[Resenha] O Último dos Canalhas

13 dezembro 2015

O Último dos Canalhas
Autora: Loretta Chase
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 304

Sinopse: O devasso Vere Mallory, duque de Ainswood, está pronto para sua próxima conquista e já escolheu o alvo: a jornalista Lydia Grenville. Só que desta vez, além de seduzir uma bela mulher, ele deseja também se vingar dela. Ao se envolver numa discussão numa taverna, Vere foi nocauteado por Lydia e se tornou alvo de chacota de toda a sociedade. Agora ele quer dar o troco manchando a reputação da moça. Mas Lydia não está interessada em romance, principalmente com um homem pervertido feito Mallory. Em seus artigos, ela ataca nobres insensatos como ele, a quem considera a principal causa dos problemas sociais. Nesse duelo de vontades, Vere e Lydia se esforçam para provocar a derrota mais humilhante ao mesmo tempo que lutam contra a atração que o adversário lhe desperta. E, nessa divertida batalha de sedução e malícia, resta saber quem será o primeiro a ceder à tentação.

Sabe aquele lindo dia em que a Arqueiro nos mostra os lançamentos do mês? Então. Quase morri ao saber que O Último dos Canalhas iria ser publicado.


Depois de ter acompanhado a história do quarto marquês de Dain, Sebastian Ballister, conhecido amorosamente como Lorde Belzebu, em O Último dos Canalhas conhecemos um de seus amigos, Vere Aylwin Mallory, sétimo duque de Ainswood. Assim como os demais homens que passaram pelo posto, sua fama não é das melhores. Seu lado mulherengo prevalece na maior parte do tempo. Mas o que ninguém sabe é que ele é um homem emotivo, principalmente quando o assunto é injustiça.

Com quase 32 anos, ele não quer saber de casamento e trata as mulheres pior do que cachorros. Isso até ele reencontrar uma mulher que mudaria de vez sua vida.

Paralelamente, acompanhamos a jovem Lydia Grenville, de apenas 28 anos. Assim como Vere, ela não acha que o casamento seja uma boa ideia e decide viver para a caridade e para o jornalismo. Faz um trabalho na Argus, conhecido e criticado. Mas ela também escreve fascículos de A rosa de Tebas, onde conta as aventuras de uma heroína feminina, assinando com o codinome de S. E. St. Bellair. Todos creem de que se trata de um autor homem e, mesmo que ela não goste disso, acaba aceitando a situação e levando homens e mulheres à loucura através de suas palavras.

Tinha aprendido como era fácil perder o controle e ser dominada pelo desejo.


Lydia não é o tipo de mulher que faz a cabeça de Vere, mas algo nela chama sua atenção. E o mesmo acontece com Lydia. Talvez o fato de ambos não ligarem para relacionamentos seja o que os uniu. A jovem é tão diferente do que se esperava para 1800 e bolinha que as cenas em que ela acaba com a masculinidade de Vere são as mais hilárias.

Tinha aprendido que o desejo se cravava fundo, uma adaga no coração.

Mas será que, mesmo com tantas coisas em comum, eles vão ceder ao amor inevitável?



Ok. Confesso que Vere me ganhou mais que Belzebu. Afinal, ele é o próprio demônio encarnado, rs. Ele é tão doce, e ao mesmo tempo tão másculo, que arranca suspiros a todo momento. Mesmo quando é canalha, é meigo. Esse disparate por parte dele me conquistou.

Além disso, acompanhar o crescimento e amadurecimento dos personagens, enquanto homens e mulheres que são, é magnífico. A proximidade criada por Loretta nos mostra passo a passo como o amor pode mudar as pessoas.

- Mandei você ir embora – disse Lydia. – Se você tem ao menos um fiapo de consideração...
- Não tenho. – Ele fechou a porta. – Case-se comigo, Grenville.

