[Resenha] A Noite dos Mortos Vivos - Parte I

10 outubro 2015

A Noite dos Mortos Vivos
Autor: John Russo
Editora: Darkside
Número de Páginas: 320

Sinopse: A história que deu início ao apocalipse zumbi, pela primeira vez no Brasil. Do roteirista de George Romero.

“BOA NOITE, SENHORAS E SENHORES. AGORA É MEIA-NOITE NA HORA PADRÃO DA COSTA LESTE. ESTA É A REDE DE EMERGÊNCIA DA DEFESA CIVIL, COM BOLETINS PERIÓDICOS DE HORA EM HORA ENQUANTO DURAR ESSA... EMERGÊNCIA. FIQUEM SINTONIZADOS NESTA ESTAÇÃO PARA RECEBER INFORMAÇÕES DE SOBREVIVÊNCIA.”

Desde que soube que a Darkside lançaria um dos grandes clássicos dos zumbis, A Noite dos Mortos Vivos, fiquei empolgada para ler. Não que já tivesse visto o filme, cujo livro foi baseado em seu roteiro de 1968, mas tudo que tem esta temática mais voltada pro terror, principalmente com os seres mortos que retornam à vida misteriosamente, me atrai e me fascina.

É claro que com o fim da leitura do primeiro livro – já explicarei o porque estou separando-os –, atendi ao chamado interno e fui acompanhar também a filmagem.

Digo que li o primeiro livro apenas pois no volume publicado pela Darkside, temos a chance de acompanhar o roteiro do que seria o segundo filme, A Volta dos Mortos Vivos que, inclusive dizem as más línguas, é melhor que o anterior. Este não teve a chance de ir para as telinhas do cinema e da TV, então vai ficar apenas no papel. Mas este eu volto depois pra contar ;) .

O livro já começa nos apresentando o casal de irmãos Bárbara e Jhonny, que estão na estrada a caminho do cemitério para visitar o túmulo do pai. A noite está se aproximando e não há nada exceto eles no lugar. Pelo menos é o que ambos pensavam, até encontrarem um homem vindo de encontro a eles, de forma calma, lenta e quase que mecânica.

Como Jhonny não tem paciência para ladainhas e rosários, resolve voltar ao carro. Mas é surpreendido com os gritos da irmã que está sendo atacada pelo homem misterioso. É aí que o instinto protetor entra em cena e, infelizmente, quem acaba sendo morto – nesta ocasião – é o jovem. Bárbara corre de encontro ao carro e consegue dirigir até uma casa próxima, percebendo que o homem a segue em todo o momento – claro que de forma mais lenta, mas está próximo.


Tremendo muito, ela adentra no local e logo percebe que ou foi abandonado, ou os donos estão fora. Ao subir as escadas, se depara com o cadáver de uma mulher, quase que desconfigurado e sem partes do corpo. Gritando, corre até a porta da frente, pensando em fugir e dá de encontro com Ben, um outro fugitivo. Eles retornam para dentro da casa e começam a protegê-la de alguma maneira. Com tábuas de madeira, tapam as portas e vedam algumas das janelas.

Ben sabe pouco mais que Bárbara sobre o que está acontecendo. Apenas viu que as pessoas estão ficando loucas e atacando umas as outras, como verdadeiros canibais. Conseguem fazer um rádio pegar e, de hora em hora, acompanham as notícias extraordinárias e incríveis. Aparentemente, os mortos recentes retornaram à vida e estavam saindo de seus túmulos, de necrotérios e até de velórios, levantando e indo em rumo aos seres que ainda estavam vivos, alimentando-se de seus corpos (vívidos ou não).

“O que são essas coisas, xerife? Em sua opinião, o que são elas?“São... são mortos. São seres humanos mortos. Só isso. Agora, como foi que ressuscitaram e por que são desse jeito, só Deus sabe...”

Quando as coisas começam a entrar nos eixos, uma nova surpresa. Há um porão na casa. E assim como os dois, outras 5 pessoas estavam ali, tentando permanecer vivas. Harry, sua esposa Helen e sua filha Karen, além de Tom e sua namorada, Judy.

Mas será que eles conseguiriam sobreviver a mais um dia? Ou acabariam morrendo à míngua, sem a ajuda das autoridades? Será que eles conseguiriam sair dali para pedir ajuda?

“Porque será que as pessoas têm medo de morrer?”


