[Resenha] Horror na Colina de Darrington

06 abril 2016

Horror na Colina de Darrington
Autor: M.V. Barcelos
Editora: Talentos da Literatura Brasileira
Número de Páginas: 112
Você pode adquiri-lo em: Amazon | Submarino
Sinopse: Ben Simons é um rapaz órfão de 17 anos que vai para a casa dos tios ajudar a cuidar de sua priminha Carla após a tia ter sofrido um derrame. Apesar da infeliz situação de tia Julia, Benjamin esperava que a Colina de Darrington fosse um lugar de certa tranquilidade. O que encontra, porém, é uma trama de terror e sangue, cujo único propósito é a conquista de um poder absoluto e inimaginável por meio de forças malignas. A casa esconde segredos terríveis e sombrios. Assassinato. Medo. Loucura. Conheça os caminhos mais tortuosos da mente humana e descubra até que ponto alguém chega para salvar a vida de um ente querido neste intrigante amálgama de suspense e terror sobrenatural. Onde termina o inferno e começa a realidade? Junte as peças e descubra. Se dúvidas, esta é uma história para aqueles que não têm medo do escuro e de todo o mal que nele habita. 
“Queremos livros que nos afetem como um desastre. Um livro precisa ser como um machado que quebra o mar congelado em nós.” – Franz Kafka

E é um com essa maravilhosa citação que iniciamos esta resenha. Aliás, a roubartilhei do início do livro, pois foi lendo ela que percebi a grande obra que se encontrava em minhas mãos.

Demorei bem mais de uma semana para me decidir se conseguiria, enfim, resenhar a obra prima de Marcus Vinicius Barcelos, o novo xodó da literatura que tem suspense, terror e mistério.

Horror na Colina de Darrington vai contar a história de Ben Simons, um jovem de 17 anos, órfão. Ele vive no abrigo até sua tia, Julia, ter um derrame. Precisando cuidar de sua prima menor, Carla, ele se muda para o lugar onde ele passaria a ter seus piores pesadelos.

É ele quem narra todos os acontecimentos do local, com grande prioridade, e um dedo de loucura, pois ele não sabia o quanto de sua sanidade havia permanecido intacta, mesmo após 11 anos depois do que ali aconteceu. Ben está relutante, pois tem medo de contar a história na íntegra. Mas ainda assim, resolve abrir o coração e, quem sabe, receber em troca a ajuda que tanto precisa para acalmar a alma.

Já não sei mais o que é pesadelo e o que é realidade. Não consigo mais distinguir os dois. Mas foi terrível. Terrível.

Ele sabia que havia algo de errado com a casa desde que botou seus pés ali. Só viviam sua tia Julia, seu tio Romeo e sua priminha Carla. A irmã mais velha, Amanda, estava na faculdade. Já fazia alguns dias que ele ali estava, quando em uma certa madrugada viu Carlinha parada no final do corredor, próxima à escada, olhando fixamente para cima, ora fazendo caretas, ora olhando para os lados. Ela dizia imitar uma moça que estava enrolada pelas tranças no pescoço. Ao olhar na mesma direção que a pequena, Ben foi surpreendido com a figura do fantasma de uma jovem enforcada. Carla afirmava que quem a havia colocado ali fora seu namorado e que ele não gostava de Ben.

Foi o ponto crucial para que ele fosse atrás do que havia acontecido na casa e porque dela ter sido vendido às pressas e por um preço muito abaixo do mercado. O que ele descobriu não contarei, mas é algo que não tem muita relação com o que relatarei a seguir.

Sua tia, antes do derrame, escrevia no porão. Em um desses dias, em que coisas estranhas aconteciam, Ben decide ligar para seu tio, ao passo de que ele recebe a ordem de não deixar Carla sozinha, tampouco descer para o porão, nem ler o que Julia escrevera. Tomado de curiosidade, ele foi até lá. Encontrou um cenário desolador. No caderno de anotações da tia, além das frases doces de seu livro, palavras como ritual, escuridão, mal, inferno, sangue se encontravam no meio delas, todas ligadas à Carla.

Seria possível a luta por salvar seus entes queridos levá-lo ao extremo?