Acho que o mais bacana ainda foi acompanhar, nem que seja um pouquinho, a vida de Dain e sua esposa. Podemos, inclusive, imaginar que o próximo livro tenha a ver com o terceiro homem do trio de amigos, Bertie. Já sabemos que ele acaba se casando com uma das protegidas de Lydia, mas a forma com a qual o romance deles acontece é bem misteriosa.

Posso afirmar que, para quem é a favor do movimento feminista, vai odiar um bocado este livro, pois a maneira com a qual ele se refere às mulheres é bem forte e rude. Mas acho válido ler sem preconceitos, lembrando-se de que se trata de um romance histórico, ambientado em 1800.

Encontrei alguns erros de revisão, mas nada que uma atenção bem dada à próxima impressão dele não ajude, rs.

A capa é magnífica e esse canalha chama a atenção demais, rs. Talvez ele não seja fidedigno à minha imaginação quanto a Vere, mas mesmo assim é bonito demais de se olhar! A diagramação interna segue o padrão da editora e os capítulos são contínuos, não pulando páginas para isso.


Mais um favorito, agora na reta final de 2015 <3. 

27 comentários

  1. Oieee, tenho muita vontade de ler esse livro e ver se vou suspirar também por esse canalha, não tenho nenhum preconceito quanto a canalhice dele, então com certeza amaria a leitura. Fiquei curiosa para saber onde essa relação irá chegar, fiquei aqui imaginando o que a Vere escrevia com esse pseudo para que os homens e mulheres ficassem loucos, sim, sou dessas,hahahaha. Amei sua resenha amiga, como sempre, objetiva e bem escrita.

    bjs

    ResponderExcluir
  2. Sabe que nunca tive vontade de ler esse livro.
    Ok que romances de épocas são muito bons, mas esse quem questão não me impressiona :(

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  3. Ah! Eu ouvi falar desse. Pelo menos lembro de ter lido algo sobre "canalhas" hahaha. Eu queria poder dar uma olhada melhor nesses livros.

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Esses lançamentos da Loretta pela editora arqueiro tem conquistado vários leitores e eu como uma amante de romances de época não deixo de ficar curiosa com esses livros.
    No momento estou evitando um pouco o gênero, pois já li muitos romances de época esse ano e quero dar oportunidade para outros gêneros, mas é essa é com certeza uma leitura que cogito fazer em breve.


    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi, como vai?
    O livro parace ser muito bacana e excitante.
    Me interessei pela leitura, espero encontrar pra baixar.
    Faz parte de uma série?
    Amei a resneha, e acho seu blog uma fofura <3
    Beijo
    www.livricios.com

    ResponderExcluir
  6. Oieee! Já li algumas resenhas positivas desse livro, mas confesso que não faz o meu gênero, então, nem adianta eu comprar né? Mas sua resenha está ótima!

    ResponderExcluir
  7. Sinceramente! Não tenho vontade de ler esse livro, pois não curto muito o gênero, mas acho ele bom e mega curti sua resenha.

    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  8. Oiiiii, eu acho lindo esse livro, olha essa capa, a história toda é linda pretendo ler em breve, nem que seja em e book kkkkkkkkkk adorei a resenha ❤❤
    Beijinhos
    Segredosliterarios-oficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oie tudo bem? Fico besta com a quantidade de gente que adora este gênero de livro, não que seja ruim (pois nunca li um), mas é surpreendente. Já ouvi falar muito bem deste livro, mas eu não gosto de coisas de épocas então fujo!

    ResponderExcluir
  10. Oi. você fez uma resenha muito bonita e é a primeira pessoa que discorre sobre os problemas de revisão, que também já havia visto em alguns livros da editora. Quanto a obra, não é muito meu perfil, deixo essa dica passar. Bjs

    ResponderExcluir
  11. Oiiii!
    Estou LOUCO para começar a ler este livro, ele já está aqui na estante e será uma das próximas leituras.
    Fiquei um pouco receoso na parte que você falou sobre como eles tratam as mulheres no livro, pois eu sou feminista. Mas vou tentar ler com a mente aberta, espero realmente gostar muito do livro, pois amei o livro anterior da autora.

    Beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Olá, quero muito ler esse livro. Li o primeiro e, ontem mesmo, estava relendo ele. Acho interessante você tocar no assunto de como as mulheres eram tratadas na época, acho que pode ser uma forma interessante de os leitores refletirem sobre o assunto, dependendo de como a autora aborda a questão.

    ResponderExcluir
  13. Oee, tudo bem?
    Não gosto de romance de época :c mas para quem goste é uma otima dica :D

    Abraços!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Só eu que tive que voltar pra olhar a capa depois do comentário? kkkk
    Olha não sou fã de romance e de época chego longo, a unica queridinha e mais do que isso, é a série Perdida da Carina linda diva master, o resto acho que não me arriscaria.
    SECRET MAGIC
    Xoxo

    ResponderExcluir
  15. Nossa, essa série vem encantando vários leitore, estou começando a querer ler ela, sua resenha só me deixou mais curioso ainda! Valeu, em! minha lista de desejados está maior que eu!!

    Abraços e até!!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. a obra não faz meu gênero, mas até que curti a capa dele, e olha que sou muito chata com questão a isso rsrsrs
    Sobre a questão da maneira que ele trata as mulheres é compreensível para a época, reclamar desse fator do livro seria como reclamar do racismo na obra de Lobato, por exemplo...

    ResponderExcluir
  17. oi ^^
    eu gosto e não gosto de romances de época, pq alguns são mt sem graça, quanto outros mostra a personagem forte e completamente independente pra sua época. isso me anima muito.
    to querendo ler esse, mas ainda não tive tempo.
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  18. As leituras de livros tem que haver sempre esse olhar para o contexto histórico, no entanto não é legal sonhar com um canalha, assim, nos tempo modernos. O legal de ler livros assim é que a gente pode analisar as mudanças sociais e culturais.

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Oi, tudo bem?
    Tenho lido muitas resenhas positivas da série, até tenho o primeiro no meu leitor digital, só que minha lista de leitura é muito grande e acabei deixando para depois.
    Gostei muito da sua resenha!
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  20. Oiiie
    Muito legal a resenha mas não sou fã do gênero apesar de estar super em alta, o enredo está interessante e espero poder indicar a algumas pessoas

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. eu adoro romances de época em filmes, mas em livros não me atraem, na verdade acho bem chato, mesmo que muitos elogiem eu não consigo gostar.

    ResponderExcluir
  22. Olá Pamela, eu gosto bastante de romances de época e quando vi esse entre os lançamentos da editora fiquei bem empolgada *-* Pela sua resenha o livro esta bem legal e os protagonista bem construídos <3 Espero poder lê-lo em breve.

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  23. Oii,

    Não sou fã de romances de época, mas andam falando tão bem desse livro, que agora estou bem curiosa.

    beijos

    ResponderExcluir
  24. Olá,
    Não curto muito romance de época, e depois de algumas coisas que li na sua resenha me desanimou mais ainda. Mesmo assim acho válido como recomendação para quem gosta do gênero!

    ResponderExcluir
  25. Oi, tudo bem?
    Quero muito ler O Principe dos Canalhas, mudei minha opinião quanto a ele recentemente e decidi que será uma das minhas leituras de 2016. A resenha está incrível e eu espero gostar da série.

    ResponderExcluir
  26. Oiiii que tudo!!!!
    Adorei a sua resenha e eu to DOIDA para conhecer essa série!!
    Eu amo romance de época e tenho a certeza que vou gostar da história tanto quanto vc

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  27. Oii! Tudo bem?

    Já ouvi muito falar dessa série e não tenho muita vontade de conhecer porque não curto muito o gênero e também a história não me cativou, mas amei a sua resenha ^^

    Beijos, Amanda
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir