[Resenha] Zac e Mia

17 outubro 2015

Zac e Mia
Autor: A.J.Betts
Editora Novo Conceito
Números de Páginas: 288

Sinopse: A última pessoa que Zac esperava encontrar em seu quarto de hospital era uma garota como Mia - bonita, irritante, mal-humorada e com um gosto musical duvidoso. No mundo real, ele nunca poderia ser amigo de uma pessoa como ela. Mas no hospital as regras são diferentes. Uma batida na parede do seu quarto se transforma em uma amizade surpreendente. Será que Mia precisa de Zac? Será que Zac precisa de Mia? Será que eles precisam tanto um do outro? Contada sob a perspectiva de ambos, Zac e Mia é a história tocante de dois adolescentes comuns em circunstâncias extraordinárias.(sinopse skoob) 
Como deu para perceber na sinopse, o livro se passa em um hospital. Pelo menos é lá que onde tudo começa. Zac está internado, pois tem câncer, e está lá há trocentos dias devido a quimioterapia. Um certo dia, no quarto ao lado, ele percebe que tem um novo paciente. Devido as paredes serem finas, Zac consegue escutar a conversa  e descobre que é uma menina. Ela se chama Mia e está internada também devido um câncer, porém ela não aceita a doença e estaá revoltada.

O tempo prega peças. Pode brincar com você. Quando menos se espera, o tempo pode dar uma volta em si mesmo, como um imenso elástico. O tempo pode vir dar tapinhas no seu ombro. (Pág 107)

Com os passar dos dias, ambos começam a interagir entre si, mas Zac não pode sair do quarto e muito menos receber visitas. A única pessoa que o visita e passa os dias com ele é sua mãe e as enfermeiras. Sendo assim, Zac e Mia conversam através de batidas na fina parede. Só que um dia, Zac conversa com outro paciente  que ficou no quarto ao lado e, através de bilhetes, escreve sobre seu perfil do Facebook. Mia retorna para o quarto ao lado, acha o papel e, quase que imediatamente, o adiciona na rede social. E é daí que tudo começa realmente, transformando isso em uma grande amizade.

Confesso que o livro me chamou atenção pelo fato de ter o câncer envolvido no meio. Cheguei a pensar que seria uma imitação de ACEDE e por isso quis conferir. Mas graças a Deus, Zac e Mia tem sua própria personalidade.

Zac e Mia é um livro que mostra o valor de uma amizade, o quanto o mundo pode tentar ajudar as pessoas com essa maldita doença, mas só quem já passou ou quem tem o câncer pode dar a devida ajuda. Só quem já sofreu, quem sentiu a dor, a perda de algum ente querido é que sabe confortar e dizer as palavras certas.

A vida real é uma perna de metal e uma infecção que só vai piorando. (Pág 182)

Zac e Mia são pessoas extremamente diferentes, mas que se completam. Dois personagens que foram super bem escritos, que nos conquistam com o fluir da leitura. O livro em si é assim: começa chatinho e depois vai nos prendendo. É um livro leve e inocente, que nos ensina a dar valor as coisas simples da vida.

Dei 3 estrelas pelo simples fato de sentir falta de alguma emoção. É um livro fofo e muito bonito, mas que podia ser mais sentimental, que podia tocar mais em nossos corações, mas que valeu a leitura.

Então é isso. É um livro que, de certo modo, me surpreendeu positivamente. Um livro que recomendo a todos,pois tem uma leitura simples e agradável.

Coragem é ficar parada, apesar de querer correr. Coragem é se plantar no lugar e encarar coisas que assustam, quer seja sua perna, ou seus amigos, ou o cara que pode partir seu coração de novo. É abrir os olhos e encarar o medo até ele recuar. (Pág 277)


14 comentários

  1. Oiii, poxa que legal esse livro (não conhecia ainda e me surpreendeu) mas quem sabe um dia eu leio, pois minha lista está cada dia maior :(
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Oi Brubs
    essa será uma das minhas próximas leituras.
    Adorei ler a tua resenha, pois não estava muito estimulada em começa-la mas vc me fez
    dar uma animada pra conhecer os personagens logo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Ufa! Que bom que não é igual à A Culpa é das Estrelas... Que diferente *-*

    /Beijocas da Saroca!
    Visite o Interesses Sutis!

    ResponderExcluir
  4. Oii Brubs, confesso que também achei que o livro fosse ser a mesma coisa que ACEDE, e por isso, não quis lê-lo de primeiro momento, mas como você disse e outras resenhas também, estou me convendo a dar uma chance a ele. Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    Acho que por eu não ter me emocionado com ACEDE como a maioria das pessoas, acabo me afastando um pouco de histórias que sejam parecidas, assim evito a frustração hehehe

    Pelo visto a história deste é legal, mas ainda parece que não será esta que irá mexer com meus sentimentos :(

    ResponderExcluir
  6. acho que a minha leitura seria tão frustrada como quando fiz a leitura de ACEDE... ele não me passou emoção alguma, coisa que espero numa trama dessas... mesmo sendo leve, acredito que ele não me traria inovação, repetindo a dose de outros que li do gênero, por isso passo a vez...

    ResponderExcluir
  7. Oi! Tudo bem?

    Olha, não tenho muito interesse em ler essa obra. Aliás, as resenhas dividem muito minha opinião! Tive a oportunidade de ver a obra e a diagramação e edição estão perfeitas. :) Minha resenhista leu e adorou, ela se surpreendeu até, pq não é o que está acostumada a ler. Eu, particularmente, tô meio cansada de Sick-lits.

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
  8. sinceramente eu esperava mas da capa do livro, mas a historia compensa tudo, o fato de ser ate um tanto clichê, não deixa de ser um bom livro,adoro com esses objetivos de preender o leitor na historia.

    ResponderExcluir
  9. Olá, esse livro parece ser bem legal por trazer esses protagonista tão diferentes que por causa da doença acabam ficando próximos *--* Espero poder lê-lo em breve.

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  10. Oi, Bruna! Tudo bem?
    Frequentemente leio resenhas como a sua que elogiam muito esse livro, o que só me faz ficar irada pelo fato de não ter agarrado a oportunidade quando tive. Fico muito contente em ver que as pessoas estão gostando porque assim minhas expectativas para uma próxima vez só aumentam.
    Acredito que você não ter sentido certa emoção no livro seja algo um tanto pessoal, que não se aplica a todos, mas não é algo que se possa afirmar também. Espero conseguir ler em breve e tomar minhas próprias conclusões dessa leitura.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Livrinho lindo tanto pela capa como pelo enredo. gostaria de ter a chance de lê-lo e quem sabe postar uma resenha no STC

    www.saotantas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Já li várias resenhas sobre esse livro e estou muito curiosa para ler, porém não é uma leitura que preciso de fazer com certa urgência.

    http://loucurasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi! Gostei de sua resenha e tenho interesse em ler o livro. Apesar de estar cheia de livros pra ler, gostaria de conhecer essa história mais a fundo...

    Beijos
    http://albumdeleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bom?
    Esse livro vai ser minha próxima leitura. Gosto do gênero sick-lit e estou curiosa para saber qual vai ser minha percepção dessa história. Uma pena que as emoções da narrativa não sejam tão evidentes e tocantes.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir