Resenha número 07 .

05 dezembro 2011



A Cabana .
Autor: William P. Young .
Editora: Sextante .
Nota: 


Sinopse: Durante uma viagem em um fim de semana, a filha mais nova de Mack Allen Phillips é raptada. Há evidências de que ela foi brutalmente assassinada em uma cabana abandonada. Após quatro anos vivendo muito triste, causada pela culpa e pela saudade da menina, Mack recebe um bilhete estranho, que teria sido escrito por Deus, convidando-o para voltar à cabana onde aconteceu a tragédia.Apesar de desconfiado, ele vai ao local do crime em uma tarde de inverno e adentra passo a passo no cenário de seu mais terrível pesadelo. Mas o que ele encontra lá muda o seu destino para sempre.O livro A Cabana levanta um questionamento: se Deus é tão poderoso, por que não faz nada para amenizar o nosso sofrimento? 
O assunto do livro em questão não é ‘religião’, cujo sentido significa um meio que o homem inventou de se achegar a Deus. Trata-se de muito mais que isso, trata-se de questões que todos nós nos perguntamos e perguntamos para quem quer que seja a divindade que creiamos, coisas das quais não entendemos, mesmos sendo até cristãos (evangélicos ou católicos), testemunhas de Jeová e outros que têem as escrituras como livro sagrado de fé, pois nela tudo isso é ensinado. O que está em questão é a maneira com que se fala de um assunto tão ‘batido’ e pouco aplicado por nós todos, e deixo até de lado a maneira ‘fantasiosa’ que o autor usou para se falar desses assuntos.Sei que cada um tem seu tempo, seu modo de reagir às situações e suas cores! Portanto tentem ler o livro com o coração mais aberto, sem muros ou críticas.Tudo o que conhecemos, entendemos, os mistérios da criação, paradigmas criados por nós humanos, tudo cai por terra quando se lê o livro, aí entra o propósito de Deus conosco, nele se revela a sua verdadeira vontade, não há castigos nem obrigações,não há uma vontade como a que nós pensamos, que Deus nos quer submissos – não, não é assim – através de uma linguagem que eu acredito ter sido Deus quem escreveu através do autor, ou no mínimo ele teve a maior de todas as inspirações(Papai), permitirá que muitos leitores possam ter as mais intensas das experências. Mas “tudo a seu tempo”, cada um vai reagir a sua maneira quando ler o livro, alguns vão se aproximar tão rápido de Deus, outros irão passar por um processo mais lento, acredito me encaixar naqueles que sabem da necessidade de sua presença em nossa vida, em nossos corações e em nossas atitudes, mas que passam por esse processo de reaproximação.
Sobre o autor: William Paul Young é um escritor do Canadá. O mais velho de quatro filhos, Young passou grande parte da sua infância na Papua-Nova Guiné, junto com seus pais missionários, numa comunidade tribal. Os membros da tribo vieram a se tornar parte de sua família. O fato de ser a única criança branca na comunidade e que sabia falar sua língua veio a garantir um incomum acesso à cultura e à comunidade local. Pagou seus estudos religiosos trabalhando com DJ, salva-vidas e em diversos outros empregos temporários. Formou-se em Religião em Oregon, nos Estados Unidos da América. A sua obra mais conhecida é "A Cabana".
<!--[if !supportLineBreakNewLine]-->
<!--[endif]-->








6 comentários

  1. Gosto bastante desse livro, ele nos faz refletir e reconsiderar certas coisas que achamos ter certeza... :)

    Adorei o blog, Pâmela, volto sempre que puder para participar :D

    Bjão =^.^=

    ResponderExcluir
  2. Oi Pâmella!
    Nossa, que resenha fantástica!
    Já me disseram que esse livro só é bom, se passarmos pela mesma situação do personagem na história, confesso que sou bem curiosa para lê-lo!

    Beijos, Kamila
    http://vicio-de-leitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Já li A Cabana e achei um livro realmente incrível.
    Tenta mostrar Deus para pessoas duras de uma forma bem diferente. Da forma certa. Da forma como Ele é.

    ResponderExcluir
  4. Um dos melhores livros que já li, muito bom mesmo. Gostei da sua resenha. Estou seguindo o seu blog, se puder segue o meu tb?

    Abraços
    http://entrepaginasdelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. A Cabana,fico sem palavras para descrever o que é esse livro,quando comprei não dava nada,porém depois de ler me encantei,e agora estou lendo o segundo De volta à Cabana.

    ResponderExcluir
  6. A cabana foge de qualquer coisa que eu imaginava ser realmente Deus,e a imagem que a religião tem dele.
    Ameeeei!

    ResponderExcluir