governado por um Príncipe. Ok. Ele não é uma pessoa normal, mas não sabemos ao certo o porque disso. A resenha e minhas primeiras impressões já foram publicadas e você pode vê-las clicando aqui!

Assim como na trilogia O Inferno de Gabriel, o pano de fundo é a Itália, mais precisamente a cidade de Florença. O Príncipe estava lá há quase sete séculos e sabia o poder que tinha de influenciar na construção daquele lugar que tanto amava. Conhecemos um pouco sobre sua vida, mas é somente no final que descobrimos que personagem macabro ele é. O que sabemos é que ele foi seminarista, por isso sua fala rebuscada e a utilização do latim em boa parte de seus diálogos.

Em paralelo, somos apresentados à Raven, uma jovem que foge dos padrões de beleza impostos pela sociedade. Ela não é atraente aos olhos dos homens, mas conseguiu ter dois namorados durante seus poucos anos de vida. Americana, foi parar na Itália para trabalhar com o que mais ama: restauração de pinturas renascentistas. A Galleria degli Uffizi foi o local que a acolheu, e sua vida seguia sem fortes emoções. A jovem tinha olhos verdes, escondidos atrás das lentes dos óculos que faziam com que ela enxergasse o mundo maravilhoso em que estava, além de mancar um pouco devido um acidente que custamos a conhecer.

Um belo dia a vida dos dois se cruza de uma maneira inesquecível. Enquanto voltava de uma festa, Raven vê ao longe um mendigo sendo humilhado por alguns homens. Sem pensar duas vezes, ela se impõe e logo está no chão, apanhando pra valer. Está quase sem consciência quando vê um borrão passando. Ao acordar, está em casa, mas a roupa que usa não é dela, parece algo histórico, antiquado e antiguíssimo. Ao olhar para o espelho, não se reconhece. Ela havia mudado, e muito. Sua perna estava normal, enxergava sem os óculos e era magra. O que havia acontecido? Quanto tempo esteve desacordada?

Quando retorna às atividades rotineiras, descobre que a coleção emprestada por Gabriel Emerson (sim, ele mesmo minha gente!!!!) havia sido furtada e adivinhe quem é a principal suspeita.... Sim, Raven. Afinal, ela não atendia às ligações, não retornava as mensagens e sumiu por mais de uma semana.

É óbvio que ela não faz a mínima ideia do que está acontecendo em sua vida, principalmente em seu corpo, mas não pode deixar de lado o fato de sentir que existe alguém por trás disso tudo, o mesmo alguém que a salvou naquele fatídico dia.

E é das profundezas das sombras que seu salvador retornará para ajudá-la novamente. William é seu nome e sedução o sobrenome. Ele vai enfeitiçá-la e descobrirá que não pode se livrar de Raven tão cedo assim.

Cassita vulneratus.

Novamente envolvente, Sylvain construiu um principado e um submundo repleto de sensualidade e erotismo totalmente dosados, assim como aconteceu com Gabriel. Impossível parar de ler sem chegar ao final do livro. A descrição minuciosa de Raven e William é impecável. Mesmo que o autor não deixe na cara diversos pontos, aos poucos vamos tendo algumas certezas, até que finalmente todos os segredos são revelados. Só quero saber como esta história irá acabar.


A diagramação seguiu o padrão dos demais livros da editora e a capa é linda, transmitindo um ar de sobriedade e suspense. Ansiosa pelos próximos livros.

11 comentários

  1. Oi, Pamela! Essa história parece ser sensacional. Fiquei super curiosa para saber mais sobre Raven e o príncipe misterioso e de que forma suas vidas vão se unir. A narrativa deve ser bem envolvente, então mais um fator que me deixou com vontade de fazer a leitura. Já anotei a dica :) Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Parece um livro diferente, cheio de mistério. Já ouvi falar dele e fiquei curiosa pela leitura. Mas a personagem continua magra? Pois seria estranho se ela para se transformar seguisse o padrão de beleza estabelecido. Acho que preciso folear melhor a obra para compreender.
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Pamela, adorei essa estória principalmente por ser na Itália.Um livro bonito com uma estória que envolve romance, lugares lindos e confusão sempre me atraí bastante, esse foi para minha lista!
    Beijos e até mais
    Mila
    http://scraplivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Pamela, tudo bem com você?
    Quando eu vi que a Arqueiro iria lançar nova trilogia da Sylvain eu meio que surtei, pois me apaixonei pela sua escrita em O inferno de Gabriel. Então logo que possível eu quis ler A transformação de Raven, ainda mais sendo uma história que iria nos trazer um pouco de Gabriel Emerson e também essa pegada sobrenatural vampírica, amo vampiros. **.**
    Adorei sua resenha assim como adorei o livro e estou ansiosa pela continuação da saga de Raven.
    Beijocas!
    Vivi
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  5. Li a trilogia O Inferno de Gabriel, e é uma de minhas favoritas. Porém, ainda não li A Transformação de Raven, mas parece ser muito bom *-*

    Abraços!

    http://www.dicasdojess.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá chama bastante atenção esta obra mas confesso que as vezes fico confusa e perdida em meios a tantas obras em série e entremeadas umas nas outras rsr para quem já esta acompanhando ok mas para quem pretende começar ... eu fico perdida .rsrs bjs a resenha esta ótima
    http://florroxapoemasepoesias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oii, tudo bem?
    Eu ainda não li O Inferno de Gabriel mas tenho muita vontade, todos falam bem da escrita do autor/autora rsrs, infelizmente esse livro não me chamou muito a atenção, mas pode ser que quando eu ler algum livro dela eu mude de ideia.

    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Ihh, minha experiencia com os livros do autor não sao boas, rsrsrs, já tentei ler algo dele, mas não consegui curtir a leitura, então por mais que tenha achado um pouco interessante, não vou arriscar a leitura, acho que meu santo n bate com o do autor, kkkk
    www.muchdreamer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oiee ^^
    Ainda não li nada do autor, mas estou bastante curiosa. Ultimamente tenho lido muitas resenhas sobre as obras dele, e parece que a maioria dos leitores curte, então acho que vou dar uma arriscada, parece valer a pena. A capa é linda ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi PAmela, confesso que quando saiu este livro eu não tive nenhuma pretensão de ler... ai li uma resenha e fiquei em dúvida e lendo a sua tive certeza de que dessa história eu vou gostar e muito... adorei a premissa... adorei o ambiente... adorei a ideia da trama... gostei muito... está na minha lista... xero!

    ResponderExcluir
  11. Oiee, tudo bem? Realmente a capa deste livro é muito linda, ainda não li Inferno de Gabriel, estou com o primeiro livro aqui na estante e pretendo ler ainda este ano. Já li algumas resenhas deste livro e as mesmas são somente elogios, adorei a sua resenha, direta e verdadeira, Abraços.

    ResponderExcluir