Se Marcus queria que terminássemos a leitura mais perdidos que cego em dia de tiroteio... parabéns! Alcançou seu objetivo, hahaha. Foi essa a sensação que tive ao terminar de ler Horror na Colina de Darrington. Precisei voltar algumas páginas, reler alguns trechos, porque estava pensando que havia deixado algo passar. Mas não. A narrativa é curta e grossa. Todos os pontos são fechados, sem rodeios e muitos adjetivos pomposos. É tudo muito mecânico, pontual. Tanto é que ele só tem pouco mais de cem páginas. Já comentei aqui várias vezes que é este tipo de livro que me atrai. Quando encontro muito blábláblá, é inevitável pular alguns trechos, porque no final das contas, você sabe que é mais do mesmo. Isso não acontece com o que nos é mostrado em Darrington.

Ben não sabe se o que viveu foi um pesadelo ou fatos reais, mas tudo aponta para uma lucidez não tão lúcida assim. Talvez tudo tenha sido algo de sua imaginação jovem, mas as consequências que ele estava vivendo eram talvez as mais drásticas, mesmo depois de ter sofrido tanto.

Confesso que tive medo de alguns bons trechos. Não é de hoje que eu amo tudo ligado ao horror/ terror. E também não é de hoje que eu morro de medo de tudo isso também. É uma bela contradição, mas algo inevitável. O pior é que eu li durante o dia. E fiquei pensando na narrativa até a hora de dormir. Certo que eu não conseguia olhar para nenhum lugar, com aquele cagaço que batia hahaha. Parabéns! Em 100 páginas já quase morri :c

Em suma, o livro é muito bem escrito, mesmo sendo por um principiante, me deixando curiosa para saber o que mais pode sair dessa mente cruel e brilhante do Marcus. Sei de uma editora que poderia muito bem adquirir os direitos dos próximos livros dele (e quem sabe minhas preces não são ouvidas, heim Faro Editorial? Hahaha).

A diagramação interna é maravilhosa, toda em tons de cinza e preto, além da cor padrão do papel, no centro. Uma mistura que deu certo. Além disso, a capa é chamativa e traduz bem o cenário de horror que é encontrado no enredo da obra. Encontrei apenas um erro de revisão no livro todo, o que para a Talentos é um milagre, não é mesmo? rs.


Para quem ainda não conhecia, bora dar uma chance? O livro está por uma pechincha na Amazon! Apenas 9,90 e é o físico! Tá quase o mesmo preço que o e-book. Vale demais a pena!

Esse post faz parte do TOP COMENTARISTA!

30 comentários

  1. Oi, tudo bem? Já tinha visto esse livro por aí, mas como a capa não me atraiu muito, nem procurei saber mais sobre a obra. Pela sua resenha, ele parece ser realmente incrível. Louca para ler!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  2. MULHER!!! A gente enrolou e eu não li este ainda. Mas tô doida pra ler. Ainda mais agora.
    Amei a resenha. Amo horror!!! Amo terror!!! E vou amar o livro com certeza ♥

    Bjks

    Lelê

    ResponderExcluir
  3. Olá, Pamela. Adoro livros do gênero e esse me deixou com uma pitada de curiosidade. Em breve irei comprar o livro, espero gostar.

    Beijo,
    http://www.pactoliterario.com/

    ResponderExcluir
  4. Olha, a capa do livro ficou fantástica. Esse enredo repleto de mistério para mim foi a maior surpresa, pois esperava aquele terror clichê, que BOM que me enganei, espero ter a oportunidade de ler a obra.

    ResponderExcluir
  5. Oiii, tudo bem?
    Eu tenho muita vontade de ler este livro, a história me chama bastante atenção, e é um dos meus gêneros favoritos de leitura. Sua resenha ficou incrível com sua opinião <3
    Beijão

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Sou louca por terror e essa historia me fez vibrar quero para ontem. Já tinha visto na Amazon, mas em meio a tanta coisa acabei não dando atenção.
    Beijos

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi
    Tudo bom?
    Pela capa eu nunca leria esse livro, mas a sua resenha despertou a minha curiosidade.
    Vou pesquisar mais sobre o autor e a sua obra.
    Obrigada pela dica
    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Já ouvi muito sobre esse livro, pra quem curte deve ser ótimo, mas não é pra mim, não leio terror hahah. =P
    Bjo
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  9. Nunca li um livro de terror. Sou bem medrosa, e até evito filmes, mas como sei que os livros são mais intensos, evito livros de terror, mas quero ver se esse ano leio um e desse eu gostei, acho legal quando tem o lance de casa no meio e tal kkkkkkk
    E a capa do livro é linda.
    Gostei da sua resenha, muito bem escrita e vc explicou bem a história do livro sem soltar spoiler e isso é mega legal.
    amei os quotes, o primeiro foi para meu status no face kkkkk

    ResponderExcluir
  10. OIie Pam, tá boa?

    Menina, definitivamente esse livro não é pra mim kkkk Eu tenho pavor de livros de terror, pois morro de medo, eu quase parei de ler a resenha quando vocÊ disse ai da menina, cheguei arregalar os olhos. Mas está de parabéns o autor, por ter feito tão bem a resenhar.

    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Pamela, não sou nada fã de terror/horror.
    Tenho trauma de infância, só por isso já não leria.
    Além desse tom de mistério não me agradar sei que não ia curtir ficar confusa no final.
    Acho que a leitura não é pra mim, mas achei sua resenha bem interessante apesar de você ter uma relação de amor e não com o gênero. hehehe

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  12. Oie...
    Esse livro parece ser bem confuso, heim?
    Não sei se é um livro que deveria ler, pois, detesto livros que acabam "sem acabar", sabe? Me deixa realmente que nem cego num tiroteio kkk
    Bjo

    ResponderExcluir
  13. puxa!!! onde eu estava que ainda não conhecia esse livro??? nossa amei a premissa e adorei a sua resenha....

    obrigada pela dica!!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  14. Oioi!
    Não conhecia o livro Horror na Colina de Darrington, mas logo de cara ja percebo que nao faz o meu tipo de leitura. Odeio terror, na verdade eu tenho é medo mesmo e essa capa está assustadora.
    Se vc que ler, ja ficou com medo, imagina eu?!
    Fico feliz que tenha gostado da leitura e espero mesmo que a Farol pegue para publicar, vai agradar os fãs.
    Bela resenha.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  15. Olá,
    Infelizmente não é meu gênero, fujo desse tipo de leitura. Sua resenha está empolgante e cativante.
    Tomara que a editora publique a continuação.
    Ele tá baratinho mesmo.
    beijos

    ResponderExcluir
  16. OI!

    Pamela, não curto muito livros nesse estilo, mas de uns tempos pra cá coloquei na cabeça que preciso entrar em outros labirintos para descobrir a saída. Mesmo tendo esse Q de sobrenatural e insano, acho que leria. Até mesmo para ter bases de não gostar desse estilo literário, para não gostar é necessário experimentar. Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Pam, como você me faz uma resenha dessas e me deixa aqui só querendo ler esse livro? Tô aqui doida para saber o que aconteceu com o Ben, com a Carla e o que a tia escreveu! Amo demais livros de terror e suspense, meu gênero predileto! Só acho uma pena o livro ser curto, pois com uma história assim, mesmo que fosse 600 páginas eu lia, rs. Bem, já inclui o livro na minha lista de desejos, pena que o exemplar físico não tem mais na Amazon e o e-book tá bem salgadinho, quase 17 reais... Mas se tudo der certo, vou comprar esse livro sim! Tô a tempos querendo ler uma boa história do gênero e agora achei uma que promete ser sensacional!

    Da Imaginação à Escrita

    ResponderExcluir
  18. Olá!!

    comprei esse livro recentemente. E o preço está imperdível mesmo.
    Ainda não tinha lido resenha dele, essa foi a primeira e adorei.
    Com certeza a capa é perfeita, dá um tom bem de mistério e o livro internamente também é lindo.
    Parabéns pela resenha.

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi, Pam!
    Eu definitivamente não curto enredos de suspense mais pesado, terror e essas coisas, passo longe de livros assim, então Horror na Colina Darrington nem passa perto da minha estante, mas para quem curte, deve ser mesmo uma leitura bem intrigante e medonha, rs. Se com menos de 120 páginas o autor conseguiu desenvolver algo tão firme e fechado assim, realmente, parabéns para ele! Também não gosto muito de narrativas que enrolam demais o tempo todo, certos momentos é preciso acelerar um pouco para manter a leitura ágil e menos cansativa.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional ♥

    ResponderExcluir
  20. Olá!

    Não conhecia a história, mas daria uma chance a ela, mais pra sair da zona de conforto, a premissa é boa, mas não é uma leitura que eu faria agora. Gostei da resenha, parabéns!

    ResponderExcluir
  21. Oi Pam, sua linda, tudo bem?
    OMG!!! E agora? Será que foi real ou não? Gente, se eu estivesse nessa casa iria morrer de medo e querer fugir dali em menos de uma hora, risos... Daí a pergunta: por que eles não saem dali? Sua resenha ficou ótima, vou procurar pelo livro.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Pamela do céu! Eu fiquei arrepiada só de ler sua resenha, e mesmo sendo a pessoa mais medrosa do mundo, eu sinto que PRECISO LER ESSE LIVRO!! Quero muito descobrir os segredos da casa e mais sobre a moça enforcada (obrigada por não dar mts detalhes na rsenha! - isso me fez querer ainda mais conhecer a história).


    Beijos e uma ótima semana,
    www.procurei-em-sonhos.com

    ResponderExcluir
  23. Oi Pamela!

    É difícil acreditar que tanta coisa possa ser contada em um livro tão curtinho! Também gosto quando o autor vai direto ao ponto nas histórias, mas às vezes acontece de a história ficar corrida demais. Bom saber que não ficaram pontas soltas nessa história, mas terror definitivamente não é o meu gênero. Olha, eu não gosto de jeito nenhum de sentir medo, também achei os seus sentimentos bem contraditórios. Imagina que horrivi morar num lugar que aparece o fantasma de uma muié enforcada? Deus me livre! haushaushauahauahaue

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com

    ResponderExcluir
  24. Olá Pamela. Conheci o Marcus em um evento da editora Illuminare no RJ e fiquei encantada com esta obra. tivemos um bate papo e foi muito interessante conhecer um pouco mais sobre a obra e o autor. Já estou mega curiosa para ler. heheh E realmente a mente dele é brilhante!

    Arraso de resenha hein! *-* Nota 1000

    ResponderExcluir
  25. Olá Pâmela!
    Adorei a sua resenha, ainda mais pelo fato de envolver dramas familiares e o narrador ser o personagem principal.
    Que pena que o autor te deixou confusa com o final, perdida "como cego em tiroteio".
    Entendo perfeitamente o fato de horror ser o tipo de leitura que você adora e tem medo. Eu também fico extremamente em dúvida se gosto ou não do gênero, pois fico angustiada demais, mas insisto em ler.
    Gostei de saber que a diagramação está maravilhosa, com certeza pensarei em incluir em minha lista de leitura.
    Beijos!

    Karla Samira
    http://www.pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Oie Pamela!
    Gente, que capa linda tem esse livro, hein!?
    Eu amo terror e é dificil achar algum que termine tudo de um jeito bom, tudo fechadinho!! Já gostei desse livro, hein!
    Beijos


    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  27. Oie Pamela!!
    Vi você falando sobre o livro nas redes sociais essa semana, fiquei bem curiosa com sua empolgação. Confesso que não sou muito de ler livros de terror rsrsr, por motivos de: MORRO DE MEDO! mas fiquei interessada no enredo, também não gosto de livros com muito mimi-mi e enrolação. Vou adiciona-lo em minhas metas com certeza, lerei quando estiver sentindo algum surto de coragem ahahah kkk.
    bjs

    ResponderExcluir
  28. Oi.

    Comecei a me aventura nos gênero de terror faz pouco tempo, já conhecia esse livro, já tinha lido algumas resenhas dele, e a cada resenha fico na dúvida se leio ou não. vou esperar mais um pouco e ver se tomo logo uma decisão, mas acho que vou acabar lendo sim.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  29. CABRITAAAA CHEFE!!!
    Não conhecia o livro, mas já tinha lido sua resenha, e fiquei extremamente curiosa, faz pouco tempo que iniciei a leitura desse genero, então pensa qq dica ta valendo haha

    ResponderExcluir
  30. Oee! Não sou muito de livros de terror,mas esse me parece supimpa. Já leu "Branca dos Mortos" do Yabu? Foi o unico que li até hoje, li e curti pá carai, recomendo. Que legal a obra ter te surpreendido pra melhor, acho demais esses autores que lançam o primeiro livro e já é um estouro. Tomara que os outros agradem igualmente. Abraço!

    ResponderExcluir