[Resenha] Um amor de puta

25 abril 2017

Amor de Puta
Autor: Ricardo Daumas
Editora: Sensus
Número de páginas: 280
Onde comprá-lo: Amazon


Sinopse: 'Amor de Puta' é uma história de amor. É uma metáfora de nossa vida, sempre motivada por interesses, em que estamos incessantemente procurando por amor, reconhecimento, razão de viver... é a história João, executivo carioca forçado, como muitos outros, a se mudar para São Paulo. Isso o faz perceber que jamais fora senhor de suas ações e, a partir daí, começa uma catarse pessoal tendo como elemento de provocação uma garota de programa, que põe seus valores de ponta cabeça. Apesar de toda a ousadia, é uma trama de questionamentos, com paixão e sensibilidade na busca de caminhos. João vive essa catarse, na tentativa de resgatar sua “criança interior”, há tanto oprimida pelos valores e dogmas da sociedade. Ele vive essa metáfora da maior relação de interesse da história da humanidade, onde se vende aquilo que se não deveria se entregar por negócio e que acaba se convertendo no amor mais puro, surpreendente e inesperado ao se deparar com a dedicação espontânea de alguém que lhe dá por carinho aquilo que aos outros vende... Viver essa história é um convite que exige coragem, todos os dias. Encontrar-se consigo, ou continuar jogando o jogo, os vários jogos da vida, no trabalho, na família, no relacionamento, onde quer que seja, até que a vida te ponha na frente de uma janela fria numa tarde de chuva em São Paulo, e não se tenha mais para onde voltar. João viveu isso. E você, vai tentar?


Amor de puta é um romance que vem nos contar a história de João, um cara muito bem estabelecido financeiramente, carioca, mas que não vive a vida que gostaria. Ele se muda para São Paulo a trabalho. Chegando lá, aluga um flat simples, diferente do que está acostumado e ele percebe o quanto tem perdido da vida, que seu casamento com Lucia não está bem, além de muitas outras coisas das quais não está satisfeito. Ele bota os olhos, também, em Celeste, uma de suas vizinhas, linda de morrer. Porém, nem em seus sonhos mais sórdidos, ele desconfiava que Celeste era na verdade uma garota de programa e muito menos do sentimento que iria nascer a partir de então.

Amor de Puta foi um livro me que chamou atenção pelo título e também por ver várias blogueiras lendo e dando uma classificação muito boa. Daí que a Pamela ofereceu o livro para leitura e, é claro, acabei aceitando, visto que já estava curiosa mesmo. Com a chegada do livro, demorei um pouco e quando iniciei a leitura pensei que seria de fato satisfatória e até que foi assim, mesmo que durante um curto espaço tempo.

Ele é um livro bem escrito, muito bem montado, com personagens bem descritos, mas achei um livro sério. Pensava que, pelo título, seria algo mais descontraído, mais ousado. O autor não conseguiu me prender à leitura, achei a escrita maçante, sem nada para chamar a atenção, ficou faltando carisma.


O livro focou nas dúvidas de João sobre a vida, no medo de assumir Celeste por causa da vida que ela leva, aquele medo de se arriscar, medo do que os outros vão pensar dele. Tudo bem que,  levando para o lado pessoal, é algo que acontece com todos nós, todos os dias. João pensava muito no que estava em jogo: trabalho, família, relacionamento, vida... Isso se tornou muito chato, porque não acontecia nada de diferente, algo totalmente sem graça. Até porque João não só se relacionava com Celeste, mas como tinha outra pessoa em jogo, então a dúvida e o medo aumentava 100%. Ele não queria machucar ninguém e, mesmo assim, o autor não conseguiu manter uma chama viva na história.  Confesso que por vezes pensei em abandonar o livro, só continuei a leitura porque queria saber com quem João iria ficar.

E o final do livro achei satisfatório, um final digno aos personagens e à história, sem grandes Ohhh e Ahhh! Um final simples como a história toda foi.


Se eu indico? Sim, lógico! Porém aviso: leia sem esperar nada. 

Nenhum comentário

Postar um comentário