[Resenha] Christiane F., 13 anos, drogada, prostituída...

06 junho 2015


Eu, Christiane F., 13 anos, drogada, prostituída...
Autor: Kai Hermann e Horst Rieck
Número de páginas: 318

Editora: Bertrand Brasil (edição de bolso)


Sinopse: História verídica que abalou a Alemanha. Christiane F., tinha 12 anos quando se tornou usuária de haxixe, LSD e comprimidos. Aos 13 anos a usar heroína e logo começou a se prostituir para sustentar o vício. Em fevereiro de 1978, aos 15 anos, Christiane foi convidade para participar de uma reportagem dos jornalistas Kai Hermann e Horst Rieck sobre a adolescência. Uma tarde de entrevistas transformou-se em dois meses de conversas e visitas a locais tomados pelo tráfico e pela prstituição. Um relato comovente, o livro virou Best-seller em mais de 30 países e foi traduzido para 15 idiomas. No Brasil vendeu cerca de 50 mil exemplares e agora ganha edição de bolso. Em 1981, inspirou o filme homônimo dirigido por Ulrich Del e trilha sonora de David Bowie. Indicado aos pais, aos jovens e aos que lidam com o problema da droga em nosso país.

Não preciso falar muito, pois a sinopse já disse tudo né? O livro é isso mesmo: narra a história de Christiane F. e nos mostra o porque e como ela entrou no mundo das drogas.


É um livro tenso, que chega a ser uma leitura bem difícil em certos pontos. Eu demorei quase o mês todo para concluir. Primeiro porque não queria que acabasse e, segundo, estava lendo tão devagar, prestando tanto atenção, que muitas das vezes se tornara maçante.

O que mais me chamou atenção é a forma como os jovens entram nesse mundinho de merda. Passam-se anos e mais anos e as formas são as mesmas: brigas familiares, o querer ser aceito no grupo dos populares, o querer ser o “fodão”, entre outros. E lá no final da lista, os jovens que entram por pura curiosidade. Taí algo que nunca vai mudar na sociedade, sempre terá alguém que buscará as drogas como uma fuga simples, levando junto roubos e a prostituição.

Vou ficar falando e falando e não vou falar nada. Só posso dizer que foi um dos melhores livros nesse gênero que já li, que narra verdadeiramente a nossa juventude. Um livro que ataca em nossa cara a merda de sociedade onde vivemos. Um livro que deve ser lido por todos.

Se eu recomendo? 

Só digo uma coisa: L-E-I-A.

Ps: Outro livro que recomendo, para quem gosta do gênero é:  Abzurdah – A perturbadora história de uma adolescente.

Um comentário

  1. Oi Brubs!

    Quero muito ler esse livro mais falta coragem, sei que não vai ser uma leitura fácil. Pretendo ler ainda esse ano.

    Beijos!

    Cintia
    http://www.theniceage.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir