[Resenha] Clichê

03 maio 2016

Clichê
Autora: Carol Dias
Editora: Ler
Número de Páginas: 283
Onde comprá-lo: Amazon | Submarino
Sinopse: Marina Duarte está no vermelho. Dona de dupla graduação nas melhores faculdades públicas do Rio de Janeiro, seu sonho de construir a vida nos States não está funcionando. Decidiu se mudar para ficar perto da tia, sua única família, mas a crise não está ajudando em nada sua carreira. Sem saber como pagar as contas do próximo mês, Marina aceita uma vaga de babá na mansão da família Manning. Ela só não podia imaginar que sua vida mudaria completamente, apenas por conhecer duas crianças e um chefe viúvo – e gato, maravilhoso, cheiroso e gostoso –, que precisa urgentemente de sua ajuda.

“Descobri que a vida em si nem sempre é algo chato e maçante, mas é clichê. Tudo é clichê.”

E é com essa frase que Carol Dias começa a narrar a história de Marina Duarte, imigrante do Brasil que chega nos Estados Unidos em busca de uma vida melhor. Com duas graduações, pretende ficar próxima da tia, visto que ela é a única família que a jovem tem. Mas nada é tão fácil como aparentemente mostram os filmes Hollywoodianos.

Trabalhando em uma franquia Starbucks, famosa em todo mundo, inclusive aqui, ela sabe que não pode passar o resto da vida atrás do balcão, servindo café para pessoas que nunca estavam satisfeitas com suas próprias vidas. É claro que isso fazia com que ela ao menos pagasse suas contas, conseguia sobreviver. Um belo dia tudo desaba e ela é mandada embora. Sem saber o que fazer, enquanto recebia o seguro desemprego de três meses, foi em busca de algo melhor para sua vida.

É aí que tudo muda. Sua tia tem o emprego perfeito para ela: babá. Mas não uma babá qualquer. Ela tentaria em uma das mansões mais luxuosas de Hampton. O que ela não imaginava é que acabaria ganhando o emprego e trabalhando para um homem viúvo, gostoso, maravilhoso, tudo de bom, hahaha.

Claro que como o título se chama Clichê, ela se apaixonaria por ele. Mas como sua esposa havia falecido há apenas três meses, em um grave acidente de carro e, junto com ela, seu filho – que nem havia nascido ainda. Ele precisava de toda sua ajuda e, cuidando das duas crianças integralmente, não tinha como não se encantar com Killian Manning. É óbvio que ela não queria se envolver em uma história dessas, mas aconteceu. O que faltava descobrir é se esse sentimento seria recíproco.

“Eu me apaixonei pelo meu chefe.Meu chefe milionário.”

Bom, como o título e tudo o que contei até agora, é claro que vocês já até imaginam como é o final, mas não tudo o que acontece com eles nesse trajeto. Apesar de ter gostado bastante do enredo e, mesmo com tudo já conhecido e lido em outras obras, alguns fatores me deixaram meio nervosa, como alguns atos inseguros da protagonista, bem como a enrolação dela para que as coisas aconteçam. Além disso, o menininho, um dos filhos de Killian, é bem chatinho no início, mas tudo tem um motivo, então dá pra relevar um pouco, rs. Mas a menininha é um doce e o sonho de filho perfeito para toda mulher!


Não encontrei erros de revisão, e a diagramação interna é bem fofinha, assim como o conteúdo. Em suma, é um livro leve e rápido, para uma leitura intercalada ou quando estamos com pouco tempo livre, pois o enredo é fluído! 

Um comentário

  1. Pamela, obrigada pela resenha! Fico feliz que você tenha gostado do livro! <3

    ResponderExcluir