Milhares de perguntas são feitas a todo momento durante a leitura e odiar o jeito infantil e traumatizado de Bárbara é ótimo, ainda mais com o final que ela teve (MUAHAHAHAHA). Na realidade, eu jurava que a finalização do livro 1 seria diferente e fiquei um pouco incomodada em como tudo aconteceu.

Não sei se encontrarei na segunda parte do livro respostas para as mil lacunas que surgiram em minha cabeça.

De longe o livro e o filme são os melhores do gênero. Faltam muitas informações. Por exemplo: como os mortos estão retornando à vida? Existe algum vírus, alguma outra possibilidade? Nos é jogada apenas a informação de que houve uma expedição a outro planeta e que, na volta, poderiam ter trazido uma grande radiação que ocasionou tudo o que estava acontecendo. Mas no final das contas, não há respostas se aquilo procede ou não.

Mas ao mesmo tempo temos que pensar que ele foi um dos pioneiros quando o assunto é zumbis e, talvez por este motivo, ele fora tão escrito superficialmente.

Com relação à edição simples que a editora publicou: o livro está muito bem impresso, com pequenos e poucos erros de revisão, e diagramação simples, mas ao mesmo tempo com a personalidade do que foi o filme e o roteiro. Algumas fotos de cenas do longa metragem também aparecem, além do texto que dá abertura ao primeiro capítulo, repleto de sentidos e frases de efeito.

Agora é esperar e acompanhar a continuação de uma das maiores sagas já encontradas no cinema e na literatura.


“Viver é remexer constantemente em um túmulo. As coisas vivem e morrem. Às vezes vivem bem e às vezes mal, mas sempre morrem, e a morte é aquilo que reduz todas as coisas ao menor denominador comum.”

 

10 comentários

  1. OiOi Pamela!
    Estou bem impressionada com a tua resenha. É a primeira que leio comentando sobre erros de revisão em livros da Darkside.
    Gostei muito da tua escrita e da forma como tu apresentou o enredo, e as tuas percepções a respeito da leitura. A resenha está muito clara e fluída. Parabéns!
    Sou bem medrosa, e apesar de amar a ideia do Halloween, confesso que tenho medo do pessoal mais dark e de livros com sobrenatural, por isso tenho pouca experiência com livros do gênero.
    Mas zumbis encaro numa boa, meu medo é o do sobrenatural haha
    Eu super leria esse livro, assim que achar em promo quero pegar para ler :D
    Super curti teu blog.
    Beijocas :*
    @pirulitolimao | A Garota da Livraria

    ResponderExcluir
  2. Oiee ^^
    Já tinha visto sobre esse livro antes, mas não tenho curiosidade de ler. É claro que a diagramação deve ser linda de morrer (a editora sempre capricha nos livros), mas, ainda assim, é um livro que eu não tenho um pingo de curiosidade de ler *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Pam!
    Posso dizer... Morro de medo dessas coisas, não leio, não assisto. Sei que se eu fizer não vou dormir a noite e ficar paranoica. kkkkk É triste, mas é a verdade.
    As publicação da Darkside nunca me agradam porque tem essa pegada de me colocar medo. Então estou fora, nem morta leio... kkkkk
    Bjus
    Juh - Surtos da Juleka

    ResponderExcluir
  4. Nunca li o livro, mas já vi o filme e é muito bom! Gostei de saber q foi lançado pela Darkside agora!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi Pam! Hahahaha ta aí um livro que não nem ferrando, nem gosto do título

    Beijos
    Amor Literário

    ResponderExcluir
  6. Ola Pam, confesso que já assisti o filme, mas hoje não veria de novo fiquei medrosa kkkk, para os fãs a edição é perfeita como sempre a Editora está de parabéns pelo capricho com os livros. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  7. Olá, nunca assisti o filme por morrer de medo kkkk. No fundo não gosto muito de zumbis, mas sem dúvida, é um clássico, o livro acho que encaro, mas o filme não mesmo rs. Bjus!!!
    http://www.lendoaestante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Me obrigue a comentar KKKKKKKKKKK
    Confesso esses livros da Dark nem me chamou atenção e lendo sua resenha continuo na mesmo...
    http://marifriend.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eu não sei se teria coragem para ler o livro, não sou a pessoa mais corajosa do mundo e ia ficar tremendo de medo kkkk
    As edições da dark side são sempre muito lindas <3

    http://loucurasaovento.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Olá

    A editora Darkside sempre faz bonito nas edições
    O livro não faz meu estilo, não curtomuito o gênero,por isso deixa a dica passar dessa vez.

    Bjss

    ResponderExcluir